Tempo
Victoria C
Tipo: Lírico
Postado: 28/06/19 18:04
Editado: 28/06/19 18:09
Avaliação: 9.25
Tempo de Leitura: 52seg a 1min
Apreciadores: 6
Comentários: 6
Total de Visualizações: 217
Usuários que Visualizaram: 7
Palavras: 140
[Texto Divulgado] "De Flor a dor, enfim a liberdade!" Romance erótico em 12 capítulos, contextualizado entre 1578 a 1583 aproximadamente. Período este das turbulências na luta pela sucessão real de Portugal, cujo rei morrera sem deixar herdeiros ao trono. Numa investida do duque de Alba em formar uma aliança com a Alemanha através do casamento de seu primogênito com a filha do duque de Baviera, Katrina descobre o amor e todo fogo da paixão.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Tempo

Quem és tu o grande detentor dos meus dias?

Que me faz reviver momentos como se fossem únicos

Inútil eu deveria saber sobre esse prazer de se viver estagnado.

Conjecturando retroceder os ponteiros do relógio;

E retornar ao instante em que o tempo foi perdido

Preso em um ponto distante e obsoleto.

Mas eu te denominei de nostalgia

E passei a existir em constante melancolia.

Acreditando que tudo o que eu sabia

Por felicidade estava precedente a mim.

Em ti, idealizei a benevolência

E júbilo de estar sempre esperando por algo.

Até que me deparei com a tua verdadeira face

E te descobrir sendo o passado.

A angústia que me fez paralisar

Agora me leva a encontrar possibilidades de não estar presa

Em um tempo que eu nunca perdi.

Pois, tudo que se desvela no mundo

Acontece no momento presente.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Vocês já tiveram esse sentimento de angústia por estar preso no passado por alguma coisa? Mas é muito bom quando você consegue perceber isso e experenciar o momento presente.

Apreciadores (6)
Comentários (6)
Postado 28/06/19 18:34

A angústia do eu lírico é extremamente palpável e durante toda a leitura ela vai nos afogando e tocando profundamente o coração. Um sentimento de acolhimento em meio à angústia passou por meu coração. Obrigada.

Parabéns por essa obra bela e sentimental aos montes! ♥

Postado 02/07/19 16:44

Obrigada pelo comentário! Fico feliz que tenha gostado. ❤

Postado 28/06/19 23:34

Tive essa sensação com meu ex-namorado, pois na época estava em grande depressão e pus nele minha fortaleza. Erradamente. Após o término, tive que me reinventar e foi a melhor coisa que já fiz na vida.

Seu texto me trouxe uma baita nostalgia, não de saudade, não de arrependimento. Mas, de agradecimento, pois o que sou no presente, foi graças ao passado.

Enfim, vamos falar do texto em si: é incrível, singelo na medida certa, mas profundo o suficiente para grudar na memória. Palpável como se nos abraçasse e nunca mais nos largasse. Tudo isso em forma de lembrete de um autoamor constante.

Mesmo que talvez o foco não seja falar sobre amor próprio, mas como uma pessoa consegue mudar de presente para passado (ou dependendo das vezes, futuro). O que de fato é uma ótima reflexão.

Que incrível! Muito obrigada por compartilhá-lo conosco!!!!

Postado 02/07/19 16:52

Às vezes ficamos preocupados demais tentando refazer algo que não pode ser mudado e isso é algo injusto que fazemos com nós mesmos, e nem sempre percebemos que temos a possibilidade de fazer algo no momento presente. Fico agradecida pelo comentário e por compartilhar a sua história. Muito obrigada! ❤

Postado 29/06/19 18:35

A força que esta obra tem é capaz de arrastar a mais pesada arvore e a tirar do lugar pela raiz, o eu lirico é extremamente visivel, e muito transparente.

Adorei a obra, e a li mais de uma vez.

Parabéns.

Postado 02/07/19 16:54

Muito obrigada! E que bom que você gostou. ❤

Postado 01/08/20 01:37

A angústia pode ser sentida em cada palavra do poema! O tempo é ao mesmo tempo causa e cura das feridas. Bela obra! Muito bem escrita e profunda, conecta o leitor aos sentimentos do eu-lírico.

Parabéns!

Postado 03/08/20 21:15

Além do tempo, nós mesmos somos responsáveis pelas causas e pelo o que vamos vir a ser. Fico feliz que tenha gostado e obrigada pelo comentário!

Postado 19/08/20 15:22

Impactante. Realmente, a angústia pode ser sentida, tocada. São palavras fortes e marcantes, muito bem escolhidas.

Parabéns!

Postado 14/09/20 14:26

Infelizmente acredito que muitas vezes nos sentimos assim, presos a essas memórias que deveriam estar no passado...

Seu texto me permitiu uma ótima reflexão!

Muito obrigada por compartilhar <3

Um abraço <3

Outras obras de Victoria C

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo