Fazes (Em Andamento)
De mala vazia
Usuários Acompanhando
Tipo: Antologia Poética
Postado: 25/12/18 20:32
Editado: 21/01/19 23:02
Qtd. de Capítulos: 9
Cap. Postado: 25/12/18 21:13
Avaliação: 9.02
Tempo de Leitura: 49seg a 1min
Apreciadores: 2
Comentários: 1
Total de Visualizações: 32
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 131
[Texto Divulgado] "O gato de Schrödinger" Homem acorda e descobre que todas as pessoas sumiram.
Livre para todos os públicos
Fazes
Notas de Cabeçalho

Observação: Todos os escritos postados se encontram no meu tumblr (viajante-demalavazia).

Espero que gostem <3

Observação 2: Este é inédito, logo não se encontra no tumblr.

Observação 3: Trata-se de relacionamento abusivo, logo: Não leia se for gatilho!

Capítulo 5 Marcas que a água não apaga

Ele disse que me amava

Disse que gostava do meu jeito de ser

Não o impedia de tentar me "consertar"

Dava - o sempre chances de amar

Mas as palavras tão vazias

Não enraizavam meu coração

Antes pensava ser trauma

Hoje vi que era intuição

Entretanto, o trouxe ao meu santuário

Onde as árvores repousam

Os olhos de Deus sobre nós

Queria conversar, eu disse

Mas ele só queria me beijar

S(C)edava meu corpo

Enquanto minha alma murmurava

A tesão que ele emanava

Apertava meu coração

Restava me somente a escuridão

Mesmo assim o trouxe ao meu santuário

Lugar de pessoas importantes

Lugar onde tudo me era importante

Ele pegou aquele lugar, o marcou com o vazio no olhar:

Casais querem ficar perto um do outro para se beijar. Depois podemos conversar.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Obrigada se chegou até aqui.

Apreciadores (2)
Comentários (1)
Postado 03/01/19 00:15

Ler algo desta magnitude toca meu coração de um modo intenso, pois traz uma noltagia amarga á tona. A cada verso eu me identifiquei mais e mais e, aos poucos, ao ler cada palavra e me afogar nelas, foi como se eu estivesse lendo a mim mesma e tudo o que passei. É difícil passar por isso e só quem vive, sabe como dói, como machuca e como é árduo esquecer. Existem marcas que nem mesmo a poesia é capaz de apagar.

Este poema reflete uma realidade obscura, que nem sempre está diante dos olhos de quem vive. Às vezes nos convidamos alguém para entrar e pensamos que ele vai mudar, que aquilo não vai acontecer de novo, que ele vai ouvir. Porém, nada ocorre, nada muda. Quando percebemos, só resta os pedaços.

Obrigada por compartilhar algo desta magnitude conosco. É mais do que importante falar sobre isso, seja na poesia ou em outro meio.

Meus parabéns ♥

Postado 11/01/19 23:41

Saber que não estou sozinha é uma esperança no processo de cura. Se eu soubesse que me faria tão bem compartilhar esses poemas, teria feito antes. Principalmente os de cunho mais tristes.

Falar sobre isso, escrever sobre isso, conversar sobre isso. Isso precisa ser resolvido. Isso precisa ser ouvido. Isso faz tanto mal a pessoas maravilhosas e muitas vezes elas nem conseguem ver. Gostaria de ao menos mostrar meu apoio as vítimas. Dizer que são maiores que isso. Você é maior do que isso. E você merece ser feliz.

Se dê a chance de curar e com o que tem em mãos, ajudar as outras a se curarem também. Peço perdão por trazer a tona certas lembranças, de verdade. Mas espero que hoje você possa vê-las com olhos de esperança.

Porque existe um amor que vale a pena. Muito a pena. E espero que todas nós encontremos.

Grata,

De mala vazia.