Adeus, 2016
Vitória Turbiani
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 24/01/17 21:46
Gênero(s): Cotidiano Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 4
Comentários: 3
Total de Visualizações: 373
Usuários que Visualizaram: 11
Palavras: 353
[Texto Divulgado] "réquiem for me" estou me dirigindo a várias pessoas nesta passagem. todas elas de mãos dadas comigo no espelho. 
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Depois de muito tempo sem postar algo aqui, tentarei novamente voltar a ativa. Não prometo nada, pois estou um tanto quanto desanimada com várias coisas. Porém, prometi a mim mesma que esse ano eu iria ser mais... Persistente com o que eu quero. E escrever é uma dessas coisas. Pois bem, cá estou de volta.

Feliz ano novo para vocês e uma boa leitura desse textinho merreca. <3

Capítulo Único Adeus, 2016

Tentarei ser o mais breve possível, eu prometo. Apesar de que, bom... Você foi bem longo e cansativo para mim, me proporcionando coisas boas e ruins. Parece que eu vivi uns 10 anos ao invés de um. Acho que por causa de seu início eu tenho uma visão ruim de você, já que sofri demais nos primeiros meses.

Mas, como diz uma música que eu tanto amo: “dias de luta, dias de glória”. E eu lutei. Como lutei. Lutei pra mudar. Lutei por quem não merecia. Lutei pra honrar meu nome. Lutei pra ser feliz. Nem sempre consegui, claro. Sou humana afinal, não é? E seres humanos não são perfeitos e tão pouco conseguem tudo o que querem na hora que querem.

Eu tive que esperar 6 meses e 20 dias para que a felicidade plena ao lado de alguém fosse me presenteada por você, 2016. Estou em dívida com você por isso, apesar de ter sido bem rude comigo. Acho que mereci, pois aprendi muito com tudo o que aconteceu. Cacetada atrás da outra, como chutes e socos, como se alguém gritasse “amadurece, já passou da hora!” Obrigada.

Além disso tudo, uau! Que ano estranho foi você, não é? Cheio de notícias ruins, surpresas, reviravoltas.... Nunca imaginei que o DiCaprio iria ganhar um Oscar. Foi muito bem merecido, aliás. Tristeza foram os casais que eu (e quase todo mundo) amava se separando. Fala pro seu amigo 2017 não ser um “descupido”, por favor.

Mesmo assim, com todos esses acontecimentos, sendo eles bons ou ruins, podemos dizer que você foi um ano que nos ensinou muito. Nos ensinou que sofremos demais, mas que podemos contar com quem nos ama e nos apoia. Nos ensinou que quando damos as mãos para as pessoas certas, saímos do fundo do poço e somos capazes de tudo.

Olha, 2016, eu vou ser sincera com você... Foi o pior ano da minha vida, de fato. Mas, também, o melhor.

Adeus para você, talvez fiquemos com saudades. Talvez não. Depende de cada ser que vivenciou das suas tramas decidir. Eu não ficarei, não mesmo.

Olá, 2017. Seja muito bem-vindo!

❖❖❖
Apreciadores (4)
Comentários (3)
Postado 27/01/17 14:53

Nossa, pura verdade. Ano passado foi um ano foda (e não no sentido positivo), mas que bom que ele passou. O bom é que de tanta coisa ruim que a gente passa (geralmente) serve para nos tornarmos alguém melhor. Legal ver que pra você foi assim! <3

Curti muito!

Postado 06/02/17 00:03

Sabe, gostei, bem sincero. E me sinto feliz por ter se sentido assim, em relação à esse ano <3

Postado 18/01/18 01:09 Editado 18/01/18 01:10

Li essa obra apenas em 2018, infelizmente. O que piora tudo é que meu 2017 foi o pior ano da minha vida, mas também o mais terrível. Nem as coisas boas conseguiram transpassar as ruins. Meu 2017 foi praticamente esse 2016, só que piorado, rs.

Enfim, que obra estupenda. A conversa da narradora flui perfeitamente e sem rodeios. É bem direta, mas explicativa.

Mesmo lendo fora de época, espero que esse novo ano seja mais do que bom para ti.

Parabéns pela obra ❤