mamãe ensinou errado e eu aprendi o certo
Maria Vitoria
Tipo: Lírico
Postado: 11/01/17 18:17
Gênero(s): Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 2
Comentários: 1
Total de Visualizações: 455
Usuários que Visualizaram: 9
Palavras: 217
[Texto Divulgado] "Lá Vem a Cobra, Lá Foi o Pandeiro" O personagem encontra-se no meio do mato em situação desfavorável após cair em um rio e perder seus equipamentos eletrônicos e seu pandeiro.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único mamãe ensinou errado e eu aprendi o certo

o preço

o luxo

o custo

o apreço

eu mereço

é, eu mereço.

abro a janela e ouço as bocas dizerem;

CONSUMO!

olho para os céus e tudo o que eu vejo

é; chuva!

chuva essa que vai botar as mercadorias

no lixo como na enchente passada.

quando eu ouço mamãe reclamar

que não temos nada

e que ora toda noite pra que deus

mande um sinal

através do pastor,

eu fico bem quietinha,

ouvindo tudo, admirada.

hoje eu li um livro

do qual uma negra pobre,

sabia classificar a diferença;

do pobre branco e do pobre negro.

ela, como uma mulher muito sábia,

dizia assim;

a unica diferença entre o pobre branco

e o pobre negro, é que não há diferença

no fim, tudo se resume a cachaça.

mais é aquele ditado;

quando nada se tem,

tudo você quer comprar.

se você já tem

você precisa de mais

pra um dia não acabar.

só que neste exato momento

a fome tocou minha campainha

pedindo uma esmola,

mas mamãe sempre dizia;

nunca deixe entrar estranhos em nossa casa.

então,

sendo assim...

eu resolvi ir até o restaurante da esquina

e matar a fome de esmola capital que o estranho tinha.

e acho que no fim,

eu aprendi uma nova coisa;

nem tudo acaba em cachaça no final.

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (1)
Postado 10/02/17 19:59

Realidades !! me identifiquei já no título.