A Febre
Gabriel N Mendes
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 26/03/18 14:11
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 45seg a 1min
Apreciadores: 3
Comentários: 1
Total de Visualizações: 65
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 120
[Texto Divulgado] "Pisoteadores" Estou cansada, a vida é um eterno, grande e último suspirar.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Eu estive procurando por um amor,E achei um amor doentioOnde você se esconde.Garoto febril?

Capítulo Único A Febre

É uma febre muito forte, começa com um simples calor que vai aumentando de temperatura, começa bem fraco, vai tomando de conta do corpo frágil, os braços ficam moles, vai ficando cada vez mais quente, aquece como brasa, toda a força se vai, não consegue ficar de pé.

A febre não diminui, e começo a sentir o meu corpo sendo mergulhado no nitrogênio líquido. Meus braços tremem, minhas pernas começam a doer. A respiração diminui, cada vez mais lenta.

O corpo para de tremer.

A cor dos olhos muda para um cinza nulo, os pulmões sugam o ar uma última vez, o coração vai diminuindo suas batidas, o peito sobe e desce lentamente, até que, há somente

Um silêncio vazio.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Para sentir a melancolia ouça no youtube: Mattia Cupelli - Touch (cover by Antonio Oseguera)

Apreciadores (3)
Comentários (1)
Postado 02/04/18 21:20

Como eu amei teu estilo! Bem-vindo! Espero te ver aqui por muuuuuito tempo! Parabéns por este conto!

Outras obras de Gabriel N Mendes

Outras obras do gênero Crônica

Outras obras do gênero Drabble

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Reflexivo