As pessoas que não existem
Matheus Andrade
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 14/08/17 01:28
Editado: 14/08/17 21:53
Gênero(s): Crônica
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 9
Comentários: 6
Total de Visualizações: 438
Usuários que Visualizaram: 16
Palavras: 330
[Texto Divulgado] "Posso Morrer Amanhã " Uma breve reflexão sobre a vida, afinal, ao final seremos todos plaquinhas.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único As pessoas que não existem

Quem eu costumo notar raramente, só que com mais interesse, são as pessoas que aparentemente pensam que ninguém se dá conta de que elas estão ali. Há tanta intensidade e despretensão nelas... Mal sabem que algumas raras vezes eu, ao depararmo-nos, as notei; e não perceberam porque elas também não me notaram (ou eu penso que não). Mas é importante que se diga que eu não fico observando-as como um maníaco: é um instante fugaz, um olhar rápido e trêmulo, mas que fica em minha memória por seu conteúdo.

As pessoas-que-não-se-notam costumam parecer mais intensas porque não precisam se preocupar em ignorar os olhares alheios, e então elas se concentram em outras coisas, e até em suas inseguranças — ao contrário das pessoas obviamente lindas, que tentam soar naturais perante os olhares alheios mas só por tentarem ficar naturais falham: só porque tentam, falham; eu também noto a existência destas, claro, elas são lindas e todo mundo sabe e vê, só não são naturais.

As pessoas-que-a gente-não-nota se contraem em tímidas expressões melancólicas que são lindas; elas claramente não sabem da beleza e da poesia que emanam. Isto faz com que eu queira dizê-las: “Eu sei que você existe”. No entanto admito que se isso acontecesse eu omitiria a sequência realista da mensagem que eu quero passar: “Eu sei que você existe, mas muitos não sabem. E você vai ter que aprender a lidar com isso de forma saudável.” Assim eu chego em um dilema que vai me silenciar. Não posso dizer apenas a primeira parte e omitir o resto, porque dizer isto seria excluir aquilo, e então o mais provável é que (também por minha timidez) eu não diga nada e essa situação que acabei de retratar nunca se concretize por eu não querer ser desonesto com a pessoa.

O mais provável é que a fulana ou o fulano continue em silêncio e pensando que nessa vida ninguém tenha algum dia, em algum momento que seja, notado a sua existência.

❖❖❖
Apreciadores (9)
Comentários (6)
Postado 15/08/17 00:59

"As pessoas-que-não-se-notam costumam parecer mais intensas porque não precisam se preocupar em ignorar os olhares alheios, e então elas se concentram em outras coisas, e até em suas inseguranças — ao contrário das pessoas obviamente lindas, que tentam soar naturais perante os olhares alheios mas só por tentarem ficar naturais falham"

Também acho que essas são as melhores pessoas a se notar ❤️ tem sempre algo novo pra se descobrir sobre elas. Como por exemplo talentos ocultos e diversas camadas pra se adentrar.

Postado 15/08/17 10:48 Editado 15/08/17 10:50

Simmmm, amo tentar desvendar as profundezas dessas pessoas heheh

Obrigado por sempre acompanhar os meus textos!

Postado 15/08/17 08:17

Um belíssimo texto, Sr. Matheus!

Para dizer bem a verdade, preciso dizer que, em minha opinião, esse é um texto extremamente triste...

Uma tristeza tão triste, mas tão bonita, e tão simbólica...

Sinceramente, espero que muitas pessoas leiam esse texto, e se sintam enxergadas, notadas, assim como eu fui.

Não sei exatamente se o senhor quis dizer, na passagem em que cita que as pessoas lindas são notadas, que esse "lindas" seja uma beleza apenas física...

Já vi tantas pessoas com beleza física extraordinária, mas com conteúdo tão vazio, que nem valia a pena observar por muito tempo...

Mas claro que, já vi pessoas que mesmo tendo uma bela beleza física, eram inacreditavelmente maravilhosas por dentro!

Mas acho que entendi uma outra coisinha... me corrija se eu estiver enganada... mas o senhor quis dizer que, mesmo que a pessoa tenha um interior lindo para ser explorado, a maioria das pessoas não vão notá-la simplesmente pelo fato de não ser tão bonita fisicamente....

Enfim, acho que dessa vez só falei absurdo... '-'

Perdão.

Um abraço, Meiling...

Postado 15/08/17 10:58

Olá, Meiling!

A beleza que citei é uma beleza de expressão, de sentimento, de conteúdo, mas também pode ser física, porque muitas pessoas belas não são socialmente consideradas como tal pelo fato de estarem fora dos padrões estéticos da sociedade.

Sobre a última questão, não tenho nada o que corrigir. Eu quis dizer algo parecido sim: muitas e muitas pessoas, belas ou não, ilustres ou não, conhecidas ou não, tem lindas coisas para mostrar. No entanto, as que não tem uma desenvoltura social (beleza; extrovertimento; personalidade forte) ficam relegadas ao esquecimento.

