Os Três Urubus
Rutinaldo Miranda
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 06/03/21 10:01
Editado: 06/03/21 10:21
Gênero(s): Crônica Reflexivo
Tags: crônica
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 3
Comentários: 3
Total de Visualizações: 236
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 193
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Os Três Urubus

A varanda do apartamento está aberta. E a manhã, nublada. Vejo três Urubus voando em círculo. A minha vida, com certeza, deve ser bem emocionante. Porque só tenho o que falar desses três Urubus. Nada mais. O resto é bobagem. O mundo é uma bobagem. Mas esses três Urubus me comovem. Um presente divino. Melhor que um ridículo buquê de rosas. Quem é presenteado com três Urubus? Nenhum de nós, zumbis vivos. Somente as consciências iluminadas…. pela companhia de eletricidade.

Me interessa o que essas graciosas aves estão fazendo. Enquanto do lado de cá, a Elite Sapiens da Natureza se suicida diariamente atrás de sua carniça mais predileta. A felicidade. Os Urubus talvez estejam felizes. Se é que dão importância a um detalhe tão insignificante! E talvez por isso, sejam realmente felizes.

Quem sabe… Quem sabe um cadáver suculento. E suas tripas saborosas refogadas como espaguete ao molho avermelhado. De sangue podre. Quem sabe… Três urubus felizes no dia 25 de junho de 2020. Um dia qualquer. Que ficará perdido em um tempo que nunca acaba.

Homens e urubus. Antigos irmãos separados pela Evolução. Um ganha os céus. O outro rasteja pelo chão.

❖❖❖
Apreciadores (3)
Comentários (3)
Postado 06/03/21 11:06

Primeiramente, seja muito bem vindo à Academia de Contos, Sr Rutinaldo! Espero que possa desfrutar de tudo aquilo que este antro maldito tiver e puder lhe oferecer!

E que texto diferenciado este com o qual o senhor nos presenteia em sua estreia! Confesso que o modo mórbido, crítico e irônico como o senhor narrou e descreveu esta obra me apeteceu e inspirou grandemente, sou um grande entusiasta deste tipo de conto!

As críticas ao Homem, ao Mundo e até mesmo à Existência foram sublimes e, na minha modesta opinião, mais que acertadas... E nos tempos atuais, ser um urubu a singrar o firmamento me soa mil vezes melhor do que ser um humano rastejando no chão forrado pelo lixo rançoso ao qual deram o nome de "Sociedade".

A parte que mais me chamou a atenção foi aquela onde foi dito que, justamente por se importarem com a felicidade, o trio de urubus é realmente feliz. Isso me levou a algumas reflexões que perdurarão por um bom tempo...

Perdão se divaguei demais, mas verdadeiramente adorei sua obra! Meus mais sinceros parabéns por esta obra de arte tão distinta e muito obrigado por compartilhá-la conosco!

Atenciosamente,

um ser que por vezes se confunde com a própria carniça, Diablair.

Postado 06/03/21 11:27

Obrigado, Diablair. O texto despertou reflexões. Então, valeu a pena ser escrito.

Postado 30/05/21 17:38

Pesada a sua analogia, no entanto tem um quê de genialidade, pois no final, tudo o que almeja a sociedade não acabará perdendo o sentido na podridão dos dias?!

São efêmeras as dores, assim como as alegrias, o tempo passa e nem se vê ou se sabe o porquê de tudo...

Felizes, como dizes, são os urubus que não perdem deu tempo com essas quimeras...

Obrigada pelo texto e pela oportunidade de reflexão!

Postado 16/06/22 19:14

Depois de todos esses textos eu encontrei um com o qual me idendifiquei. Tanto amor, tristeza e coisas que nem sei o que são direito... Estava na hora de um texto mais cru e direto.