Querido Reizinho
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 13/10/20 17:56
Editado: 14/10/20 12:39
Avaliação: 9.8
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 5
Comentários: 5
Total de Visualizações: 86
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 200
[Texto Divulgado] "Dia 17...." Dia 17, dia tão comum, mas ainda sim tão especial... dia de reatar laços de sentir de novo.
Não recomendado para menores de doze anos
Notas de Cabeçalho

"Koko wa koko wa futari no kuni

Boku para Saasha futari kiri de

Boku wa ou de kimi wa oujo

Muimina kokumin wa iranai" - Boku no Sasha.

Capítulo Único Querido Reizinho

Querido Reizinho, querido Reizinho

Agradeço por todo o amor,

Mas realmente acredita,

Que um ser de porcelana, sem alma alguma

Pode ver no amor humano, algum valor?

Querido Reizinho, querido Reizinho,

Poupe os tijolos, cesse suas obras,

Se quiser escapar, eu consigo,

Voarei para uma terra sem medo.

Humano tolinho, humano tolinho,

Pensa que costurar um rasgo apaga memórias?

Estas são as cicatrizes que suas brincadeiras fizeram,

Hora de jogar meu jogo.

Sua mamãe mandou uma carta,

Ela disse que tem medo de olhar em meus olhos,

Uma criatura linda como eu,

Poderia exercer poder sobre alguém com coração e ossos?

Sua mamãe mandou uma carta,

O castelo pegou fogo,

Os jardins secaram,

Todos os súditos foram embora,

Veja só, querido Reizinho,

Agora estamos realmente sozinhos.

Vou te dar novos olhos de porcelana,

Para que você possa se aventurar no deserto,

Este deserto que é viver selada, á esta forma,

Te darei minhas mãos de pano,

Para que você não fazer mal a nenhuma mosca,

Arranco seu cabelo, coloco lã no lugar,

Rasgo suas roupas,

Te dou roupas novas de brincar...

Vamos, querido reizinho,

Curve-se à esta maldição encapelada,

que você fez questão de criar...

Não tenho pressa em acabar...

❖❖❖
Notas de Rodapé

É como se fosse uma resposta da boneca Sasha à seu dono doente...

Espero que tenham gostado, finalmente, consegui me livrar do Assalto-Pesadelo... Por enquanto!

Apreciadores (5)
Comentários (5)
Postado 13/10/20 18:02

Longe de mim tentar interpretar outra vez, mas posso dizer que eu li cantando, devagar, como quem entoa um poema.

Postado 13/10/20 18:34

Ouve a músicaaaaa! Muito boa, horripilante muahaha

Postado 13/10/20 18:39

Horripilante? Hum... Talvez eu olhe.

Postado 13/10/20 18:53

Não é tão horripilante, mas o texto foi tipo a resposta da Sasha ao dono dela, tem músicas mais bizarras do Vocaloid, que são ótimas inspirações para este mês de Halloween!

Postado 13/10/20 18:57

Vocaloid? Ai sim gostei! Vou olhar!

Postado 14/10/20 00:12

Incrível!! Ao mesmo tempo que soa realmente como uma canção, me pareçe um tipo de história antiga que ficou famosa e virou cantiga!

Adorei a beleza, reviravolta e a tristeza relatada nas linhas!

Parabéns!!! Ficou incrivel!!!!

:)

Postado 14/10/20 12:41

AAAAAAAAAAAAA, Thais, fico feliz que você tenha gostado! Obrigada por todo o seu apoio! <3

Postado 16/10/20 01:18

É sempre um deleite ter a oportunidade de degustar de suas criações, pois elas sempre são poeticamente horripilantes e extraordinárias.

O eu poético parece convidar o leitor para dançar uma melodia macabra, através do ritmo marcado e constante das estrofes. Além disso, o próprio chamado do eu lírico é macabro e deixaria qualquer um arrepiado.

Adorei a sua interpretação da música e ela se encaixou super bem com a leitura!

Obrigada por compartilhar conosco!

​Meus parabéns, 6 ♥

Postado 16/10/20 22:02

Quando eu vou ouvir você cantando isso aqui? Quero para ontem um áudio no meu PV. Dá teus pulos aí! u_u

Eu não conhecia a música. Gostei! Combinou perfeitamente com o que você fez aqui. Parabéns!

Postado 17/10/20 22:34

Adorei essa música, e adorei mais ainda esse poema aaaaa

Totalmente macabro e assustador, o clima perfeito para essa imagem do desafio!!

"Humano tolinho, pensa que costurar um rasgo apaga memórias?" - caramba, essa frase entrou bem na minha alma, e me fez sentir um misto de uma tristeza profunda, com uma resignação melancólica, o que eu adorei muito!!

Um belíssimo e macabro poema dessa mocinha 6 que eu tanto admiro <3

Abracinhos para você <3

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Mistério

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo