Espírito Natalino
Yvi
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 23/12/16 22:35
Editado: 08/03/17 15:45
Gênero(s): Drama Terror ou Horror
Avaliação: 9.27
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 9
Comentários: 5
Total de Visualizações: 319
Usuários que Visualizaram: 16
Palavras: 425
[Texto Divulgado] "Tulipa do ex amor" A descoberta da falta de amor próprio após tropeços na vida amorosa
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Eu não sei mais de nada... X.X

Capítulo Único Espírito Natalino

“Eu olhei aqui na minha listinha e descobri que você foi uma criança muito má! Não deveria ter chamado nomes feios com a sua irmã e muito menos ter espiado a vizinha se trocar.” Dizia uma menina de cabelos encaracolados e face angelical, enquanto picotava uma língua humana em formato de floco de neve.

“Ainda não sei o motivo de eu estar sendo tão boazinha com você.” Falava pensativa, talhando uma estrela de seis pontas nas costas da criança desfalecida. “Acho que deve ser esse tal de Espírito Natalino. Eu fui corrompida.” Falou, abraçando o próprio corpo.

“Sabe, em outra época eu já teria te picotado todo, mas olha eu aqui, fazendo bolinhas de carne para decorar a árvore de Natal. Esse porra de Espírito Natalino é um verdadeiro saco. Ou é isso ou eu estou amolecendo, como um amigo meu disse.” Enfurecida, jogou uma parte do braço da criança contra a parede.

“Eu deveria matar o desgraçado, né? Mas ele é um amigo, então deixei passar... Ao menos por hora.” Riu descontrolada, enquanto colocava a cabeça do menino na árvore, no lugar da estrela. “Assim ficou bem melhor, não acha? Minha árvore estava um pouco caidinha, mas agora, com esse toque especial, ficou perfeita. Quero só vê a cara do meu amigo quando ele chegar.” Falou, correndo para a cozinha.

“Os biscoitos ficaram um pouco estranhos. Acho que foi por causa dos pedaços daquela menina de cabelo curto. Ela tinha cheiro de gato. Mas tudo bem, estão comestíveis.” Cantarolava enquanto depositava o prato com comidas dignas de um Halloween sobre a mesa.

“Por que ele não está chegando?” Perguntou impaciente. “Não vai me responder?” Indagou, apontando para um canto um pouco mais escuro da sala. “Você nunca foi de fazer silêncio, por que não quer me responder agora? Vai me abandonar também?” Aproximou-se do local e pode se ver refletida no enorme espelho que havia ali. “Ok, tudo bem, eu estava tentando ser legal, mas você não me deixa outra escolha.” Esmurrou o espelho com toda a força que tinha. Os cacos espalharam-se pelo chão de forma sonora, mas ainda não estava satisfeita. Com as mãos trêmulas de raiva, pegou um dos pedaços maiores e começou a desferir golpes em si mesma. “Não vai gritar? Onde está a sua voz? Fale comigo!!” Vozeirava enlouquecida.

“Ah, essa bosta de Espírito Natalino me fudeu de verdade.” Quase não tinha forças para falar. “Acho que meu amigo vai realmente dizer que eu amoleci. Virei um amorzinho. Que porcaria!” Cuspiu sangue. “Que se dane! Feliz Natal para mim.”

❖❖❖
Notas de Rodapé

Feliz Natal! :)

Apreciadores (9)
Comentários (5)
Comentário Favorito
Postado 24/12/16 22:26

Um conto bastante hediondo, ensandecido e de malevolência absoluta, com um leve toque daquele humor sanguinário que só certas pessoas doentes tem...

Belíssimo trabalho, moça! Bem vinda de volta ao clube!

Atenciosamente,

Um ser amigo, Diablair.

Postado 26/12/16 13:25

Muito obrigada, moço!

"Um ser amigo" eu ri. x.x

Postado 23/12/16 22:44

Quanto desperdício... mas pelo menos a decoração ficou legal :)

Postado 23/12/16 22:47

kkkkkkkkkkk Pois é :)

Postado 24/12/16 00:28

Vou copiar a ideia da árvore aqui pra casa ueheuheuhe

<3

Postado 24/12/16 17:44

Vai ficar show! Manda fotos, tá? kkkkkkkkkkkk

Postado 23/02/17 21:35

Oush, e eu achando que as pessoas sanguinárias tinham natais normais. E eu também sei que o "amigo" é você, que está narrando tudo isso e fingindo que nada aconteceu. Te conheço super bem, Dona Flávia, para saber que a arlequina sanguinária está presente.

Seria muito doente da minha parte revelar que ri com a descrição de cortar a língua em forma de floco de neve? Apesar de tudo, eu achei fofo. É como uma criança ingênua brincando de bonecas... Só que ela está brincando de construir uma árvore de natal com partes humanas.

No final das contas, é tudo uma simples brincadeira.

Feliz natal atrasado ♡

Postado 24/02/17 15:46

Mas foi um natal normal '-'

Arlequina Sanguinária Sociopata, Pami!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (Vou lembrar dessa para sempre!

Doente seria, mas isso é normal, né,? Tu é minha gema, afinal! <3

Postado 09/12/17 23:48

Gostei mais do final do que do início '-' melhor ela ter feito aquilo com ela mesma do que com aquelas crianças.. na verdade, não curti muito a parte com as crianças...

Postado 09/12/17 23:59

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Não me diga! kkkkkk