meio cheio, meio vazio
Andromeda
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 24/03/18 20:30
Editado: 07/02/19 23:50
Gênero(s): Drabble Drama Reflexivo
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 43seg a 57seg
Apreciadores: 8
Comentários: 4
Total de Visualizações: 363
Usuários que Visualizaram: 11
Palavras: 115
[Texto Divulgado] "Por trás da porta" ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Capítulo Único meio cheio, meio vazio

Dae respirou fundo, seus olhos miraram a garrafa meio vazia ao seu lado e no copo meio cheio do outro. Suspirou cansada.

Uma figura alta sentou-se ao lado, pegou o copo e bebeu o resto do líquido. Dae levou o cigarro a boca, tragou e sorriu.

— O copo estava meio cheio, mas você conseguiu deixá-lo vazio. — apontou. Dean a encarou confuso.

— E? — encheu o copo, quase o transbodando.

— E agora quase transborda. — sorriu amarga.

— Não entendo onde quer chegar.

“A lugar nenhum” quis dizer, mas nenhum som saiu. Não sabia como explicar o que sentia. Porque, por mais que quisesse dizê-lo, como iria exemplificar que em si transbordava o vazio?

— Ah, sei lá. — cansou-se. — Esquece.

❖❖❖
Notas de Rodapé

também não sei.

Apreciadores (8)
Comentários (4)
Postado 25/03/18 19:08

É difícil quando o que mais sentimos transbordar dentro de nós é o vazio. A maioria das vezes sinto isso, então entendo a agonia da personagem. Foi um bom texto! Está de parabéns!

Postado 28/07/18 05:57

Por muito tempo não consegui te responder por não saber como fazê-lo; eu não sei porque. Mas, obrigada por suas palavras.

Postado 25/05/18 21:36

Um belo texto.

Parabéns!

Postado 28/07/18 05:54

Agredecida, Yvi.

Postado 24/09/18 23:32

Ninguém sabe... E é por isso que a vida tende a ser mágica. Às vezes pro mau, às vezes pro bem.

Outro texto maravilhoso a

Postado 04/11/18 19:48

Acho que o que mais me preocupa é não saber o que acontece. E, sinceramente, o sentimento de confusão tira-me toda a magia.

Muito obrigada.

Postado 20/01/19 19:34

Às vezes a nossa alma é exatamente como esse copo: meia cheia, meia vazia. A dificuldade do narrador em explicar o cerne de tudo é encoberta pela confusão que o vence pelo cansaço - e quantos de nós não fazemos isso? Minha maior certeza ao terminar de ler a obra, foi que o protagonista é humano o suficiente para ser qualquer leitor.

Obrigada por compartilhar esta incrível história conosco.

Meus parabéns ♡

Postado 21/01/19 06:08

A dualidade de nossas almas é algo de se admirar e de, ao mesmo tempo, se temer. A interpretação sobre o que é o vazio e o que é ser cheio é de se surpreender, também.

Sinceramente, nem sei como responder mais, me desculpe. a

Obrigada, anjinho ~