Plumas
Yvi
Tipo: Lírico
Postado: 28/11/17 20:16
Editado: 01/12/17 00:09
Gênero(s): Drabble
Avaliação: 9.8
Tempo de Leitura: 37seg a 50seg
Apreciadores: 6
Comentários: 4
Total de Visualizações: 171
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 100
[Texto Divulgado] "Já que é pra mudar" Estaria fadado a viver em desalma Era o que eu pensava Um fantasma almadiçoado a vagar em multidões Que meu rosto para os outros não teria sequer feições
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Bom, esse é baseado no roteiro Melissa da @Sorelly.

A capa foi feita pela maravilhosa @SabrinaTernura. <33

Capítulo Único Plumas

As plumas brancas que dançavam pelo ar

Delicadamente acariciavam o chão

Criando uma doce ilusão

Uma cena perfeita aos olhos atentos

Certamente flutuaria na mente

Pela eternidade do segundo

Na ponta da sapatilha

Uma pergunta rondava

“Quanto dura o eterno? ”

Tão fino quanto a corda

Cortando os ponteiros

Nunca perdendo o equilíbrio

Com ar em suas penas

Rodopiando no limite

Nunca alcançando o chão

Agarrando-se em promessas

Ao fio invisível da lembrança

Sempre confiando cegamente

Pouco importa o defeito

Ou a idade do tempo

Sempre bailando lindamente

Plumas carmesins jazem

O chão enfim abraça

O eterno chega ao fim

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (4)
Postado 28/11/17 20:33 Editado 28/11/17 20:34

Um belo texto da nossa querida Light Yvi... Pena q o final estragou tudo. :(

Anyway, esqueceu d me mandar esse pra "pré-análise", foi? Magoei...

Enfim, mais uma obra que coloca o leitor dentro do proposto, continue com textos leves assim, minha anjinha. :*

Postado 28/11/17 20:46

Dark Yvi domina! Desiste da Light.

Pois é, né? .-.

Obrigada!

Postado 28/11/17 21:25

Nunca!!!!!!

Postado 28/11/17 22:34 Editado 28/11/17 22:35

Ah, que poeminha lindo e cheio de tragédia. Será que a Tristeza achou belo e a Tortura deu risada? Fica aí a reflexão!

Através do que foi descrito no poema, consegui visualizar de uma forma totalmente lírica, o ocorrido no roteiro da Pão. Ambas as obras se completam e trazem emoções demasiadamente impactantes para o leitor.

Desde o início, até o último verso, acompanhamos a trajetória bela do eu-lírico que não tem medo daquilo que faz. Contudo, até as obras mais bonitas e cheias de magia, chegam ao fim e, muitas vezes, um fim não tão lindo como o restante de sua história. Com certeza, é um final marcante, que permanece no coração de quem lê.

Meus parabéns, Flavinha!

Postado 30/11/17 22:55

Brina! Você é a melhor! <33

Obrigada. ^.^

Postado 11/12/17 21:35

Quando vc faz esses poemas tranquilos e leves eu passo a acreditar um pouco mais que há bondade nesse mundo rsrsrs \\0/

Postado 11/12/17 21:39

Tão iludida a minha aprendiz...

Postado 11/03/18 20:56

Achei bem leve, como as penas, dá uma sensação maravilhosa ler esse texto, mesmo que o final nos coloque um pouco o pé no chão novamente.

Parabéns, Yvi <3

Postado 12/03/18 20:35

:P

Muito obrigada! ,3