Eu
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 07/06/17 00:48
Gênero(s): Drama Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min49seg
Apreciadores: 6
Comentários: 3
Total de Visualizações: 110
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 237
Não recomendado para menores de doze anos
Notas de Cabeçalho

Estou em guerra.

Capítulo Único Eu

Às vezes eu

preciso me olhar no espelho

só para me certificar de que

ainda estou aqui.

Nenhum átomo em meu corpo

continua o mesmo,

nenhum pensamento em minha mente

se manteve imutável,

nenhum sorriso em minha boca

aprendeu a ser perfeito,

nenhuma expressão em minha face

passou a ser discreta,

nem mesmo a minha voz

tem a mesma tonalidade do ano passado,

ou até mesmo de ontem.

Eu mudei de opinião

e mudei de novo

e voltei para a primeira concepção;

e passei a assentir:

aceitável,

socialmente decente;

guardando os pensamentos reais

e quem sabe, obscuros

no fundo do baú da mente.

No mais, creio que ambas coisas discrepantes

possam mesmo se interligar,

pois estão a um fio de algodão de distância,

mas não vêm descritas em meu crachá.

E eu olho dentro dos olhos

da menina que me olha de dentro do espelho.

E ela sabe o que eu penso,

e o que eu faço,

e o que eu realmente desejo,

e ela sabe mais que eu mesma que aqui escrevo;

ela é meu avesso, jamais minha aversão.

É que,

às vezes, eu preciso mesmo

apenas me olhar no espelho:

só por via das dúvidas

para dar aquela checada

para conseguir voltar a respirar,

pregar o olhos a noite...

Para averiguar - diabos - por fim,

que eu me distanciei

definitivamente do meu almejar

e, me aproximo constantemente

e a cada minuto

do meu mais malimaligno

fim.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Findados estamos, ou foi o que pensávamos.

Obrigada por ler.

Apreciadores (6)
Comentários (3)
Postado 07/06/17 11:30

Se tu começar a ver que o fim não é um cenário ruim, então tu começa a parar de se preocupar com ele e viver mais intensamente o agora. Não importa o que tu muda ou não muda, mas sim o quanto tu sorri. Viva para sorrir (um sorriso de verdade, ora!) não para ser tu mesma, hehe.

No mais, é uma bela reflexão!

Postado 08/06/17 13:20

Esse início mexeu comigo de alguma forma, acho que me identifiquei mais com ele do que gostaria de permitir. Não que seja ruim, é só que.... Não sei exatamente o que é. (Oi, eu sou um caos!)

Se a gente pensar que querendo ou não estamos nos aproximando do fim, que mesmo que estejamos próximos do almejar, uma hora ele também vai acabar, talvez não seja tão ruim.

Acho que eu olho no espelho apenas para confirmar quem sou eu. O verdadeiro eu ou um eu imaginário. Só para conferir se o meu caos e a minha falta de lógica ainda estão ali. Só para ter certeza de que eu não tenho certezas. Só para saber que perto ou não, ainda está tudo ali. Ou não. Sei lá. Vai saber. Como já falei, eu sou um caos. Nem eu me entendo, imagina o meu reflexo... X.X

Enfim, eu gostei muito do que li. Parabéns!

Postado 08/06/17 15:15

E eu gostei ainda mais desse comentário que conseguiu exprimir tudo que eu não consegui no texto oiasjaisoaijsaisj, muito obrigada, somos um caos. Todo mundo. Vamos explodir juntos.

Postado 10/06/17 14:36

Amável, que texto amável.

De certa forma simples, mas complexo.

Obrigado por postar a sua pequena grande guerra...

<3

Postado 11/06/17 00:54

Eu é que te agradeço por ter lido <3