Ruiu
Andromeda
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 05/03/18 00:53
Editado: 04/11/18 20:18
Gênero(s): Drabble Drama
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 45seg a 1min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 201
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 122
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Notas de Cabeçalho

novamente aquele negócio de sentir tudo e sentir nada.

Capítulo Único Ruiu

Estava escrito em meus olhos a angústia que eu sentia, a tristeza que me consumia pouco a pouco, assim os cigarros que me preenchiam quando eu os fumava a procura de algum alívio.

Me afundei no niilismo, sem qualquer crença de importância e agora agarrava-me em qualquer coisa que pudesse encher meu peito de esperança novamente, na fé de encontrar algum sentido a minha vida. Pois o que sobrou de nós não era o suficiente para suportar a dor que jazia em mim, porque tudo ruiu e caiu direto no finito vão do meu peito.

E talvez isso preencha o inaperto que levo comigo; pois estou cansado de ser esse vazio, de não sentir nada e, ao mesmo tempo, de sentir tudo.

❖❖❖
Notas de Rodapé

tinha acontecido uns negócios comigo tempos atrás e eu acabei escrevendo duas super-curtas drabbles; acabei editando e juntando tudo.

(para curiosos: estou melhor agora).

Apreciadores (3)
Comentários (2)
Postado 25/05/18 21:19

Os melhores textos nascem de algum acontecimento em nossas vidas. Que bom que está melhor. Que bom que compartilhou esse texto conosco.

Postado 28/07/18 06:00

Eu devo concordar com você, os melhores são (quase sempre) consequência de algo. E obrigada, de novo.

Postado 24/09/18 23:30

Já sei qual autor indicar para todos os meus amigos na depressão pós - amorosa.

Sua escrita e suas obras são incríveis. Um dedo tocando direto no coração. Cutucando sem dó. Às vezes, só precisamos sentir a dor puramente. Parabéns!