Hüzün
Aléxia
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 06/03/16 21:53
Gênero(s): Cotidiano Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 6
Comentários: 4
Total de Visualizações: 467
Usuários que Visualizaram: 14
Palavras: 419
[Texto Divulgado] "Escrevendo O Rei de Amarelo" Uma professora de Literatura e Escrita Criativa decide trazer para a realidade uma peça fictícia que deixa seus leitores loucos. O que poderia dar errado?
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Huzun - melancolia resultante de um falhanço ou inequação que se torna tão pesado que acaba por se tornar comum, resignado e curiosamente poético.

Capítulo Único Hüzün

Algo novo, algo emprestado, algo azul. O meu vestido de noiva, o gancho da minha sogra e a fita azul do vestido de casamento da minha mãe. Ao espelho vou moldando a noiva em mim, primeiro os brincos perolados que ele me ofereceu no nosso primeiro aniversário. Depois a pequena corrente prateada ladeia-me o pescoço tornando-o ainda mais pálido e esguio. Com ajuda da cabeleireira coloco o gancho de prata em forma de orquídea no alto da cabeça segurando o meu coque perfeitamente. O véu descansa na cadeira castanha do meu quarto. E fixo-me no vestido que repousa nas mãos da minha mãe. Ela sorri com as lágrimas nos olhos, sinto que não me vou conter e chorar com ela também. Respiro fundo e volto a olhar para o espelho. A langerie branca, as meias de liga brancas e os sapatos em tons de marfim e pérola. Está na hora. A minha mãe ajuda-me a entrar no enorme vestido branco, ajusta o corpete ao meu corpo e com um beijo no meu ombro despede-se chamando consigo as minhas damas, cabeleireira e madrinha. O quarto torna-se desconfortavelmente silencioso e os nervos voltam a ganhar a dimensão de gigantes, borboletas escapam do estômago e aventuram-se por cada pedaço meu. Nada mais de menina, agora serei senhora do ultimo nome dele, os meus filhos terão o seu ultimo nome e toda eu serei eu com um pedaço a mais. Suportarei eu o peso do nome dele nas minhas costas? Serei capaz de ser a esposa que ele imaginou, que ele pensa que eu sou? Olho para a janela, depois para a porta, qual a melhor saída para aquele inferno?

A porta abre-se e o meu noivo entra, está de calças de ganga e uma t-shirt, arqueio as sobrancelhas e ele encolhe os ombros. Avança na minha direção e beija-me a testa, como faz todas as manhãs antes de sair de casa. O meu coração falha uma batida e sinto o estômago a revolver-se.

- Nós não fomos feitos para casar. -- comenta ele com a cabeça contra a minha. Sinto o tremor na sua voz e a minha perde-se enquanto lágrimas se formam. -- Nem eu, e tu muito menos. -- acaricia-me a face com a suas mãos quentes e ásperas.

- Não somos. -- digo num fio de voz.

- Não quer dizer que não nos amemos, apenas não como eu queria.

- Ás vezes amamos uma pessoa numa linguagem que ela não percebe. - comentei sentido as lágrimas rolar pelos olhos.

- E é melhor encontrar alguém que a entenda.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Obrigada por lerem <33

Apreciadores (6)
Comentários (4)
Postado 07/03/16 15:32

Man eu lembro-me deste texto. <3

Postado 07/03/16 15:55

Awwn eu editei o fim dele tho xD

Postado 07/03/16 19:52

eu pensei que seria algo clichê quando vi que se tratava de um casamento e que a noiva não parecia muito satisfeita, mas me surpreendi com as descrições e o desenrolar. gostei, bjão ;*

Postado 07/03/16 20:23

Ai todo o mundo contra os clichés. Mas eles são tão lindos e fofinhos de se ver e ler e comentar e sentir e viver e sem vírgulas porque são comentários q

Obrigada <33

Postado 08/03/16 09:16

haha, não tenho nada contra eu ate gosto, mas é divertido se surpreender quando a gente acha que sabe o que vai vir e o escritor surpreende de alguma maneira, ao menos um detalhe, é tipo uma aventura hehe :D de nada, bjinhos <3<3

Postado 13/03/16 12:28

Eu também me lembro deste texto (e já vi que parte do fim foi truncado agsh). Saudades de o ler <3

Postado 13/03/16 17:05

Achei que o final ficava melhor assim q asdfghjklçº

Postado 20/02/21 17:31

Que me mento e constatação terríveis!

Chegar a essa conclusão minutos antes de subir ao altar?! Que peso e que desespero...

Agora a dúvida fica no ar: houve ou não um casamento?

Obrigada por compartilhar conosco!