Money For Nothing
amorfa
Tipo: Lírico
Postado: 28/02/17 16:52
Editado: 28/02/17 16:53
Gênero(s): Crítica Poema
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 21seg a 28seg
Apreciadores: 4
Comentários: 2
Total de Visualizações: 255
Usuários que Visualizaram: 7
Palavras: 57
[Texto Divulgado] "Frágil ponto azul" No coração do espaço um objeto de origem desconhecida é encontrado. De onde ele terá vindo? Quem o construiu?
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Money For Nothing

Um moçoilo me contou

que meu casaco não era maneiro.

Não dei ouvidos, saí de perto,

azar foi encontrá-lo no banheiro.

O moçoilo insistiu

tentou fazer minha cabeça

disse que eu merecia pano bom

não meu marrom à avessa.

Tinha o vazio no olhar

imerso em tristeza,

mas o dinheiro para nada

(no bolso)

esbanjava falsa riqueza.

❖❖❖
Apreciadores (4)
Comentários (2)
Postado 11/05/19 20:50

Que incrivel! Arrasou moça.

Postado 11/05/19 21:37

Omoshiroi. Pelas longas barbas trançadas do anões de asgard. Que simples e verdadeiro