Sob a Luz do Luar
OFF
Tipo: Lírico
Postado: 29/10/20 05:37
Editado: 29/10/20 05:40
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 3
Comentários: 2
Total de Visualizações: 83
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 334
[Texto Divulgado] "A vida imita a internet." Se se usa a tecnologia pra tudo. então...não custa nada usa exemplos práticos de tecnologia na vida real.
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Totalmente dedicado à minha Imperatriz das Trevas, Meiling. Torço com tudo o que tenho para que goste!

Capítulo Único Sob a Luz do Luar

Esta data importante

Será uma noite especial...

Vou sair com o meu par.

Vamos à um teatro

Assistir a um recital:

Vamos vestidos para matar.

E realmente matamos!

Satã, como ela fica exuberante

Em meio a toda essa carnificina!

A nenhuma vida poupamos

Que um massacre impressionante,

Digno de nossa MaLícia!

O sangue inunda o recinto

Assim como o desespero

De quem tenta sobreviver.

O que eu acho mais lindo?

Meu affair e seu combo perfeito

De beleza, malevolência e poder!

Findado o extermínio,

A abertura do teto aciono;

A Lua cheia reina do alto.

Repleto de sincero fascínio,

À minha Imperatriz das Trevas proponho

Que sigamos até o palco:

Sob a luz do luar

Diante de uma plateia morta,

(Por ela e por mim)

Eu a convido para dançar

E ela aceita a proposta

Com um sorriso carmesim.

Eu a puxo pela mão

Devagar e com decoro:

Sou um Demônio cavalheiro.

Ela, tomada pela emoção,

Se aconchega em meu corpo

Entregando-se por inteiro.

Uma música clássica

De sombria entonação

Logo se faz ouvir

E como em um passe de mágica,

Os mortos do salão

Começam a se consumir

Em chamas escarlates

Ao toque da luz lunar

Em suas carcaças.

Dançamos sem alarde,

Um belo e sinistro bailar

Entre o fogo sem fumaça

Tomando os cadáveres,

Tal qual os sentimentos

Que nos tomam o coração...

O Inferno nos aplaude

Quando entre movimentos

Surge um beijo no auge da canção.

O fogo se intensifica

Por fora e muito mais por dentro

Mas, prosseguimos o bailar.

O sangue derramado brilha

Conforme as chamas vão crescendo

E tomam conta do lugar...

Ao contrário do fogaréu,

A música vai acabando

E os mortos viram cinzas

Que lentamente ganham o céu...

E como um show de fogos profano,

Deixam tudo mais bizarro e belo ainda.

Por fim, a tomo nos braços

E as chamas devastam o local

Enquanto nos beijamos sem parar

Até que nada sobre do teatro

Exceto um incólume e extasiado casal

Sob a luz do luar...

❖❖❖
Notas de Rodapé

Atenciosamente,

um ser que ainda vai dançar com você, com ou sem luar, Diablair.

Apreciadores (3)
Comentários (2)
Comentário Favorito
Postado 29/10/20 14:31 Editado 29/10/20 14:33

Meu querido Imperador do Extermínio, eu estou completamente encantada por esse poema tão maleficamente lindo e maravilhoso!!

A começar por esse título tão significativo, que me cativou como da primeira vez que você disse essa frase sobe dançar com o demônio sob a luz do luar!!

Quando o poema começa, já fico tão animada, pois é uma noite especial, e nós estamos vestidos para literalmente e verdadeiramente matar!! Nossa chacina em um recital * -- *

Fico aqui só imaginando um massacre tão incrível desses, e nós cobertos de sangue, como o grande casal MaLícia que somos <3

Aaahhh Diablair, é o senhor que é um combo perfeito de beleza, malevolência e poder! O mais grandioso dos Imperadores, e inclusive, o primeiro homem aqui do site a chegar até essa classe!

Que linda visão dessa dança romântica sob o luar e tendo como plateia apenas os cadáveres * -- *

E que lindo nosso beijo em meio ao show de fogos profano <3

Querido Diab, eu te agradeço tanto por ter escrito esse poema, não tenho palavras suficientes para expressar toda a minha gratidão por tudo que está aqui escrito, e por tudo o mais...

Sim... nós ainda vamos dançar juntos, com ou sem o luar <3

Um grande abraço, comigo me aconchegando gostosamente em seu corpo, enquanto beijo sua boca,

Meiling <3

Postado 07/11/20 23:13

Me faltam palavras para responder as suas, mas me sobram sentimentos... E dentre eles, há muita gratidão e felicidade por TUDO o aue você tem dito e feito, Mei...

Muitíssimo obrigado, minha linda e inestimável Imperatriz das Trevas! Gratíssimo!

Postado 31/10/20 03:47

Esse poema é realmente a cara de vocês. Que o Império de Trevas e sangue seja próspero e feliz! Maldições!

O poema é melódico e o leitor dança juntamente com esses personagens essa dança mortal. Incrível trabalho póetico realizado nos versos.

Obrigada por compartilhar conosco!

​Parabéns, Diab ♥

Outras obras de OFF

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto

Outras obras do gênero Fantasia

Outras obras do gênero Mistério

Outras obras do gênero Poema