Alerta Vermelho
6 de Janeiro
Tipo: Lírico
Postado: 21/10/19 11:33
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 36seg a 48seg
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 87
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 97
[Texto Divulgado] "Espelho" Querido espelho, meu reflexo, meu lado mais perverso... apenas seja o tudo, tudo o que eu quero que seja.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Fiz este na época que as queimadas na Amazônia estava tão feroz, que o céu acordou vermelho. Foi um dia tristemente inesquecível.

Atualmente, mais uma vez a natureza está sendo sufocada pela ganância.

É luto atrás de luto.

Capítulo Único Alerta Vermelho

Hoje o dia acordou apagado

O sol espalhou sua luz vermelha

Luz de alerta

Cinza para tudo quanto é lado

O verde chora

O rico ri

A cor viva dos mares

Não mais vemos mais aqui

Acordei hoje toda poética

Olhei para o sol vermelho

Me achando até profética

Mas não era poesia, nem vida

nem luz

Era a mata tingindo o céu de sangue

Vida morta que não mais reproduz

Hoje o céu acordou sangrando

Um pingo de azul

Num céu assassinado

A TV nos faz sentir o gosto do ouro

Enquanto cada recurso

Permanece esgotado.

❖❖❖
Notas de Rodapé

...

Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 21/10/19 17:02

Tá foda escrever verso.

A gente se sente um pássaro desnorteado ao tentar falar de amor.

Belas (?) palavras. Crítica clínica.

Parabéns!

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo