Eu não quero te esquecer
Meiling Yukari
Tipo: Lírico
Postado: 29/07/16 13:08
Editado: 07/09/20 23:13
Avaliação: 8.84
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 14
Comentários: 8
Total de Visualizações: 968
Usuários que Visualizaram: 21
Palavras: 372
[Texto Divulgado] "Vai e vem pelo tempo II " Pelo tempo ele viaja em todas as dores refazendo uma análise
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Eu escrevi esse texto para o Falecido Concurso Meu Primeiro Amor... mas né, enfim.

E como dizia o nome do falecido concurso, ''primeiro AMOR'', eu resolvi levar ao pé da letra... afinal (pelo menos em minha opinião), ''gostar'' de alguém é completamente diferente de ''amar'' alguém... então é isso.

Depois de tantos anos, finalmente eu coloquei no papel esses sentimentos por você.

Obrigada...

Capítulo Único Eu não quero te esquecer

Eu não quero te esquecer

Mas temos tão pouco tempo para ser...

Ou melhor, eu é que tenho pouco tempo,

Você ainda vai ter todo o tempo do mundo.

Eu não quero te deixar para trás...

Para mim a vida vai se encerrar (ou iniciar?)

Mas para você a vida vai apenas continuar...

Eu não quero encontrar outro sorriso,

Outro olhar, outro lugar...

Mas sei que você tem um outro sorriso,

Um outro olhar, você tem um lugar...

Não quero ter que encontrar uma outra pessoa

Em quem confiar...

Tenho apenas que aceitar...

Mas eu só tenho você e só quero você!

Eu não quero te esquecer!

Desde a primeira troca de olhares,

Para sempre os seus olhos vou querer ver,

Tudo sobre você sempre vou querer saber.

Eu não ligo para nossas diferenças,

Quero apenas ter junto de mim

A sua preciosa presença...

Não ligo para o que os outros dizem,

São apenas más sentenças.

Não ligo que os números sejam sua paixão,

Afinal você nunca ligou,

Para que com eles eu não tenha aptidão...

Eu não quero te esquecer...

Por que a vida tinha que ser assim?

Sei que te faço sofrer...

Mas me perdoe por favor...

Você sabe o quanto eu sinto

E o quanto dói essa dor...

Por que eu ainda insisto?

Por que ainda te amo com tanto ardor?

Ah... meu doloroso primeiro amor...

Eu não quero te esquecer...

Quero o teu corpo em mim sentir,

Como em nosso primeiro singelo abraço...

Você sabe disso e sabe também que eu não conseguirei partir

Sem antes dizer/fazer algo significativo... em você me desfaço

Para com isso enfim, conseguir me despedir...

Dói em mim saber que você também não consegue

Dar um basta nisso e simplesmente ir...

Eu não quero te esquecer.

Você se eternizou em mim!

E parafraseando uma das mais belas frases:

“Ensinar é um exercício de imortalidade

E você continuará a viver naquela cujos olhos

Aprenderam a ver o mundo pela magia de suas palavras”

Eu não quero te esquecer...

Eu não vou te esquecer!

E sei que em sua memória,

Eu também permanecerei...

E por você me ter, eternizada em sua história,

Para sempre te agradecerei...

Sei que mesmo distantes,

Nós não iremos nos esquecer!

❖❖❖
Notas de Rodapé

Agradeço muito a quem leu!! <3

A frase que citei em meu poema, pertence a Rubem Alves, aqui está ela:

''Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O professor, assim, não morre jamais...'' <3

Apreciadores (14)
Comentários (8)
Comentário Favorito
Postado 31/07/16 14:32

A despedida é sempre... Difícil. Todavia, ao menos houve uma. E houve algo bom, mesmo que de certa maneira doloroso, no meio disso tudo. Acredito que tal fato valide o evento como um todo...

É um texto imerso em sentimento, muito bem escrito e muito claro no que quer passar. Além de uma bela homenagem a uma das figuras (ao menos antigamente) mais importantes/influentes de nossa jornada...

Parabéns, Srta Meiling! É um texto digno de quem o compôs!

Atenciosamente,

Um ser que teve bons professores (e quis fornicar com as professoras), Diablair.

Postado 02/08/16 20:39

Diab...

"A despedida é sempre... Dificil" tão singela frase com um significado tão pesaroso...

O senhor está completamente certo, ao dizer que no fim foi tudo válido mesmo que tenha sido doloroso... E foi mesmo!

Eu acredito que qualquer sentimento sempre é válido, com resultado feliz ou triste, alegre ou melancólico, bom ou ruim.

Um abraço, de uma criatura imersa em sentimentos, Meiling...

