Afronesia (Em Andamento)
Yvi
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 18/10/21 01:56
Editado: 21/10/21 23:21
Gênero(s): Drama Fantasia Mistério
Qtd. de Capítulos: 4
Cap. Postado: 21/10/21 23:21
Avaliação: 9.78
Tempo de Leitura: 5min a 6min
Apreciadores: 3
Comentários: 3
Total de Visualizações: 77
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 823
[Texto Divulgado] "Renascentismo" "And it's good to be alive Crying into cereal at midnight If they ever let me out, I'm gonna really let it out"
Não recomendado para menores de dezesseis anos
Afronesia

Esta obra participou do Evento Academia de Ouro 2021, indicada na categoria Mistério.
Para saber mais sobre o Evento e os ganhadores, acesse o tópico de Resultados.

Mais um Damon

Liv estava consideravelmente triste naquele dia. Faltava pouco menos de um mês para o final do prazo do seu projeto, e ela ainda não havia descoberto quem era a “mariposa ruiva” mencionada por Jake, e muito menos havia conseguido conversar com qualquer membro da Família Infernal.

A loira estava sentada em sua típica poltrona, olhando fixamente para o quadro que tanto mexia com a família que estudava. Por mais que ela tentasse entender, não conseguia ver nada além de borrões de tinta jogados preguiçosamente em cima da tela branca.

Passou boas horas observando o quadro e fazendo anotações desconexas, e passaria muito mais, não fosse por uma batida na porta e a voz de Rainar anunciando algo surpreendente.

— Liv — começou Rainar, ao abrir a porta —, você não vai acreditar no que nós acabamos de achar.

— Qual a grande descoberta do capitão Rainar e de seu fiel seguidor Bian? — Questionou Liv, sem muito interesse.

— Eu deveria não te contar, só por essa gracinha. O meu “fiel seguidor” está te trazendo a tal da “mariposa ruiva”. ‘Tá bom para você?

Liv deu um pulo da cadeira. Eufórica e em desespero, começou a correr pela sala, procurando a prancheta vazia que havia jogado em algum lugar. A mulher nem sequer falou nada para Rainar, ou percebeu quando o enfermeiro saiu. Agradecia aos céus por finalmente ter alguma coisa para acrescentar ao projeto.

— Pela Deusa, onde eu enfiei aquela maldita prancheta? — Proferiu Liv, sem perceber Brian e seu futuro entrevistado de pé, na porta.

— Não deveria chamar pela Deusa para algo tão banal.

Liv se assustou com o tom de voz. Não conhecia aquela pessoa, nenhum membro da família havia falado sobre ele, antes de Jake. Brian convidou o homem a se sentar na poltrona que ficava de frente para o quadro da guerra, enquanto Liv permanecia procurando a prancheta.

— É isso que procura? — Perguntou o rapaz, com uma prancheta de acrílico nas mãos.

Liv concordou e se aproximou, pegando a prancheta e voltando para sua poltrona de costume, enquanto Brian saia da sala.

— Desculpe pela desordem. Não esperava encontrar alguém hoje.

— Tudo bem, não é como se eu não tivesse acostumado com a bagunça. A Imperatriz vive desarrumando tudo.

— Como nós nunca nos encontramos, vou começar me apresentando, e depois gostaria que fizesse o mesmo, tudo bem? Meu chamo Liv e vou apenas te fazer algumas perguntas. Você é livre para responder ou não.

— Damon Stoker.

O homem parecia não querer conversar, mas Liv não deixaria que aquela oportunidade passasse, afinal, aquele era mais um integrante da Família Infernal, um integrante que não era de conhecimento de todos até aquele momento.

— Me fala um pouco sobre você, Damon. Como entrou para a família?

— É uma história meio complicada. Para resumir, eu acabei me encantando pela Imperatriz. No início foi o puro caos, ela não me queria e o Diab não facilitava, mas agora eu e ela estamos bem e o Diab até parou de enfartar.

— Só para eu entender: Você é o pretendente da Flávia. É isso?

— Positivo!

— E como ninguém nunca tinha ouvido falar de você antes?

— A Imperatriz não gosta de falar da vida pessoal, Diablair prefere considerar a minha inexistência e eu cheguei apenas no final da grande guerra. Não sou muito mencionado, e prefiro assim.

