Cartas na mesa
Blodreina
Tipo: Lírico
Postado: 06/08/20 22:14
Editado: 06/08/20 22:17
Gênero(s): Drama Poema Romântico
Avaliação: 9.4
Tempo de Leitura: 55seg a 1min
Apreciadores: 6
Comentários: 7
Total de Visualizações: 135
Usuários que Visualizaram: 10
Palavras: 148
[Texto Divulgado] "O Livro da Sina" Histórias lindas que poderiam ter tido um fim mais amistoso, se o mês não fosse Outubro...
Não recomendado para menores de doze anos
Notas de Cabeçalho

" I’m fucking crazy

You’re fucking crazy

We’re all fucking crazy"

Why Do You Love Me - Charlotte Lawrence

Capítulo Único Cartas na mesa

Eu odeio todos eles

E eles devem me odiar de volta

Precisa ser reciproco de alguma forma

Ou as coisas ficarão fora de controle

Os amigos querem me afastar

Os pais só querem se livrar

Isso é algo meio doce

Como o sangue que escorre

O que há de errado com você?

Não brigue comigo assim

Eu quero os policiais aqui

Então deixe a porta aberta

Troque a fechadura depois

Eu não desejei nada disso

Nunca quis o seu amor

Então não se desculpe pelos cacos

Você precisa me odiar para eu poder te amar

A loucura habita todos nós

Estou sendo honesta pela primeira vez

Então me diga:

POR QUE VOCÊ ME AMA?

Defeito de fábrica?

Problema genético?

Seu cérebro não funciona?

Se bater tão fraco não vou desmaiar

Me abrace forte até não restar espaço

Vamos sufocar juntos

Se eu sou insana

Você é insano também

❖❖❖
Notas de Rodapé

E lá vamos nós....

Apreciadores (6)
Comentários (7)
Comentário Favorito
Postado 07/08/20 19:38

coffffff Começamos o desafio mais que bem cofffffff Acho que não estou me sentindo bem da garganta hoje, rs (Não é corona, viu?! Relaxe!!!!)

Coloquei a música e, além da melodia da mesma, fui embargada pela sonoridade dos versos deste poema. E que versos! A insanidade deste amor não chega aos olhos do leitor, pois o eu lírico quer mostrar isso a outro alguém. É como se as entrelinhas houvessem sido insanamente feitas visando outro, alguém que está muito próximo a este eu poético, alguém que conhece sua alma de maneira reciprocamente insana. As palavras possuem uma profundidade íntima, além de seu teor melancólico, que enchem a alma do leitor.

Estes versos me tocaram demasiadamente. Alguns trechos fizeram tanto sentido para mim e foram como um espelho, pois me vi refletida neles. Encontrei tantas inseguranças que carrego na alma e tantas certezas que tenho receio de mostrar...

Do começo ao fim, a autora só confirmou o que todos já sabiam: seu talento extraordinário com as palavras e sua habilidade singular de transformar a insanidade mais profunda em uma beleza encantadora.

Obrigada por compartilhar esse poema conosco! Foi uma leitura m-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a.

Mil parabéns, Flavinha ♥

Postado 07/08/20 22:20

Eu já te contei que arrumei um potinho para te guardar, né?

Não sei nem como começar a responder o teu comentário, Brina. Não acho nem palavras. Socorro... x.x

Muito obrigada! <3333333

Postado 06/08/20 22:21

"Há sempre alguma loucura no amor. Mas há sempre um pouco de razão na loucura."

-Friedrich Nietzsche

O amor é de fato algo além da compreensão humana, esse poema me lembra muito um soneto de Vinícius de Moraes "Soneto do maior amor", é um prazer ler a sua obra e sentir o caos emocional e psicológico do eu lírico a cada verso.

Meus parabéns!!

Abraços

Postado 06/08/20 22:37

Confesso que não lembrava da existência do soneto quando escrevi, mas agora que você falou... Nossa! Realmente lembra.

Muito obrigada pelo comentário! <3

Postado 06/08/20 22:27

Man . Isso foi de um brilhantismo e uma linguagem que me causou até arrepios.

Nem sei o que dizer

Postado 06/08/20 22:37

Obrigada! :)

Postado 07/08/20 10:16

E vamos de mais um amor insano!!

Senhorita Flávia, você é muito boa nesse tipo de texto, faz o leitor acreditar piamente que é situação normal essa retratada!

É claro, com a sua escrita maravilhosa e o seu jeito incrível de conduzir a história, tudo fica magnífico!

Muitos abraços para a senhorita!!!

Postado 07/08/20 22:14

Maravilhosa é você, sua diva!!! *----*

Muito obrigada! <3

Postado 07/08/20 17:07

Vendo o título nunca imaginei uma história assim, vc me surpreendeu toda, que reviravolta que me deu nos pensamentos, é bem doido esse amor, polêmico, mas é o amor deles kkkkk, eu gostei do seu poema apesar dele ser assustador assim *_*

Postado 07/08/20 22:15

Fico feliz em saber que consegui te surpreender. Pois é, ele é bem assustador e distorcido kkkkkkkk (eu não levo muito jeito para escrever coisas mais carinhosas, sabe?)

Muito obrigada! <3

Postado 04/09/20 20:43

Que inspirador que esta sua obra me foi!!!

Me fez lembrar da música "Daisy" da Ashnikko. Que fala "Eu sou louca, mas você gosta disso, eu mordo de volta

Margaridas na sua mesa de cabeceira, nunca se esqueça

Eu floresço sob a luz da Lua

Glacial com o gelo azul, eu sou aterrorizante".

ME DEU UMA IDEIA EXCELENTE e deslumbrante!!!

Enfim, que texto foi esse, menina??? Amei do começo ao fim, como eu acabei de dizer em um comentário que eu fiz no texto da Brina, estou numa vibe bem odiosa então, tudo que se tratar de ódio, eu vou abraçar com o meu mais profundo amor!

Obrigada por me dar este amor que arde, coça, arranca as unhas, esfarela os ossos, às vezes só precisamos tacar o terror.

Postado 05/09/20 01:32

Não conheço, mas já amei a música.

A relação de amor e ódio é a melhor e mais produtiva. Só acho.

Muito obrigada!! <333

Postado 17/09/20 01:14

Porque a verdade é que você realmente precisa ser insano a ponto de se permitir amar um outro alguém. Quem em sã consciência desejaria se submeter a isso?

Enfim, eu amei o seu poema. Parabéns, gema ♡

Postado 17/09/20 21:19

Muito obrigada, Gemada! <3