E não falou nenhum absurdo, oxên! asuhsauhsa Ao contrário, mostrou reflexão sobre o que escrevi, isto me alegra.

Muito obrigado por acompanhar minhas publicações!

Abraço :D

Postado 24/08/17 14:49

Aquele famoso texto que nos dá um tapa de realidade e uma reflexão absurdamente fantástica. Queria que essa obra estivesse em todos os lugares, e que fosse lida por um número demasiado de pessoas. Porque todos precisam ler esse texto: sejam as pessoas-que-não-se-notam, as pessoas-que-a-gente-não-nota e as pessoas-que-são-notadas. Todas precisam.

E de fato, a beleza é um termo tão manipulável, padronizado e individualista que faz essa divisão de pessoas. E geralmente àquelas que não condizem com o padrão de beleza da situação/localidade vai ser aquela que não se nota. E é triste. Porque de fato parece que não serão notadas por ninguém, quando há sempre que os note, mas silencia esse fato.

É um belo texto, com uma reflexão linda. Parabéns! ♡

#ad01-008

Postado 04/09/17 13:09

Não tenho palavras para responder um comentário com tamanha precisão de análise. Por ora, tomara que se contente com o meu sinceríssimo agradecimento à atenção que dedicou à leitura e sobretudo à reflexão brilhante no comentário.

Obrigado!!

Postado 26/08/17 20:33

Esse é aquele tipo de textos que o universo precisa conhecer. Imagino ele em palestras ou como reflexão antes do início de uma reunião importante ou algo desse tipo.

É um retrato da realidade.

"o mais provável é que (também por minha timidez) eu não diga nada e essa situação que acabei de retratar nunca se concretize por eu não querer ser desonesto com a pessoa."

Essa é a mais pura verdade. Um dilema bem difícil e complicado.

#ad01 - 013/154

Postado 04/09/17 13:12

Muito obrigado pela atenção e pelas palavras enternecedoras!! :D

Postado 14/11/17 22:47

A melhor forma de dizer a alguém que você notou a existência dela, é através das palavras. Veja bem, a partir do momento em que se dispõe tempo para descrever alguém, já é uma forma de gritar silenciosamente ao universo que a existência, até então esquecida, vive plenamente em seus pensamentos, enfeita teu tempo e mora em suas palavras.

A melhor forma de se eternizar alguém é escrevendo sobre ela e sua existência tão invisível aos demais, mas totalmente bela perante os olhos daquele que das sombras, a observa.

Texto maravilhoso! Meus parabéns, Matheus!

#ad01 - 59/98

Postado 27/03/18 01:06

Nossa, que comentário espirituoso! Amei as palavras. Você me ajudou a compreender que a minha crônica pode ser um grito a quem se sentir insignificante.

Obrigado por mais um feedback lindo,

Abraços

Postado 08/12/17 19:35

QUE TEXTO VERDADEIRO!

Estudei com uma menina que não falava nada, mas estava sempre observando tudo, ansiosa.

Todos tinham pena dela, ou zombavam dela, ou simplesmente ignoravam, mas eu sempre sabia que ela estava lá e eu observava ela, e admirava ela, muitas vezes quis escrever sobre ela e mostrar o que eu havia escrito, mas eu tenho uma certa timidez com pessoas que são tímidas, é como se elas despertassem um bloqueio e um encantamento em mim.

Elas sempre sabem de tudo, e tem todos os segredos explosivos na ponta da língua e poderiam soltá-los e explodir um mundo inteirinho... Porém, todas que eu conheci, eram bonitas de alma, com uma alma tão linda, que nunca fizeram questão de fazer ninguém sofrer por mais que todos merecessem.

Esse ano, eu experimentei desta experiência de ser a que fica no canto da sala, sendo ignorada, porém notada, sabendo de todos os segredos, sendo secretamente temida, rolando aos sussurros na boca das pessoas... Mas eu estive em paz e em união tão forte comigo mesma, que eu sinceramente nem fazia questão do mundo lá fora, ou do que diziam. E nem me importava de verdade se eu estava sendo notada ou não.

O que me importava era estar existindo dentro de mim mesma.

Esse seu texto é a mais pura verdade, que texto lindo, te parabenizo demais por esta obra, não é a toa que ficou no tópico desde o começo.

E peço perdão pelo desabafo.

Postado 27/03/18 01:02

As suas palavras fizeram eu ter uma visão bem mais profunda sobre o tema. Agradeço de verdade. O seu depoimento me faz perceber que essas pessoas realmente são profundas, assim como as imagino. Até porque eu tenho tantos sentimentos quanto as pessoas mais expansivas, mas limito-me ao silêncio com frequência.

*6 de janeiro é a data de aniversário da minha mãe. Também o é de uma prima carnal, pessoa mais admirável desse mundo; e de outra prima, que tenho menos contato, também muito legal. Uma data que simboliza ternura.

Obrigado pelas palavras sinceras, era o que eu precisava ler neste momento.

Abraços