Liv não conseguia parar de anotar. Tinha certeza de que passaria dias debruçada sobre os livros, buscando vestígios do Damon ao longo da história daquela família. Como ele havia passado despercebido até aquele momento? O que estava acontecendo? Tinha mil e uma perguntas na cabeça.

— A qual raça pertence, Damon?

— Vampiro e Hunter. Venho de uma linhagem real, mas prefiro não falar sobre.

De todos os membros da Família Infernal, Damon era o mais misterioso para Liv. O homem havia passado despercebido, não falava muito sobre si e ainda se dizia um vampiro da nobreza e um caçador. Ela queria saber mais, queria entender como algo assim passou sem que ninguém percebesse.

— Eu soube de você através do Jake. São amigos?

— Não pronuncie o nome daquela coisa perto de mim. Eu juro, pelo ódio da Deusa, que vou matar aquela escória da próxima vez que nos encontramos.

Damon levantou da poltrona, indo em direção a pintura e desferindo um soco bem próximo a moldura do quadro. Liv permaneceu imóvel.

— Se você sabe dele, significa que ele está aqui, certo? ONDE VOCÊS ESCONDEM AQUELE PIRATA INPOSTOR? Semideus é o caramba! Eu vou acabar com a raça daquele babaca! ONDE ELE ESTÁ?

Descontrolado, Damon correu na direção da poltrona de Liv, parando antes de encostar nela. A mulher já estava com a mão no botão de emergência, mas não conseguiu apertar. Damon segurou seu pulso e continuo questionando sobre o paradeiro de Jake.

Graças aos gritos, Brian e Rainar invadiram a sala, rapidamente contendo Damon e assegurando que a médica psiquiatra estava bem.

— Eu não sei mais o que está acontecendo aqui. — Disse Liv, resgatando sua prancheta do chão.

❖❖❖
Apreciadores (3)
Comentários (3)
Postado 26/10/21 21:43

A treta do Damon e do Jake é antiga. Começou lá em Revolução Sombria quando... OPA! PERAI! Eu ainda não escrevi essa história!

O Jake ser um semideus é real, só que ele não tá sabendo disso ainda KKKKKKKKK. Damon, passa o recado pra mim, por favor? Liv, aliás, analisa essa perda de memória recente do Jake kkkkkkk

Amiga, essa obra é perfeita e eu preciso DEMAIS dos próximos capítulos. Obrigada por compartilhar conosco.

Parabéns, Flavinha ♥

Postado 26/10/21 22:41

Nem eu sei que treta é essa. Eu só sei que ela existe. É muito tenso isso! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ninguém same de nada, mesmo sabendo de tudo ou de alguma coisa. Que caos!

Obrigada! <3

Postado 26/10/21 23:07

Por gostar muito do Damon, sempre quis que um dos meus personagens tivesse algum tipo de treta com ele. Eu e a Brina não encontramos alguém mais apto que o Jake kkkkkkk

Congrats, Flávia!

Postado 27/10/21 02:30

Damon é muito de boas. Não sei o que o Jake fez, mas espero ver muito sangue entre os dois. Pode ir dando seus pulos aí! u_u

Postado 02/07/22 20:42

Confesso que estou confuso aqui... Mas que diabo de treta foi/é essa entre Damon e Jake?! Antevejo um confronto épico e sangrento entre ambos, seja lá qual for o motivo que os levou a se destruírem. E Diablair assistindo tudo de longe com um sorriso hediondo no rosto...

Damon, assim como os demais rapazes, não revelou muito, o que abre mais perguntas acerca não só deles, mas também de como a Dra Liv vai conduzir/concluir seu projeto em tão pouco tempo e com escassas informações. Estou curioso para saber o rumo que esta obra irá tomar, assim como a ansiedade me toma em cogitar a presença/abordagem da Deusa e a Trindade do Apocalipse. Espero que "em breve" esta maravilhosa obra venha a ser atualizada!

Meus sinceros parabéns outra vez mais, Srta Yvi!

Atenciosamente,

um ser que ao menos não vira cinzas ou glitter sob a luz do sol, Diablair.

Postado 16/07/22 21:06

Sobre a treta entre o Damon e o Jacke: Brina prometeu que vai postar antes de 2025.

A Liv ta é lascada. O abismo é tão mais fundo... Cê nem imagina kkkkkkkkkkkkk

Obrigada!