O que você não sabe sobre Mim. (Em Andamento)
Jhess S
Usuários Acompanhando Nenhum usuário acompanhando.
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 30/10/16 21:38
Editado: 10/11/16 00:09
Qtd. de Capítulos: 2
Cap. Postado: 30/10/16 21:38
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 0
Comentários: 0
Total de Visualizações: 953
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 358
[Texto Divulgado] ""
Não recomendado para menores de dezoito anos
O que você não sabe sobre Mim.
Notas de Cabeçalho

Espero que gostem! Estou trabalhando nele há algum tempo, e sei lá, achei que já seria hora de posta-lo.

Enfim: Beijos :*

Boa Leitura!

Parte I Prológo

-Vai demorar muito? –Já passava da meia noite, a cidade toda estava dormindo, ou seja, todas as ruas estavam deserto e justo a que eu estava, não tinha luz. –Tenho que voltar para casa! Minha mãe vai ficar uma fera se eu demorar mais.

-Qual parte de ‘eu vou te matar se tu não te calar’ tu não entendeu? –Disse o cara com uma faca nas minhas costas.

-Ah, qual é? Você nem segura essa faca direito, ta tremendo, ó!

Virei rapidamente e puxei a faca da mao dele, virando a lamina direto para o coração dele.

-Se eu quisesse já teria te matado, ladrãozinho ruim! –Falei zombando.

-Me devolve essa faca agora! –Ele falou gritando, tremendo. O Ladraozinho tentou puxar ela mas seus movimentos foram bruscos demais e eu me esquivei indo pro lado e depois para trás, em passos rápidos e sincronizados, graças as aulas de dança. –Quero saber uma coisa. –Disse me sentando na calçada.

-Uma pergunta? –Ele me perguntou assustado.

-Sim! Se eu não tivesse o tal relógio que te prometi você enfiaria a faca em mim? –Perguntei apunhalando o ar.

-N.. Não sei...

-Hum... entao você é pobre mesmo ou só um daqueles riquinhos que brincam de revoltados porque o pai cortou a mesada?

-Sou pobre.

-Ate que você é bonitinho. –Levantei e falei olhando bem nos olhos cinzas dele. –Alem disso parece ser bem legal, olha vamos fazer o seguinte: você não me rouba e eu não te mato, que acha?

-Cer..to. –Ele disse meio gago.

-Certo! Então até outro dia! –Peguei a faca e enfiei bem no meio da coxa dele e sai andando normalmente, enquanto ele uivava de dor.

Cheguei em casa as duas da manha, minha mae não estava nada feliz.

-Onde você estava? Sabe que horas são? Que sangue é esse na sua blusa?

-Tava na rua, são duas da manha presumo, é de um sujeito legal que conheci hoje e – Parei olhando para ela – Bom dia mae! –Dei um sorrisinho e fechei a porta do meu quarto, me trancando.

Tirei a roupa suja, tomei um banho, coloquei meu pijama e fui dormir, nada como uma noite fria.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Comentem o que acharam!

Esse foi apenas o prologo! hihihi

Apreciadores (0) Nenhum usuário apreciou este texto ainda.
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!

Outras obras de Jhess S

Outras obras do gênero Ação

Outras obras do gênero Aventura

Outras obras do gênero Comédia

Outras obras do gênero Cotidiano