Passado Passageiro
Lucas Gomes
Tipo: Lírico
Postado: 26/06/16 23:17
Gênero(s): Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 22seg a 29seg
Apreciadores: 9
Comentários: 6
Total de Visualizações: 326
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 59
[Texto Divulgado] "Sutiã" Todo sutiã que se está usando a muito tempo deixa marcas. E no final, sua relação era igual a um sutiã.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Passado Passageiro

Eu prometo não fazer mais

promessas vazias

eu prometo não deixar mais

a vida esguia

Mas sabe, há controvérsia

nem que eu saia da minha inércia

poderia ter de volta

está fora do alcance da minha recolta

e de maneira abrupta

e ininterrupta

o choque emerge

como uma avalanche de pensamentos

tentando juntar fragmentos

daquilo que se tornara quimérico

❖❖❖
Apreciadores (9)
Comentários (6)
Postado 27/06/16 22:05

Gostei, bem legal xD

Postado 27/06/16 22:14

Muito obrigado, é importante vindo de alguém que escreve bem, como você c:

Postado 27/06/16 23:01

Realmente... Tão difícil lidar com a perda...

Muito bom, Lucas.

Postado 28/06/16 21:18

É complicado :(, mas faz parte. Muito obrigado Joice !

Postado 27/06/16 23:04

Eu já disse que amo a sua escrita? Yeah, eu amo a sua escrita ♡

É interessante ver nos seus poemas essas ideias controvérsias. No mais, aqui se encontra a linha tênue entre passado e presente; algumas promessas feitas que hoje não passam de meras utopias. O que dizer?! Essa construção em cada estrofe é realmente impactante, um soneto deveras reflexivo!

E essa última estrofe? Meu coração não aguenta dessa jeito! Eu gosto quando há o termo fragmentos em um poema. E sim, sou estranha. Mas não posso fazer nada quanto a isso, porque bem, fragmentos (ao menos para mim) têm um significado demasiado. É algo intenso, que simboliza ou uma tristeza intensa, ou uma felicidade fadada ao fracasso, mas com um quê maior. E aqui não poderia ser diferente. O interessante é esse campo aberto que você deixou.

Afinal, o que é aqui os fragmentos?

Ele pode ser a vida, os momentos, os detalhes, as circunstâncias. Ou tudo em um só. A única coisa que se sabe é que esse tudo hoje não passa de uma quimera. Algo longe? Talvez. Fruto da nossa imaginação? Quem sabe. Aliás, só você sabe. O que está aqui é apenas a reflexão que fica como lição a cada leitor.

Confuso? Normal q

Enfim. Já disse que amo seus poemas? Meus parabéns por mais uma linda obra ♡

Postado 28/06/16 21:23

Pão, seus comentários são tão cheios de carinho !

Eu não sei como expressar gratidão suficiente, agradeço tão intensamente a ti por você ler meus textos com o teu coração.

É impressionante como consegues entender minhas ideias.

São pessoas como você que me fazem querer escrever mais, meu muito obrigado, e parabéns por ser quem és.

Postado 29/06/16 09:19

Esses textos são tão.......

Não tem nem palavra para descrever

Cara tá.......

Viu?

Parabéns!

Parabéns mesmo!

Postado 01/07/16 22:29

Exagero da sua parte ! Muito obrigado, mesmo ! De coração.

Postado 29/06/16 13:15

SATÃ! COMO não se identificar com este poderoso poema nem enaltecer cada linha que o compõe?!

Sua obra é fantástica e cala fundo na alma... Especialmente nas de quem, como eu, se destruíram/destroem ao trilhar a jornada vital neste mundo/sociedade hostil. Felizmente, existem aqueles que conseguem extrair imensa e intensa beleza de coisas que doem, machucam, torturam e fazem tudo parecer pior, mais errado e mais triste.

Seu talento para a poesia, assim como a grandiosidade desta obra são inegáveis e eu sincera e entusiasmadamente lhe parabenizo/agradeço/admiro por isso!

Atenciosamente,

Um ser perdido e fenecido tanto no passado quanto no presente, Diablair.

Postado 14/11/17 17:03

Sr. Lucas!

Que belo! Que fantástico!

E que triste!

Você tem uma sensibilidade tocante, que transborda em cada texto que você escreve... é tão maravilhoso ver pessoas que escrevem dessa forma, cheia de paixão pela escrita!

Parabéns por cada palavra desse lindo poema!!

Um abraço, Meiling!