Escrevi Enquanto Te Via Dormir (Em Andamento)
Sabrina Ternura
Usuários Acompanhando Nenhum usuário acompanhando.
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 13/06/18 03:13
Editado: 21/06/18 16:48
Qtd. de Capítulos: 3
Cap. Postado: 13/06/18 17:40
Cap. Editado: 13/06/18 23:19
Avaliação: 9.6
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 2
Comentários: 0
Total de Visualizações: 66
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 311
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de doze anos
Escrevi Enquanto Te Via Dormir
Notas de Cabeçalho

"De todas as declarações de amor, eu te daria meus olhos, para que você pudesse se enxergar da forma que eu te enxergo".

Segundo Escrito Verdades Ditas por Amor

— Seus olhos são lindos. Adoro quando você sorri com o olhar.

Depois que ouvi essas palavras, passei a amar meus olhos. Parei de acha-los grandes ou intensos em demasia, pois toda vez que eu cogitava criar algum defeito, logo vinha-me a lembrança do momento que você viu além da tristeza em meu olhar. Tu enxergou aquilo que só acontecia quando eu te via.

Tu leu minhas entrelinhas.

— Você é tão bonita. Sou tão sortudo por estar com a mulher mais linda do mundo.

Parei de sentir repulsa de mim mesma. Aos poucos, percebi que estava me cuidando mais e que me sentia maravilhosa e extremamente feminina – mesmo que eu estivesse usando um pijama mais folgadinho ou uma roupa de festa sofisticada. Me via no espelho e sentia um afeto saudável pelo reflexo de quem eu sou. No início, fazia isso por você, porém, agora, faço por mim.

Tu me amou e eu aprendi a me amar.

— Amo passear por suas curvas, sabia? Seu corpo é o mapa que me aventuro sem pensar duas vezes. Você é o que eu sempre quis.

A relutância em aceitar isso, era o equivalente a tentar escalar uma montanha sem o equipamento necessário. Mesmo que a repulsa tivesse sido superada, eu não conseguia ver o quão desejável posso ser. Me sentia feia e pouco atraente, até o dia que fizemos amor pela primeira vez e você fez-me entender que sou perfeita à minha maneira. Tu não se importou com as estrias ou com as marquinhas que tenho pelo corpo, porque, naquele instante, me fazer sua era tudo o que importava.

Tu olhou-me como se eu tivesse sido feita sob medida para você. Então, assim como para você, eu também era perfeita para mim.

— Eu amo você.

Você disse do fundo de seu coração sem pestanejar. Eu acreditei com todas as forças de minha alma sem hesitar.

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!

Outras obras de Sabrina Ternura

Outras obras do gênero Comédia

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto