Estratégia insustentável no combate ao preconceito
Scheffer
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 02/11/18 16:59
Editado: 02/11/18 17:23
Gênero(s): Crítica Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 2
Comentários: 2
Total de Visualizações: 54
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 283
[Texto Divulgado] "Tempestade" Porque eu sou como uma força da natureza, não tente me parar. Isso é tudo o que eu te peço.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Estratégia insustentável no combate ao preconceito

Buenas, o fato é que presenciamos muitos exemplos de “como não fazer” nestas eleições e o ponto de alerta deste pequeno texto reflexivo, é justamente o mal que você pode estar causando sem querer, com o objetivo de combater o preconceito (um paradoxo).

O alerta é apresentado com o principal objetivo de lhe fazer pensar (e ter todo o direto de discordar caso desejar) a respeito: Você já parou para pensar que divulgando qualquer vídeo com falas preconceituosas, sem nenhuma lição bem fundamentada, talvez você não faça entender, quem realmente deva? Sim, eu sei que isso parece uma forma de “abafar” o preconceito, enquanto ELE EXISTE, mas nem de longe meu intuito é defender isso, pense comigo:

Você acredita que vai convencer alguém compartilhando um vídeo de outro alguém fomentando o preconceito, o ódio, ou qualquer coisa do gênero? Pois, o ponto que quero apresentar é que possivelmente, isso, nem de longe, vá surtir efeito em quem de fato possui preconceito (isso, por acreditar que se este alguém se identificar com tais ações ou falas, esses compartilhamentos serão mais um incentivo, do que qualquer outra coisa), e, na grande maioria dos casos, só vai mexer com quem já está convencido que isso é errado (com sensações estranhas de repúdio e, muitas vezes, até mesmo de ódio a tudo isso);

A partir desta questão, uma singela sugestão: toda vez que pensar em compartilhar este tipo de conteúdo, talvez seja interessante fundamentar a ideia de que o preconceito só será combatido, quando ele tocar o coração das pessoas, e para isso, eu não vejo outra saída, que não divulgar bons exemplos de ações que buscam a igualdade e que de fato mostram-se contra o preconceito.

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (2)
Postado 05/11/18 12:08 Editado 05/11/18 12:09

Olha, as vezes eu acho que se o preconceito acabar, pessoas que vivem do "combate" a ele vão recría-lo só para ter o que fazer. Parece que eles não querem acabar com o preconceito, eles querem combater, ficar lutando para sempre contra ele. As vezes, me pergunto o porquê disso, o porquê as pessoas fazerem isso como descrevi. Tenho duas hipóteses: querer audiência e ser "mais certo" que o outro. Enquanto a pessoa combate o preconceito (mesmo fazendo tudo errado, o que na pratica não muda nada), ela estará cercada por pessoas "boas", "altruístas", e que podem fazer o que bem entendem, afinal "combatem o preconceito".

E meu pensamento vem justamente do que tu retratou no texto. Por que carai compartilhar um texto depreciativo, um vídeo ofensivo, se quem é preconceituoso caga e anda para isso? Por que não mostrar inúmeros casos em que a união das pessoas, as quais sejam o que forem, fizeram algo construtivo para a sociedade? Por que não mostrar ao preconceituoso o que ele perde ao deixar de interagir com alguém por simples preconceito?

Bom, acho que essas respostas podem ser encontradas nesse mesmo comentário.

Achei muito bom o texto! Que bom que compartilhaste algo tão intenso e reflexivo para nós.

Postado 05/11/18 13:41

Ótima crônica!

Me incomoda bastante a cultura de querer compartilhar aquilo que lhe dá desgosto. O que mais vejo nas redes sociais hoje em dia é gente encontrando posts e mensagens que lhes enojam e então tentando ao máximo espalhar e mostrar para todo mundo a sua volta. É quase como se você comesse algo estragado e então desse para sua família provar.

Espero que um dia tenhamos uma cultura que compartilha o positivo, o otimismo, o gostoso, o amor, e que apenas ignore o negativo, em vez de enfiá-lo guela abaixo nas outras pessoas. Posso estar errado, mas na minha opinião ignorar as más ideias as vezes é a melhor maneira de combatê-las, em vez de distribui-las e fornecer uma plataforma para que elas recebam mais seguidores.

Bom trabalho, e até a próxima!