Hoje eu lembrei de você
Yvi
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 07/08/16 20:16
Editado: 08/03/17 15:32
Gênero(s): Cotidiano Drama
Avaliação: 9.7
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 15
Comentários: 9
Total de Visualizações: 857
Usuários que Visualizaram: 21
Palavras: 318
[Texto Divulgado] "Singularidade" O que aconteceria se uma pessoa entrasse em um buraco negro?
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Fiquei com preguiça de fazer uma capa melhor! ;-;

Capítulo Único Hoje eu lembrei de você

Sabe aquela vez que passamos o dia limpando rabiscos da parede? Pois é, eu lembrei exatamente daquilo e um vazio enorme se instalou dentro de mim. Na verdade acho que ele já estava lá há muito tempo, mas só agora decidiu que era hora de ser notado.

Não sei mais o que fazer. Sinto-me completamente perdida. Deveríamos ter trocado de papéis, mas você não quis seguir o roteiro e pulou justamente para o final de uma tragédia.

Seria minha vez de te alimentar; de pentear e trançar seus cabelinhos brancos; de contar histórias sobre a escola e, posteriormente, sobre a faculdade. Eu iria cuidar bem de você, não tenha dúvidas.

Não me importaria em deixar de brincar para ficar deitada na cama com você, não me importaria mesmo. Você, mais do que ninguém, sabia que eu nunca fui uma criança muito sociável, então não seria sacrifício nenhum abandonar coisas que eu nunca tive para cuidar de você.

Uma vez te ouvi dizer que eu era a sua neta preferida e que adoravas fazer os meus gostos, mas a coisa que eu mais desejava você não foi capaz de realizar. Não te culpo, longe disso. Sei que não teve escolha; que o seu destino já estava escrito antes mesmo de eu nascer, mas ele tinha que ser tão cruel e te tirar de mim tão cedo assim?

Mamãe falou que você não queria ficar em cima de uma cama, sendo cuidada pelos outros e que foi melhor assim, mas isso não me fez mais feliz. Ainda acho que ela disse isso só como uma forma de tentar se consolar. Ela chorou muito, sabia? Mas eu só chorei duas vezes.

Ainda continuo sendo aquela pessoa durona que não chora por nada.

Eu não sinto saudades; não me sinto triste; eu só... Sinto. E por isso acho que é hora de eu voltar a te “esquecer”.

Até a próxima lembrança, vó.

❖❖❖
Apreciadores (15)
Comentários (9)
Comentário Favorito
Postado 07/08/16 20:23

Se eu chorei? Óbvio que não, imagina, é apenas suor feminino... Quê? Por que os homens podem fazer essa piada e eu não? Enfim. Apesar de não ter comentado nada, e você não ter tido nada quando me mostrou, eu sei o que há por trás de cada palavra... Sei que essa é uma continuação daquele texto.

Como esquecer? É um daqueles momentos em que você começa a pensar em como a vida às vezes é cruel, e nos tira algo valioso apenas por causa de uma ordem, uma linha já predeterminada. Um destino imutável. Nem sempre há como seguir as regras, e nem sempre os quesitos destinados são cumpridos.

Apenas acontece. Apenas se vive.

O ar melancólico é extremamente carregado. Mas todas as lembranças são, não é mesmo? O nosso protagonista não é insensível por não chorar... Apenas tem uma força diferente... Uma luta que vai começar e ele precisa se preparar.

Cada momento, cada sentimento, cada volta é importante de ser lido. E sinceramente? É triste que por vezes há quem não siga o roteiro e pule justamente para o final de uma tragédia.

Mas de tudo isso uma certeza: haverá sempre lembranças que a manterá viva no coração de cada um. Porque, bem, enquanto houver uma lembrança, essa avó ainda estará viva... Até a próxima memória.

Parabéns ♡

Postado 07/08/16 20:33

Claro, suor feminino! Gema, dizem que um olhar vale mais que mil palavras... No nosso caso, um silêncio vai mais que um milhçao de palavras.

Por mais que haja um plano, ele nunca será 100% perfeito.... Apenas acontece como tem de acontecer...

Um protagonista pronto para a guerra... #corre

Só acho que roteiros deveria ser seguidos a risca! u_u

Enquanto houver uma lembrança ela vai continuar viva; continuar existindo.

Obrigada!!! <3

Postado 07/08/16 20:32

Muito bom, como sempre. São as pequenas coisas que nos fazem recordar, coisas insignificantes no momento mas que adquirem cada vez mais importância quanto mais longe estão no passado.

Congratz, minha anjinha :)

Postado 07/08/16 20:36

Nesse modelo, Alle!

Obrigada!

Postado 07/08/16 21:13

Que coisa mais tocante. Como você pode fazer isso com meu coraçãozinho, como?! Eu confieei em você ;---------;

Postado 07/08/16 21:19

Desculpa!! ;----------;

Postado 07/08/16 21:54

Eu desculpo porque foi muito lindo ;-;

Postado 08/08/16 14:58

Obrigada!! <3

Postado 07/08/16 23:09

Eu sempre inicio seus textos pensando uma coisa e termino com outra para no final mal saber o que comentar .-.

Não conheço o sentimento entre uma neta e uma avó, mas ainda assim pude sentir algo lendo esse texto.

Ps.: Viu? você sabe transmitir sentimentos! rsrsrs

Postado 08/08/16 15:00

Te entendo! e_e

Ps: Sei de nada!

Postado 08/08/16 09:16

Bateu uma saudade da minha vozinha que já se foi....

Adorei o texto me identifiquei nele e muito

Parabéns

Postado 08/08/16 15:00

Obrigada! <3

Postado 08/08/16 15:24

Impossível ler um texto desses e não reviver algumas lembranças. Tua obra me encheu de nostalgia e de um sentimento que eu carrego a anos: a saudade de alguém que já se foi.

Me emocionei bastante, isto é fato. Minha fama de chorona não é mentira,rs.

Parabéns pelo texto, Flávia.

Postado 08/08/16 20:36

Muito obrigada!

Postado 09/08/16 14:17

Que texto mais lindo! Carregado de sentimentos tão grandiosamente dolorosos...

Não tenho muitas lembranças de meus avós paternos, eles se foram quando eu era muito pequena...

Mas tenho medo de quando chegar a hora dos avós maternos irem embora...

Parabéns pelo belo e tocante texto, Senhorita Fofinha Flávia <3

Postado 09/08/16 15:06

Muito obrigada!

Senhorita Meiling, eu não sou fofinha! Deixe disso!! Ç.Ç

Eu sou dark! Psycho! Sangue! Morte! (E só ando escrevendo dramas.... Vai entender)

Postado 22/08/16 22:19

Pra quem perdeu o avô recentemente, me colocar no seu lugar foi ainda mais fácil, isso tá lindo, não sei se é adequado definir tal tristeza com esse adjetivo mas é maravilhosa sua maneira de escrever, eu adorei, e me emocionei, não chorei por que bom, não sei, mas poderia, lindo!

Postado 22/08/16 22:55

Meus sentimentos. Eu te entendo perfeitamente bem.

Peço desculpas por não saber bem como responder o teu comentário, mas agradeço de coração.

Postado 19/11/16 13:58

Nossa, Flávia. Que palavras singelas, tocantes, prufundas e emocionantes... gratificada por lê-las. Meus parabéns!

Postado 22/11/16 22:19

Muito obrigada!