Pediste, terás
The v
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 09/07/19 10:19
Editado: 09/07/19 22:27
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 0
Comentários: 1
Total de Visualizações: 79
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 262
[Texto Divulgado] "Conhecimento de tela" Tenho assistido muito vídeo no Youtube ultimamente. Tenho visto muita coisa sobre filosofia e medicina, sobre comportamento e história. Isso é muito legal, pois pareço ser um cara intelectual, que busca meios para entender melhor a si mesmo e a sociedade. No entanto, os problemas são dois: não sei se o que me dizem é verdade e não sei o quanto absorvo do que vejo.
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Aqui vai minha jovem. Vou deixar você molhadinha

Capítulo Único Pediste, terás

Ah era noite adoravel de verao e estavamos sós , eu e você. Sempre brincavamos de excitar um ao outro.

Mas desta vez eu resolvi ir um pouco mais longe:

Comecei tirando sua roupa devagar, assegurando que seria bom, depois sua langerie.

Você é linda. Uma tentaçao. E seria minha .

Passei suavemente o dedo em teus lábios para o sentir e logo fui descendo.

Devagar. Pescoço e depois seios. Ali passei os dedos com bastante calma, apreciando cada minuto, me sentindo ja bem excitado. E resolvi mostrar a você.

Despi-me de minha roupa. Meu pau estava duro.

Encostei-o em seus lábios e voce o chupou gostosamente. Ah... que sensaçao.

Desci com meu pau até seus seios e esfreguei devagar ele por seu peito todo. Até sentir esguichar o meu liquido.

Passei ele todo por seus seios e abdomem, te lubrificando, e desci devagar com dois dedos ate sua intimidade.

Você resistiu no começo mas logo se rendeu . E eu massageei seu intimo até sentir seu líquido lubrificar meus dedos.

Depois sem esforço te enfiei meu pau. Vem e vai, enquanto segurava nos teus seios e depois nas tuas coxas.

Voce gemia. Suspirava. Me arranhava nas costas. Eu sentia meu sangue escorrer. Eu queria você.

E gozei em teu ser. Em sua intimidade. Uma, duas vezes. Que delicia.

Mas faltava aquele algo e eu pedi que me desse.

De quatro voce ficou e ali consumamos nosso ato de desejo . Vem e vai. Forte e fraco. Ate eu gozar em teu interior .

E queria mais.

Lambi tua bunda varias vezes.

Você é minha- eu disse

❖❖❖
Notas de Rodapé

Uff uff aja mente poloida assim no Afeganistão (pra nao falar outro lugar)

Autoria do poeta de inverno

Apreciadores (0) Nenhum usuário apreciou este texto ainda.
Comentários (1)
Comentário Favorito
Postado 09/07/19 11:05

Porra... Se superou...

Puta que pariu amigo

Postado 09/07/19 11:08

Hahaha. Sabe pq eu sou chamado de august, o rei dos magos. Eu masterizo tudo que aprendo kkkk

Quero ver o mesmo agora. Isso é,. Se puder.