Potinhos Intrínsecos
Sabrina Ternura
Tipo: Lírico
Postado: 15/08/20 01:11
Editado: 27/08/20 23:21
Gênero(s): Poema Romântico
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 43seg a 57seg
Apreciadores: 6
Comentários: 4
Total de Visualizações: 381
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 115
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

“Ponham um daqueles potinhos

Com água e açúcar

Em que o beija-flor vem beber

(Potinhos - A Banda Mais Bonita da Cidade)

Dedicatória: Sempre para L., meu e(terno) grande amor, pois até os versos mais bobinhos são para ele

Capítulo Único Potinhos Intrínsecos

Quero eternizar teus gestos

Que me são tão singelos,

No infinito universo

Do meu pensamento.

Anseio memorizar

A arte de te amar,

Mas perdoa o meu drama:

É que minha alma é shakespeariana.

Quero guardar teus carinhos

Em um milhão de potinhos

E deixá-los espalhados pelo chão,

Na bagunça do meu coração.

Desejo nadar

Em seu eterno raiar,

Pois tua luz me ilumina

Quando me sinto sozinha.

Quero sorrir com teus olhos

Enquanto vejo teus lábios

Pulsando em meu abraço

No mesmo compasso.

Pretendo poetizar

Com o intuito de espalhar

O intrínseco aprofundar

Que encontro em teu a(mar).

Quero arrebatar teu amor

Com o mais alto esplendor;

Te afastar da dor

Com meu espírito desbravador.

❖❖❖
Apreciadores (6)
Comentários (4)
Comentário Favorito
Postado 16/08/20 21:02

Ternura é tão foda que deveria ser um elogio: "Nosso, você está tão Brina hoje". Se bem que se alguém for citar isso, já é um elogio por si só. Mas enfim, eu já disse que amo os seus poemas? Me perdoe a falta de memória, é que meu coração transborda de sentimentos bons que é difícil focar em algo depois de ler um poema seu.

Ainda estou em dúvidas se aprecio mais a Ternura/Tortura Vingativa ou a Ternura com Alma Shakespeariana. Aliás, vamos dar um ênfase a essa lindeza que ficou a segunda estrofe. Como se tudo não fosse belo, ela tem que fazer uma ótima referência a um dos maiores poetas. É muito para o meu pobre coração aguentar.

É por isso que sempre falam que o amor de um poeta sempre será eterno. Ah, que eternize sempre em suas palavras, porque é a coisa mais linda. Sortudo aquele que tem seu coração, viu mocinha? (sim, diga isso a ele hahaha).

Vou te dizer que esse poema é arrebatador demais. As rimas foram muito bem selecionadas, e deram um ritmo gostoso para a leitura. Mais do que isso, a expressividade em cada estrofe é grande, e a carga emocional - vulgo amor - é tão intensa que aquece o coração.

Queria eu poder nadar sempre em tuas palavras, mas diferente do eu-lírico, te guardar em um único potinho.

Parabéns por essa belíssima obra, Ternura ♡

Postado 18/08/20 18:44

Que comentário mais amorzinho! Fico feliz que o poema tenha te agradado!

Obrigada, Pãozinho ♥♥♥

Postado 15/08/20 17:18

Senhorita Ternura!!

Se você não é a mais terna de todas as criaturas, este mundo é uma mentira! <3

Cada palavrinha mágica, cada sentimento fofo, cada rima meiga, e cada frase amorosa... cada uma delas está transbordando de amor!! E isso é tão lindo de se ver!!

É impossível sair da leitura desse poema sem ser completamente tomado por esse sentimentalismo tão forte!! O amor é nítido, lindo, palpável até mesmo em cada vírgula presente ao longo do poema!!

Parabéns, a sua ternura deixa o mundo muito melhor <3

Um enorme abraço para a senhorita <3

Postado 15/08/20 21:30

Como responder a palavras tão adoráveis e ternas? Fico muito feliz que você tenha capturado tão bem o que eu quis passar com estes versos.

Obrigada pelo comentário singelo e pela presença sempre muito querida, Mei ♥

Postado 15/08/20 22:18

Ai que docinho de coco mais fofo, foram linhas tão lindas que vc escreveu moça, eu amei ler cada uma delas, parabéns *_*

Postado 15/08/20 22:55

Fico muito feliz em saber disso!

Obrigada pela presença e pelo comentário, Vilminha ♥

Postado 28/08/20 21:14

Que coisa mais carinhosa. Eu gostei da música e ela combina além da conta com o que você fez aqui, Senhorita Carinho.

Parabéns!

Postado 29/08/20 10:46

Fico feliz que tenha combinado!

Obrigada pela presença e comentário, Flavinha ❤