Sapatinhos
6 de Janeiro
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 24/10/20 17:43
Editado: 24/10/20 17:52
Avaliação: 9.6
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 7
Comentários: 6
Total de Visualizações: 131
Usuários que Visualizaram: 9
Palavras: 320
[Texto Divulgado] "Iminnar" Tudo o que ela precisa é completar o treinamento e se provar, para si mesma e o fantástico mundo que lhe cerca.
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Para minha amiga de carnificina, Mei.

Capítulo Único Sapatinhos

Os sapatinhos de Meiling batiam freneticamente na rua de paralelepípedos, ela corria daquela coisa horrenda que parecia ser muito mais rápido do que ela...

Seu coração estava acelerado, tão acelerado que pensou que fosse desmaiar. Um suor grosso escorria por entre seus cabelos finos e lisos, seus óculos já embaçavam por causa da corrida, para dificultar, ela ainda estava usando máscara.

Desistiu da máscara ensopada, já inútil - e atirou-a longe, foda-se pandemia - o que estava vindo era muito pior, parou um milésimo de segundo para respirar, mas então, ouviu o som craquelado daquilo se aproximando, já tropeçando ela pôs-se a correr novamente.

Durante a corrida, perdeu os documentos, papéis da escola e a bolsa, mas, estaria prestes a perder algo mais...

Sem que ela pudesse escapar de seu fim, abruptamente aquilo saltou bem à sua frente.

A moça magrinha, caiu de joelhos, esperando pelo seu fim certeiro, quando percebeu que as longas pernas da criatura se esticaram por sobre ela, como quando alguém estica um pedaço de chiclete mascado, coisa horrível de se ver... A criatura possui ossos? Músculos...?

Impossível saber.

Meiling ficou estática, em prantos no meio da rua, vendo de longe a criatura desaparecer, suspirou aliviada, enfim. A criatura, graças ao universo, não estava furiosa com ela, mas com absoluta certeza, iria atrás dos outros criadores... Yvi, Sabrina, Manoel, Joi, Lúcia, Pam, Ana... E todos que participaram da criação perversa.

Não há saída.

Enquanto ainda suspirava com dor nos pulmões e joelhos, suas costas foram iluminadas por faróis, não houve tempo para a miudinha sair do meio da rua, quando percebeu, o enorme caminhão blindado, com a logo do laboratório, já havia esmado seu belo corpinho, o sangue borbulhou de seus orifícios aos socos, o caminhão, pilotado pelos outros cientistas, nem percebeu o ocorrido, estavam atrás da coisa enfurecida.

Meiling, esmagada até o dorso, morreu aos poucos e sozinha, na noite fria de 24 de outubro, daquele ano.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Obrigada a todos que leram até aqui, adoraria que isto fosse um romance, porém o AD03 não me permite fazer contos :( já me passaram a perna uma vez, então, vou postar separadamente.

Laboratório Insano ¹ - algo que estou criando, não muito diferente do que já criaram aqui, na verdade, é uma inspiração de outros contos que me inspiraram.

Apreciadores (7)
Comentários (6)
Postado 24/10/20 20:30

Estava relutante em ler, mas não houveram publicações, pelo que pude reparar, então vim ler. E... Que morte deliciosa foi essa? Eu contorci aqui, enquanto eu lia. Eu lhe imploro, de joelhos e com a cabeça no tapete, se quiser, escreva mais dessa sangria suculenta. Sacrifique mais... Ofereça almas e carne como oferendas a qualquer coisa, mas faça. Tire-os a pele e... Okay, melhor eu me conter... Mas isso foi uma delícia. Quase pude sentir a carne se dilacerando na minha frente. Ouvi, senti... O cheiro, o som... Maravilhoso. Maravilhoso!

Postado 24/10/20 21:41

Realmente intenso e frenético.

O final me surpreendeu, tadinha da Mei...

Obrigada por compartilhar conosco! ;*

Postado 25/10/20 03:11

Mei, minha querida, preciosa e cada dia/vez mais importante Mei... O que fizeram com você, meu anjo das trevas? Como puderam trucidar uma pessoa tão inestimável como você?

Quanta crueldade, terrível e criativa Huldra! Estou impactado pela sua manifestação surpreendente da Doença, tudo isso foi de uma primazia das trevas! Uma perseguição angustiante com um desfecho trágico e brutal!

É possivel não apreciar e glorificar tanto a obra quanto a lendária autora desta obra fantática? Não ou Nunca?

Estou ansioso para saber o que é e o quanto mais aquela criatura vai nos caçar, aterrorizar e por fim aniquilar...

Excelente obra, cono de praxe, Huldra! Meus sinceros parabéns!

Atenciosamente,

um ser assombrado pelo texto, Diablair.

Postado 25/10/20 20:12

ANINHAAAA EU ESTOU GARGALHANDO TANTO AQUI, EM UMA MISTURA FRENÉTICA DE FELICIDADE E DESESPERO!!!

No começo eu fui sentindo toda a tensão que ia aumentando quanto mais eu corria, socorro, mas pelo menos eu estava usando máscara (apesar de ter me livrado dela depois hahaha).

Eu amei o título do texto, e os meus sapatinhos * - *

Hmmmmm, esse texto faz parte de algo maior AAAAAAA quero tanto ler as outras partes disso, e ver todos os outros morrendo também kkkkk

Nossa, minha morte foi o auge do auge, putaquepariu eu amei demais, porque foi muito triste! Eu inocente achando que ia viver porque o monstro não me matou...

E PÁÁÁ, vem a merda do caminhão do laboratório e me esmigalha no asfalto HUAUHAUAUHA

Eu não consigo expressar em palavras o quanto eu estou feliz com essa linda homenagem a minha pessoa! Você é maravilhosa, Aninha <3

Muito obrigada, do fundo do coração, um grande abraço cheio de amor e fofura <3

Postado 25/10/20 23:10

Eu já reforço que sou totalmente inocente, e que a parcela de culpa minha é da Yvi que se transformou em mim. Eu sou inocente!

Tadinha da Mei, teve uma morta tão rápida e precoce. Que os anjos cuidem dela ~cofcof

6, esse texto está maravilhoso, a narrativa ocorre de maneira rápida, como se nós estivéssemos correndo junto com a protagonista, o que nos deixa em êxtase total no final. E a maneira como você colocou os detalhes tão iguais - e comentados no grupo - de forma única e perspicaz aqui foi genial.

E eu jurava que teria algo do mágico de OZ hahaha.

Parabéns, 6 ♡

Postado 31/12/20 01:49

Gente, o que foi essa obra? Estou mais chocada do que o corpo da Meiling depois de se chocar contra o caminhão.

A narrativa é envolvente e imersiva. O leitor consegue sentir o desespero de Meiling e tocar seu medo. O final é surpreendente e deixa todos chocados.

Preciso de Laboratório Insano para ontem kkkkk

Obrigada por compartilhar conosco!

Parabéns, 6 ♥

Outras obras de 6 de Janeiro

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Ficção Científica

Outras obras do gênero Mistério

Outras obras do gênero Sobrenatural