Um pouco dos poucos que vivo e escrevo. (Em Andamento)
Scheffer
Usuários Acompanhando
Tipo: Antologia Poética
Postado: 22/01/17 12:13
Editado: 08/07/18 11:10
Tags: tempo
Qtd. de Capítulos: 22
Cap. Postado: 22/01/17 12:13
Cap. Editado: 06/08/17 10:50
Avaliação: 9.46
Tempo de Leitura: 51seg a 1min
Apreciadores: 8
Comentários: 2
Total de Visualizações: 428
Usuários que Visualizaram: 20
Palavras: 138
[Texto Divulgado] "Bons sonhos " Deus sabe o quanto sinto sua falta... Pra você, dedico todo o meu amor.
Livre para todos os públicos
Um pouco dos poucos que vivo e escrevo.
Notas de Cabeçalho

Oras, é um simples poema que tenta expressar um pouco do tempo com uma pitada de poesia e é claro: um melodrama que está fundido no meu jeito de ser. Boa leitura ;)

Capítulo - 01 Sobre o Tempo Tempo poeta.

Tempo moroso que me faz sofrer,

Em dias ruins só sabes fazer

Com que piedade te suplique o prazer

Quando não lhe tenho só sei te querer,

Quando não estás, só desejo te acolher.

E quando tu passas remeto-me a lamentar,

Revelo minha dor pelo chorar

E as lágrimas que escorrem do meu rosto

São singelas e amenas por simples desgosto.

Tempo que cura os males intangíveis.

Que adentra nas mazelas de um pobre coração

Desperta em mim a ira perceptível

De quem ama e não tem o amor na mão.

Tempo das proezas e esperanças

De um futuro doce como criança

Faz deleite com a fantasia

De quem só deseja ter o amor quiçá um dia.

Tempo que ligeiro demonstra passar

Suplico-te piedade ao zelar

Por minha vida sem frescuras

Em que eu possa viver sem lamentar.

❖❖❖
Apreciadores (8)
Comentários (2)
Postado 24/01/17 09:56

Lamentar sempre se lamenta, infelizmente. O tempo continua andando e não liga para os lamentos (só pela velocidade que tu se desloca, hehehe). Então, o negócio é aproveitar bem o momento, se orgulhar de ter vivido o que se viveu e ver todas as experiências como algo que moldou teu ser e te fez chegar onde tu estás.

Assim, o tempo, deixa de ser tão importante. Tu vives em função de ti e não em função do tempo. É bem mais fácil ser feliz assim, hehehe.

Belo texto, com uma bela reflexão =D. Eu espero poder continuar lendo os poemas aqui postados!

Postado 11/09/17 17:32 Editado 11/09/17 17:33

Fazia muito tempo que não realizava uma leitura tão leve e prazerosa! As palavras, mesmo sendo carregadas por uma melancolia, transbordam uma gentileza imensa. O modo como tu falou sobre o tempo me deixou bastante impressionada. Ele é poetizado de tantas maneiras e visto por tantos pontos de vista, que, às vezes, esquecemos seu real significado. Nós poderíamos mudar nossa visão sobre o tempo, simplesmente aproveitando sua essência como uma breve brisa da manhã.

Parabéns pela obra, moça!

#ad01-11/98