Sensorial
Giordano
Tipo: Lírico
Postado: 07/08/16 12:54
Gênero(s): Poema Romântico
Avaliação: 9.6
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 7
Comentários: 3
Total de Visualizações: 321
Usuários que Visualizaram: 14
Palavras: 220
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Sensorial

Deixa os pés descalços,

Levanta sem temer quaisquer estragos,

Esquece a solidão na metade do caminho

Que cheguei de viagem sorrindo

Desse teu riso infame

Que me compromete o raciocínio.

Vem sem espera ou medir esforços

Que do meu pulsante ventrículo esquerdo

Ao teu inspirar mais do que profundo,

Perdemo-nos na confusão

E tal qual das outras vezes,

Esquecemos parte de um na totalidade d’outro

E nesta infinita perde na qual nos encontramos,

Inundamo-nos de todo bom que possa haver,

Em um abraço comprimido,

Libertamos toda nossa conjunta imensidão.

Enquanto afogas a distância e solidão com teu usual aroma

Sinto todo peso do mundo sumir,

São os melhores segundos de uma semana...

Perduro-me com as mãos em tua carne,

Que no disfarce de sermos humanos,

O sentimento que realmente nos compõe

Cai em calma e contradição,

O coração, indeciso,

Hora rende-se à euforia

E palpita loucamente,

Outra cai conosco em calmaria.

Sinto na tua carne o tocar da alma

Tem de ter um ‘algo a mais’ em ti,

Pois antes que eu perceba,

Vences-me, impiedosa, os sentidos,

Tato, visão e olfato,

O primeiro cai no abraço,

O último na indecência do teu aroma

E o do meio perdura no rosto,

Tal qual meu tão grande agouro

De ter de viver sorrindo deste teu riso...

Como pode haver um tão lindo?

❖❖❖
Notas de Rodapé

Meu muitíssimo obrigado aos que até aqui chegaram! ^^

Apreciadores (7)
Comentários (3)
Comentário Favorito
Postado 07/08/16 14:59

Primeiramente: amei a sinopse. Dá vontade de vir correndo ler o texto. Eu tava meio enjoada de poemas, até porque sempre preferi prosa. Mas, cara... acho que não tem um texto seu que seja minimamente ruim.

Amei tudo! O tema, as rimas... Eu tenho muita dificuldade em escrever poemas, porque fico presa, já que tenho que escolher palavras pra rimar. Mas você parece fazer isso sem nenhum problema, pois escolhe termos perfeitos! Essa é a maravilha de ser poeta! Não é qualquer escritor que tem sucesso nessa tarefa.

O poema inteiro foi muito lindo, mas preferi a primeira estrofe. Também gostei bastante da parte do "meu pulsante ventríuculo esquerdo", dá um toque de realidade ao texto, dá... ah, nem sei dizer! Mas ficou muito bom!

Parabéns por (todas) essa(s) obra(s) maravilhosa(s)! <3

Postado 07/08/16 15:21

Nossa, muitíssimo obrigado, Aye!

Se o eu lírico tá rindo abestadamente no poema não sei nem dizer como estou com este comentário teu!

Estou extremamente feliz por saber da aprecisação que você tem pelos meus textos e saiba que é recíproco, gosto muitíssimo de teus textos também!

Obs.: falar "Aye!" parece coisa de pirata. :p

Postado 14/08/16 19:43

É sim! É uma expressão pirata que significa "sim!". Eu adotei esse "nome", porque acho muito legal! O personagem Happy, do anime Fairy Tail, também utiliza essa expressão, apesar de não ser um pirata, hehe.

Postado 07/08/16 16:15

Que lindo <3 É tão suave e sentimental <3 Eu adorei!

Postado 07/08/16 16:21

Obrigado, Julih! ^^

Postado 22/08/16 22:16

Lindo, sentimental e inteligente, adoro teus poemas!