As mulheres que me fizeram forte
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 01/08/17 01:10
Editado: 01/08/17 01:11
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 3min a 5min
Apreciadores: 8
Comentários: 6
Total de Visualizações: 651
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 605
[Texto Divulgado] "Renascentismo" "And it's good to be alive Crying into cereal at midnight If they ever let me out, I'm gonna really let it out"
Livre para todos os públicos
Capítulo Único As mulheres que me fizeram forte

Sou forte por causa de todas as mulheres que me ensinaram a ser, por causa de todas elas que me disseram que mulheres não tem de competir entre si, por todas elas que me levantaram quando eu estava com o rosto grudado no chão, por todas elas que sorriram e abraçaram e choraram e que gritaram e que me deram um chacoalhão. Doeu, mas eu sempre entendo no final.

E eu estou aqui graças a todas as mulheres que me ensinaram que eu não sou culpada pelo o que acontecer de ruim, se acaso eu disser "sim" ou "não". Estou aqui pelas mulheres que me fizeram compreender que meu corpo é apenas minha propriedade e que nem estado, nem doutrina e nem relacionamento de nenhum tipo, pode roubá-lo de mim, ou guiá-lo por mim. Agradeço a todas elas, que infelizmente foram abusadas e me fizeram compreender que a vítima, jamais pode ter culpa de nada.

Eu estou de pé, estou sem muletas, pois conquistei meu próprio entendimento, e sei melhor de mim do que ninguém e eu sou mais forte e mais atenta e empática, pois elas me ensinaram a ter compaixão e demonstraram compaixão quando eu precisei aprender algumas novas palavras.

Eu sou forte pois elas me disseram que eu não mereço ser abusada! E nem me manter calada e nem fingir ter tido aquela gozada, só para agradar quem quer que apareça.

E sou forte e corajosa, pelas mulheres que me ensinaram a ser, e a pensar e a falar... Falar muito e... E a ouvir e a dar espaço, e a me sentar quietinha e atenta quando eu precisar de um novo aprendizado.

Eu sou forte pela criança que sofreu dentro da minha própria pele eu sou forte por aquela menina que foi encasulada dentro do silêncio, só para não incomodar ninguém pelo fato de gostar MUITO de rir.

E eu, eu sou forte por aquela menina, aquela menina que sempre soube que podia ser mais, ser melhor e ser amável e racional quando puxaram os pés dela e a jogaram no chão, eu sou forte por aquela menina e por causa de todas as meninas que infelizmente, sofreram do mesmo mal.

E eu sou forte graças á minha mãe, que carregou três filhos praticamente sozinha com seus trezentos braços e me deu amor e compreensão e a melhor educação que eu poderia ter conquistado, você é a mulher que eu quero ser quando eu crescer, mil vezes obrigada.

Eu sou forte graças as mulheres que me ensinaram que somos todas diferentes e todas viemos de lugares distintos e vimos coisas que só nos vimos e precisamos apoiar umas às outras, cuspir em nossos privilégios sociais e queimar eles e deixar bem claro que nós NÃO OS QUEREMOS, e a dar espaço para a próxima entrar na roda e crescer na roda e nos fazer conhecer seu mundo, para assim, enriquecer tantas mentes.

E eu sou forte, eu sou forte por causa das mulheres do passado e do presente e das que ainda permanecem aqui, para apenas me ouvir ou para deixar que eu sinta que há verdade nas palavras que estão penduradas dentro de mim.

Pois é, eu sou forte graças a elas, a vocês. Vocês me mostraram que eu não posso ser a mulher da vida de ninguém, pois felizmente, já sou o amor da minha vida todinha.

Eu, eu sou forte por causa de vocês, que quebraram minhas correntes com os dentes e me ensinaram a afiar os meus.

Obrigada a cada uma, a luta é por nós e para nós.

Essencialmente.

De corpo presente.

E sempre vai ser.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Obrigada por me fazerem ver que eu sou a mulher da minha vida.

Apreciadores (8)
Comentários (6)
Postado 01/08/17 08:40

Muito bem escrito Senhorita!!!!

A senhorita organizou muito bem as palavras, e a obra como um todo é espetacular!!

Parabéns e um abraço!!

Postado 02/08/17 20:38

Muito obrigada por todo o amor! <3

Postado 03/08/17 11:26

Pelo manifesto de agradecimento a todas essas mulheres fortes, parabéns. É uma nobre obra.

Obrigado por compartilha-la com nós.

<3

Postado 26/08/17 13:23

<3

Postado 24/08/17 16:52

E que essa força se eleve acima do próprio Sistema injusto e imundo que tenta sufocar e destroçar ao invés de acolher e proteger.

E que essa força se multiplique em potência e se divida entre as que ainda não sabem ou não acreditam que podem sim serem mais, serem melhores, serem mulheres ao invés de sacos de pancadas, escravas domésticas ou fontes de prazer irrestrito a despeito de suas vontades e consentimentos.

E que essa força transborde tanto de tantas de vocês que um dia toda essa mácula possa ser lavada e superada (porém nunca, jamais esquecida) ao ponto de haver uma transformação massiva e decisiva nas mentes, nas massas, nas novas gerações.

E que essa força advinda da obra ímpar de uma das maiores e melhores autoras deste site se propague, se mantenha, se intensifique, se eternize até o Final dos Tempos!

Bravíssimo! Bravíssimo!

Atenciosamente,

Um ser ridiculamente fraco, Diablair.

#ad19-184

Postado 26/08/17 13:24

AMÉM, AMÉM, AMÉM.

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Postado 14/11/17 23:33

"Doeu, mas eu sempre entendo no final."

Essa frase me fez lembrar de várias coisas de um passado nem tão distante assim.

Essa é uma homenagem maravilhosa e muito, muito bem escrita.

Parabéns!

#ad01 - 112/154

Postado 15/11/17 22:20

A dor, nos faz evoluir, é triste, mas como tu e eu sabemos: A gente sempre, SEMPRE, entende o por quê disso tudo no final.

Obrigada <3

Postado 03/12/17 17:32

Aí, esse texto é lindo <3

Guria, vem ser meu amorzinho de vida que tu cada vez escreve melhoooor <3

#ad01 - 83/90

Postado 05/12/17 17:28

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

Tô indo, abre a porta e me espera de pijama <3

obrigada

Postado 02/09/20 23:49 Editado 02/09/20 23:50

Visceral, profundo, sentido, sincero... O que dizer de algo como esse texto?!

Simplesmente maravilhoso!

Uma das muitas provas de que a arte transforma a dor em algo infinitamente elevado, puro, santo, sagrado...

Essas confissões são o retrato de muitas mulheres, que tão tristemente foram tocadas pelo mal, pelo infortúnio...

Contudo, tudo que ocorre em nossa vida é parte de um plano superior, que a seu tempo, entregará a obra de nossas vidas completamente terminada e bela.

Lembre-se que numa grande construção há sujeira, há entulho e poeira, mas ao final, tudo é limpo e perfeitamente organizado, mostrando a obra, finalizada, em todo o seu esplendor...

Obrigada por existir, obrigada por chegar até aqui e escrever em nossa história todos esses belos textos que nos levam a rir, a refletir, a chorar, a dor sentir, mas que traduzem em graça e beleza toda a dor e a delícia da existência!

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Crônica

Outras obras do gênero Reflexivo