Postado 29/07/16 13:25

Não fale dos meus números! u.u

Gostei bastante. ^^

Como se sente colocando esse sentimento pra fora?

Postado 29/07/16 13:36

Você gosta de números moço O.O ??

HAUHAAUHAUAHAUAHA eu adorava os números e adorava tudo relacionado a aula dele quando o conheci, infelizmente ao longo do tempo a matéria (ah física...) foi ficando cada vez mais demoníaca, mas ainda bem que ele compreendeu e não me deixou na mão ^^

Era tão legal tirar notas altas nas provas dele... hoje em dia :'( nem perto de uma nota média '-' me sinto tão triste por isso.

Meu Deus, acabei escrevendo um monte de coisa, perdão .-.

Mas respondendo a sua perguntinha, me sinto como se tivesse tirado um hipopótamo de cima de mim rsrs

Muito obrigada! Fico muito feliz que tenha gostado!

Me perdoe a resposta gigantesca ^^

Um abraço, Meiling!

Postado 29/07/16 13:41

Gosto sim kkk

Faço Engenharia Elétrica

É sempre bom liberar algo que venha a virar um fardo, não se desculpe por isso. ^^

Postado 30/07/16 21:07 Editado 30/07/16 21:09

Números são muito tensos pra mim! x.x

Gostei muito!

Eu tinha um texto para o falecido concurso, mas ele se foi junto com o meu antigo pc... Acho que foi até melhor assim! x.x

Postado 02/08/16 20:27

Tenho certeza que não foi melhor assim u.u

O texto devia estar muito bom!

Uma pena que tenha se perdido :(

Um abraço, de uma moça muitíssimo grata por seu comentário!

Meiling!

Postado 16/08/16 03:36

Que isso se torne ainda mais válido em relação aos sentimentos de/entre um certo shipp então...

Postado 06/09/16 10:58

Madame, mona mi, uau, uau, incrível, espetacular, consegui sentir o sentimento

Muito bom, muito bom

Abraço, e obrigado por este poema

Postado 06/09/16 13:56

Sinto-me extremamente lisonjeada com seu comentário, Sr..... (ops, tenho que aprender a não te chamar de senhor rsrs) Eliézer!!!

Fico muito contente e alegre em saber que você conseguiu sentir os sentimentos através desse poema...

Um abraço!!

Postado 10/08/20 00:26

NOSSA SINHORINHA DOS AMORES PLATÔNICOS...

Suas obras são um fogaréu de emoções, me senti sendo queimada.

Me lembro tanto de já sentir assim, mas hoje sei, que quando o uma paixão tende a ir para esses lados do sofrimento, melhor é não ficar junto, por mais que doa, se esvaece, deixa de ser, e você non final fica aliviado.

Obrigada por compartilhar conosco, eu queria saber comentar tão bonito quanto você merece, mas palavras são insuficientes nesse caso ❤️

Postado 10/08/20 12:38

Aaaaaaa mocinha 6, eu amo os seus comentários do jeitinho que eles são!! Porque você coloca todo seu coração neles!! <3

Sinto-me extremamente lisonjeada com suas palavras, principalmente ao dizer que minhas obras são um fogaréu e que você se sentiu queimada por esse fogo!! Esse foi um elogio tão lindo!! Muito obrigada!! ❤️

Os amores platônicos são tristes, e por vezes nos fazem mal, mas pelo menos também nos fazem escrever poesias!!

Um grande abraço ❤️

Postado 15/08/20 22:35

Quanta doçura triste, esse poema é muito bonito de se ler, dá pra ver o tanto de amor que vc sente por essa pessoa, e isso é tão lindo, a cada palavra dá pra ver todo esse amor, vc expressou tudo tão bem, tão fofo, que mesmo sendo triste, ainda é tão bonito, meus parabéns viu *_*

Postado 21/08/20 12:40

Aaaaaaa que fofura seu comentário, Srta. Vilma!!!

Muito obrigada, fico feliz demais em saber que todo meu amor está transparente e transbordante assim no poema!!!

Um abraço <3

Postado 02/09/20 12:41

Muito lindo, dói no coração esse término narrado...

Há amores que nunca morrem, apesar de um triste fim, pois deixam na alma as suas marcas...

Obrigada por compartilhar seus versos conosco!

Postado 03/09/20 16:04

Que alegria ter sua presença aqui em meu poema!!

Agradeço imensamente por suas doces palavras <3

Realmente, nossas almas ficam marcadas para sempre por certos amores!!

Um grande abraço, senhorita Monise <3

Outras obras de Meiling Yukari

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema

Outras obras do gênero Reflexivo

Outras obras do gênero Romântico