A meditação.
Pequena Estrela
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 10/05/19 18:38
Editado: 10/05/19 21:03
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 4min a 5min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 54
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 669
[Texto Divulgado] "Frágil ponto azul" No coração do espaço um objeto de origem desconhecida é encontrado. De onde ele terá vindo? Quem o construiu?
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

O ultimo da noite meus anjos

Espero que gostem

Capítulo Único A meditação.

_ Concentre-se ! _ ralhou meu mestre dando outra cajadada em minha cabeça.

_ Ai! Poxa eu estou tentando! _ resmunguei voltando a posição de lótus usada na meditação.

_ Endireita a coluna e tenta ficar de bico fechado _ grasnou a voz masculina, meu mentor era mesmo um chato!

Tá, tá bom mas que merda! _ murmuro e fecho os olhos já perdendo a paciencia.

E lá se vai mais uma cajadada que ele me dá! E desta vez doeu pra valer.

_ Por que me bateu? _ abro os olhos alarmada e massageio o coro cabeludo dolorido.

Ele não respondeu e tentou me acertar de novo, eu desviei e dei a lingua já cantando vitória, quando recebo outra nas costelas, sem dó nem piedade.

_ Filho de uma puta! _ grunhi de dor, já saia lagrimas dos meus olhos devido a força e precisão que ele usou.

Ele sequer respondeu a minha ofensa, simplesmente se aproximou quieto e endireitou minha pose, afastou minhas pernas, endireitou minhas costas e enxugou a lagrima que caiu em meu rosto de forma terna, e em seguida deu um beijo demorado em minha testa.

Admito que gostei daquilo, e muito... Era uma sensação boa, era tão raro receber afeto dele...

_ Esvazie a mente _ mandou meu mestre e eu o fiz, porém mal deu dois minutos e eu falhei, pois lembrei do beijo que ganhei na testa e acabei por rir, perdendo a concentração pela milésima vez.

E mais uma vez senti o carvalho sólido contra meus miolos.

_ Desisto da senhorita! És uma aluna incorrigivel ! _ gritou ele e se sentou na mesma posição que eu. _ Custa ficar séria? É tão dificil assim levar a sério e deixar de ser uma tagarela inutil e ainda por cima dada a palhaçadas? _ terminou ele por fim, em um tom sério e rouco.

Aquilo me magoou, ele nunca havia dito isto para mim, está bem que havia horas que eu tentava e fracassava na arte de meditar.

Mas ele nunca gritou e nem nunca disse coisas grosseiras daquela forma, o susto foi tanto que levantei abruptamente e sai correndo, me sentia terrivel. Quase como um monstro !

Corri ao meu aposento e joguei meu corpo sobre a minha cama acolchoada, abracei a primeira coisa fofa que encontrei e desatei a chorar.

Nem sabia o por que chorava, nem senti-me tão ofendida, mas por algum motivo eu desabei, é como se eu fosse a pior pessoa do mundo naquele instante, como se fosse indigna de aprender.

fiquei a soluçar como uma criança, e fiz isso por uns bons minutos.

Quando de repente senti um peso na ponta da minha cama e logo em seguida um carinho de mãos asperas sob meus cabelos.

_ Me perdoe querida, mas você precisa concentrar-se _ disse a voz suave. _ Não precisa chorar, não suporto ve-la assim, sou rude e amargo pelo tempo, mas nunca quis que esse amargor caisse sobre ti. _ completou ele tirando os fios de cabelo umidos da minha vista.

_ Eu sou um fracasso _ disse em um tom abafado apertando ainda mais o rosto contra o travesseiro.

_ Vem, tente de novo, por favor, você conseguirá desta vez.

Eu fiquei alguns segundos a pensar, eu deveria tentar? Mas e se ele ver meu rosto vermelho de choro?

Meu mestre deve achar-me uma tola, coisa que provaria que não era!

Convenci a mim mesma disso e me coloquei sentada sobre a cama, enxuguei o rosto e fiz a mesma posição, coluna reta, pernas afastadas e peito para frente, e fechei os olhos, depositando ali toda a energia que havia em mim, quando de repente senti a cabeça esvaziar pela primeira vez.

Eu não ouvia, nem sentia nada, estava em plenitude.

Estava certo!

Quem diria !

Eu consegui meditar !

Aquilo demorou apenas alguns minutos, quando despertei, queria ter conseguido por mais tempo, porém fiquei imensamente contente ao ver o homem á minha frente sorrir e me apertar contra seu peito como se eu fosse a melhor aprendiz deste mundo.

Que professor turrão eu tenho...

E eu agradeço cada vez mais por ter meu querido mestre ao meu lado.

Fim

❖❖❖
Notas de Rodapé

É isto, espero que tenham apreciado meus queridos e queridas

Apreciem sem moderação mesmo! É sexta-feira criançada!

Beijocas da Little Star!

(seria legal uma resposta sobre isto, master rs)

Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 10/05/19 22:32

Resposta postada minha cara padawan

Outras obras de Pequena Estrela

Outras obras do gênero Comédia

Outras obras do gênero Crônica

Outras obras do gênero Fantasia