Anjo
De mala vazia
Tipo: Lírico
Postado: 31/07/16 14:28
Avaliação: 9.6
Tempo de Leitura: 28seg a 38seg
Apreciadores: 7
Comentários: 2
Total de Visualizações: 237
Usuários que Visualizaram: 10
Palavras: 77
[Texto Divulgado] "Eternizar-te-ei" Eu sinto muito por não ter te avisado o que é ser amado por mim, mas não vou pedir desculpas por fazer o que deve ser feito: Eternizar meu amor por ti.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Espero que gostem, talvez o final tenha sido muito pairado, mas foi feito com carinho *-*.

Capítulo Único Anjo

Você era a única que sabia os motivos das minhas orações

O que eu pensava quando tomava a ceia

O que dizia quando dobrava os joelhos

A única que sabia o que significava quando eu me vestia de branco

Me chamava então de anjo.

Mas, não eram apenas as asas que estavam quebradas

A auréola era feita de espinhos

As marcas eram de castigo

O destino não era a vida

E as orações não faziam mais sentido.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Muito obrigada por lerem!!!

Apreciadores (7)
Comentários (2)
Postado 31/07/16 22:40

Menina, eu te disse para parar com essas reflexões loucas! Mentira, não pare nunca, sério. Eu tô amando demais os seus textos e poemas. Esse traz uma realidade deveras hipócrita, ou melhor dizendo, representa as máscaras que escondem a verdadeira face da sociedade... Da própria humanidade.

O começo nos traz uma sensação de plenitude, é como se realmente estivesse ouvindo uma oração infantil. Todavia, tudo se transforma no final. Não sei se foi essa a sua intenção, mas eu ainda sinto como se o eu-lírico fosse uma criança, ou um adulto retratando a maltratação que sofreu na infância.

É como se fosse um pedido de socorro. Uma oração muda para alguém o salvar.

Era um anjo desfigurado.

Afinal, reza a lenda que até os sete anos, toda criança ainda é um anjinho (bom, pelo menos é o que eu sempre escutei na minha família), mas aqui vemos o que de fato alguns sofrem. A auréola que é sinônimo de pureza retrata agora a dor, o sofrimento, os espinhos; as marcas o castigo de algum ato involuntário e muitas vezes inocente, e asas quebradas a sua liberdade retirada.

É triste, mas foi essa crítica que acabei pegando aqui. Well, parabéns, como sempre o poema está perfeito ♡

Postado 03/08/16 19:31

Well, é tão bom ler as críticas, cada vez mais expandindo a forma de como escrevo e interpreto as coisas. *-*

Sim, posso dizer que a intenção era demonstrar sofrimento, talvez de uma perda, uma morte talvez ou de um passado sombrio. Nunca ouvi falar dessa lenda, mas acredito que possa ser verdade, crianças são preciosas e necessitam de carinho, amor e atenção. Sem contar a bela inocência, devíamos ser como crianças...

No entanto, agradeço por tudo e talvez eu tente parar com as reflexões loucas (ou talvez não...).

Muito Obrigada Sweet Honey <3 <3 <3

Postado 12/01/18 18:08

Que poema incrível, moça! Parabéns ❤

Postado 10/03/18 19:02

Que moça incrível que comentou meu texto!

Obrigada anjo!!! ❤❤❤

Outras obras de De mala vazia

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo

Outras obras do gênero Romântico