Uma Breve História de Amor
Sabrina Ternura
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 23/12/17 03:10
Editado: 23/12/17 03:14
Gênero(s): Drama Romântico
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 6
Comentários: 3
Total de Visualizações: 257
Usuários que Visualizaram: 11
Palavras: 231
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Uma Breve História de Amor

Ela o amava e ele a amava ainda mais.

Todos os dias, as ações tornavam-se poesia. Os abraços demorados eram convertidos em desesperados amassos. As mãos possuíam o encaixe perfeito. Completavam-se, separavam-se, demonstravam afeto e doavam segurança. Elas eram o reflexo da mais pura reciprocidade. As vozes altas expulsavam o silêncio devastador que rondava a casa. Gargalhadas apareciam como estrelas no céu, inúmeras vezes, num mesmo dia, sem cessar.

Em seus momentos mais doces, ela dizia que nosso lar é onde está nosso coração. E ele a respondia dizendo que nela faria morada eternamente.

Ela o amou e ele ainda a amava.

Seu lar agora eram lembranças que estavam em fotografias embaçadas que ela tirou. As vozes altas e as gargalhadas espontâneas ainda existiam, mas apenas em sua mente nostálgica.

Não havia como esquecer ou deixar partir. Cada passo que ele dava era uma porta escancarada para um passado encantador. Ela o fez feliz e mesmo após sua partida, ainda o fazia sorrir. Ele não sentia mágoa ou tristeza, pois vivia cada dia com a certeza de que se encontrariam numa nova existência.

Em suas mãos haviam carinhos recíprocos guardados. Em seus lábios envelhecidos havia o gosto do primeiro beijo. Em seu coração havia duas certezas. Em sua poesia, havia uma única história que nem mesmo em mil dias poderia ser contada.

Ela o amou e ele para sempre, a amaria.

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (3)
Postado 23/12/17 20:40

Pode-se dizer que a maioria dos finais de relacionamento são assim... Um lado sempre segue enebriado pela névoa da paixão, mesmo que o outro já não sinta o mesmo.

Bem escrito, parabéns

Postado 28/12/17 20:36

A história, na verdade, é sobre um casal que passou longos anos juntos, mas a esposa acabou morrendo. E mesmo após a partida dela, ele permaneceu amando-a intensamente. Acho que as histórias de amor se resumem em felicidade intensa e tragédia profunda.

Obrigada, moço ❤

Postado 27/12/17 17:37

Ainda é um pouco difícil ler a Ternura, mesmo que ela venha acompanhada de Tristeza. (ou quase isso)

Eu gostei do texto, mas não consigo achar palavras. Sorry e Parabéns!

Postado 28/12/17 20:37

Espero que, com o tempo, torne-se mais fácil ler a Ternura.

Obrigada, Flavinha ❤

Postado 27/03/18 14:20

Acontece... Às vezes o amor da nossa vida, vem e fica uns meses, uns anos... E então acaba, mas ainda persiste ali... Acontece.

Que conto mais lindo!

Postado 28/05/18 16:10

Obrigada <3