Vai um café?
Giordano
Tipo: Lírico
Postado: 03/09/16 09:27
Editado: 03/09/16 09:29
Avaliação: 9.9
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 16
Comentários: 6
Total de Visualizações: 629
Usuários que Visualizaram: 21
Palavras: 162
[Texto Divulgado] "Singularidade" O que aconteceria se uma pessoa entrasse em um buraco negro?
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Vai um café?

Ei, não deixa o outro na mão

Às vezes uma ajuda vai bem,

Ninguém nasceu para ficar sozinho,

Pode ser difícil,

Talvez não entendamos os motivos

E a tristeza desenfreada faz difícil a convivência,

Mas não abandona, planta uma semente,

Podes ser uma luz antes do fim do túnel

Ou até evitar que a pessoa o adentre.

Infelizmente a tristeza faz parte da vida,

Temos que sofrer com essa agonia,

Mas podemos amenizá-la, não?

Fazer com que não afete tanto nosso dia,

Talvez um "tenha um bom dia", um riso desinibido,

Um "como você ?", um abraço recebido,

"Vai um café?", ouvir por ter ouvido,

Uma hora jogada fora, falando balelas,

Um pouquinho de ternura,

Uma gentiliza para qualquer um

Que venha a cruzar teu dia.

Alguns precisam mais que outros,

Mas todos nos beneficiamos de um pouco de alegria.

É Que, às vezes, a gente só precisa de um carinho

Para saber que sempre há em quem se fazer um ninho.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Esse texto é um chamativo para o Setembro Amarelo, todos nós precisamos de um cuidado, alguns mais que os outros, mas todos, nós todos. Ajuda quem passa pelo teu dia, talvez um sorriso, um acenar, um abraço possa passar alguma alegria.

Tristeza é natural, nem tudo nessa vida vai bem, mas digamos não a solidão, abrir-se para as pessoas é um bom modo de mostrar que elas podem se abrir também.

Apreciadores (16)
Comentários (6)
Comentário Favorito
Postado 03/12/16 21:40

"Ninguém nasceu para ficar sozinho"

Esse trecho resume tudo o que eu penso e o que o poema quer transmitir, principalmente, resume bem um dos significados do Setembro Amarelo. Aliás, antes de comentar sobre essa belíssima obra (como sempre, pra variar), parabéns pela atitude de fazer uma obra para essa campanha tão importante. É lindo e tocante.

Quando eu li o título, a primeira coisa que pensei é que leria algo romântico (ainda estou sob o efeito de Agramaticalidade, dê um desconto), porque é o que sugere: um pedido para o conhecer, para distrair... Um pedido simples e tão clichê no cotidiano. Todavia, aqui essa pedido tem uma carga de suma importância; um pedido mudo para se fazer entender, para mostar que se importa... Para demonstrar que está ali, para ouvir, para aconselhar nos desabafos.

E isso, ah, isso não tem preço. Porque quando se está no fim do poço, tudo que mais precisamos é de alguém que não apenas pergunte, mas que demonstre que se importa, que está ali ao nosso lado e irá ficar independente de quaisquer circunstâncias.

Aliás, é justamente isso que o poema espalha e explica, como está contido no primeiro parágrafo, onde claramente podemos notar essa mensagem. E assim como o eu-lírico nos explica, é difícil entender os motivos, até porque cada um lida com a situação de forma diferente, não? Mas vamos plantar uma sementinha, um bom dia de manhã, um boa noite antes de dormir... Ações tão simples que hoje em dia é tão raro.

E é tão lindo a mensagem e a reflexão que você nos traz aqui, ainda mais em uma sociedade a qual a maioria se preocupa apenas consigo mesmo e o resto é somente resto. Todos precisamos de um carinho, de um afeto, de alguém que nos queira bem.

Todos somos humanos, todos podemos fazer isso.

Parabéns ♡

Postado 04/12/16 02:18

Uma pessoa não sabe nem o que responder com um comentário desse :')

Muito obrigadão, Pãozinho nosso de cada dia :3

Fico feliz que tenhas gostado e recebido toda essa mensagem. ^^

Postado 04/12/16 19:57

Não tem como não gostar ♡

Postado 03/09/16 14:26

Ficou muito bom, e o tema é excelente. :D

Postado 03/09/16 15:05

Obrigado, Hêndria! ^^

Postado 03/09/16 15:22

Sr. Giordano!!!!

Ler este poema já é um acalento, já suaviza a alma e os maus sentimentos...

Na verdade, primeiramente nos faz sentir uma m*rda e pensar ''ai que horror eu devo deixar os outros na mão...'' , mas depois faz pensar no quanto nós mesmos estamos precisando de uma mãozinha de alguém. E faz perceber que precisamos dar as nossas mãos para os outros, para que assim os outros possam dar suas mãos para nós também...

Perdão por todo esse enrolamento, e por todas essas palavras nem sentido e frases super confusas, mas é que esse poema mexeu bastante comigo...

Enfim enfim... Parabéns!!!

Um abraço! Meiling!

Postado 03/09/16 15:26

É isso mesmo Meiling, acho que tá mais do que na hora de que façamos jus ao nome de "sociedade", ajudar ao outro é também se deixar ser ajudado.

Agradeço o comentário, feliz que tenha gostado. ^^

Postado 04/09/16 19:37

Bah, Gio. Que texto mais legal de ser lido. Novamente, me identifico muito com o que leio, felizmente!

Não há nada mais sábio do que resolver um problema do que compartilhá-lo. Pessoas são boas e querem ajudar. Por isso, temos que falar!

Sério! Muito legal ler algo assim.

E sobre o texto em si, na parte técnica, bem... nada muito o que dizer além de que está num alto nível.

Parabéns!

Postado 04/09/16 19:56

Valeu, chico! Fico feliz que tenha gostado, precisamos uns dos outros, queiramos ou não, isolar-se não costuma ajudar.

Postado 07/09/16 12:27

Estou impressionada

Muito impressionada mesmo

Nossa está incrível

Esse texto toca o meu coração

Parabéns

E continue escrevendo sempre

Postado 07/09/16 12:47

Obrigado! ^^

Fico muito feliz que tenhas gostado, Gabi!

Postado 10/11/16 07:52

Nossa você não sabe como eu precisava ler algo assim. Bem nesse momento da minha vida! Foi perfeito.

Obrigada ❤

Postado 10/11/16 12:54

Ah, fico extremamente feliz que tenhas gostado e se tiver te ajudado de algum modo, melhor ainda! ^^

Muito obrigado. :)