Por medo (Em Andamento)
Shizu
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 29/07/17 04:23
Editado: 06/08/17 19:33
Qtd. de Capítulos: 3
Cap. Postado: 31/07/17 22:06
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 3min a 4min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 26
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 578
Não recomendado para menores de doze anos
Por medo
Capítulo IIXX Uma piada

Por mais que a vila fosse afastada de outras, uma vez ao ano surgiam turistas para (participar ou assistir) o festival da Noite Escura. Esse festejo era organizado pelas quatro maiores famílias locais, os Nestes, que eram donos da única padaria e dos açougues; os Montes Espelha, que eram donos das minas e da floricultura; os Carespis, que eram donos da madeireira e de um armazém voltado a agricultura; os Rosários, que eram donos de uma loja de iguarias exportadas... e eles eram "os poucos caçadores", essas famílias eram chamadas pelos morados de "Famílias Comienzo".

O festival dava-se a noite no meio da cidade, junto ao poço maior, toda a cidade era por sua vez iluminada por tochas e colorida por flores e bandeiras. Pequenas vendas de produtos e jogos de azar montavam-se para preencher os espaços; no palco, apresentações de danças locais ou estrangeiras entretêm as pessoas presentes por um longo tempo, ao final estas, começa a música que durará até o fim da festa. O festival da Noite Escura era uma comemoração pela "morte' da bruxa, uma brincadeira com direito a teatro.

Todo o ano, ao final do evento, mudava-se para a vila uma nova família.

Contudo, as coisas podem mudar as vezes. No dia seguinte ao festival, mudou para comunidade duas novas famílias, uma com o motivo normal: encantara-se pelo local; a outra para cuidar de sua única filha a muito adoecida, eram a família Vastir.

Ambas foram recebidas com sorrisos e gentileza, mas também com preocupação. Os dias passaram e a família Vastir parecia deslocada, algo anormal, por que o "certo" era que a família se fundir a vila de uma maneira irracional. Mesmo assim, as coisas continuaram iguais por meses.

Até que um dia, durante uma reunião das famílias Comienzo, uma velha senhora viu pela primeira vez a filha doente do casal Vastir. Ao vê-la quase caiu, porém, manteve sua surpresa e saiu devagar para que não fosse sentida, correu para contar o que nem ela queria acreditar.

Chegando no local, a casa principal; aonde ficava diversos documentos e aonde as reuniões eram efetuadas, a velha adentrou desembuchando:

"A filha dos Vastir é uma BRUXA! Por favor, façam algo".

Despois de entregar a mensagem, ela desmaiou. Ninguém compreenderá o acontecido, por isso, esperaram seu despertar.

Todavia, as notícias correrão rápido no local e quando menos se esperava chegaram aos ouvidos da suposta bruxa. Antes que os pais, Valentina e Rogério, ou qualquer outra pessoa notassem, a pequena e frágil garota já haviam desaparecido.

A Senhora contou que estava passando perto da casa dos Vastir e sem perceber deparou-se com a garota sentada na grama verde, até então todos acharam que nada de mais teria acontecido, contudo, ela terminou dizendo que "ela estava brincando com a energia que tirou de um animal, quando o matou e.... comeu". Por mais que as coisas não fizessem sentido, alguns acreditaram e decidiram ir tomar explicações. Então, entraram no quarto os pais da "bruxa", Valentina já os prantos implorava: "Tragam ela de volta".

O marido alegava: "Nossa filha não fez nada, nós a devolvam". As pessoas, que ali presente acreditavam na hipótese da criança ser uma bruxa, tiveram mais argumentos. Começando uma verdadeira discussão desorientada. Para terminar com toda a bagunça, os quatro líderes das famílias Comienzo retiraram todos os cidadãos, menos o casal.

Logo após a saída das demais pessoas, os Vastir, disseram:

"Nos ajudem a acha-la que iremos embora no mesmo dia" -como um coral, juntos.

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 06/08/17 16:45

Eu de fato não sei escrever um comentário bonitnho, mas eu vou pelo menos tentar.

Adorei o conteúdo da sua história, o enredo muito bem construído, tempo e espaço bem especificados e é um texto muito diferente, faz bastante tempo que não leio nada parecido.

Estou curiosa para descobrir o que aconteceu com a filha dos Vastir, e se ela fará algo, eu com certeza continuarei a acompanhar sua história. Sua escrita é muito boa, vou ler as suas outras histórias postadas aqui.

— Flo.

Postado 06/08/17 18:58

Primeiramente, para fazer uma bom comentário, assim como, um bom texto; é a prática, AHAHAH.

Agradeço muio seu comentário e interesse nesta história (acho engraçado que está história foi um esforço, no sentido que eu me obriguei a fazer: "Saiu tão legal" -choro).

Novamente, obrigado pelo cometário.

<3

Outras obras de
Shizu
Outras obras do gênero
Drama
Outras obras do gênero
Mistério
Outras obras do gênero
Sobrenatural
Outras obras do gênero
Suspense