Destino amaldiçoado eu ja te aceitei
Zeref the white
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 15/07/19 20:59
Gênero(s): Crônica Poema Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 24seg a 32seg
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 123
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 65
[Texto Divulgado] "Vai e vem pelo tempo II " Pelo tempo ele viaja em todas as dores refazendo uma análise
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Um poema das trevas escrito pelo poeta da calamidade.

Capítulo Único Destino amaldiçoado eu ja te aceitei

Desespero

Odio

Desamor

Frieza e solidão

Vazio

Tudo isso e muito mais eu já aceitei. Aceitei a escuridão do meu destino e que nao posso mudá-lo.

Mas posso mudar o seu, terrivelmente.

Se for bom comigo, serei contigo.

Mas se pisar em mim, reduzirei sua alma a cacos, pisarei nos teus ossos .

Nada restará para que se lembrem de vc .

Esse é meu destino maldito.

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 15/09/20 08:24

Realmente é bem a expressão da personalidade do Zeref em FairyTail, sua maldição acabou por trazer também morte a sua alma...

Mas, aqui é um spoiler, caso ainda não tenhas chegado aí final da série, mas que bom que no final, tanto ele quanto a Mavis renascem para um novo caminho de amor...

Parabéns pela representação tão latente da escuridão que por vezes assola a alma das pessoas.