Infame
Alien
Tipo: Lírico
Postado: 24/03/17 09:37
Gênero(s): Poema
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 34seg a 46seg
Apreciadores: 1
Comentários: 0
Total de Visualizações: 156
Usuários que Visualizaram: 3
Palavras: 93
[Texto Divulgado] "Um poema sobre a gente " "mas venha para mim anjo, eu juro que me movimento, eu sei que está escuro lá fora, mas preciso de seu brilho para brilhar, então suma daqui escuridão, pois faremos um quarto para a luz" - SOKO
Não recomendado para menores de catorze anos
Notas de Cabeçalho

A autoria desses versos é uma incógnita. Não, isso não é plágio.

Eu os escrevi com a minha mão, afinal. Mas acho que foram sobre um momento da vida de um dos meus personagens (de uma história guardada a sete chaves), narrados por ele próprio.

Ou talvez eu só esteja blefando kkk

Boa leitura!

Capítulo Único Infame

Sinto o peito queimar e você foge

está a milhas de distância de mim

e eu só posso gritar

infame.

O céu só fica escuro

o céu só denota cansaço

nenhum lugar me parece seguro

eu inspiro e entro em colapso.

E eu só posso gritar, infame

tudo o que você roubou de mim

o colorido da minha alma, paz da minha casa

e você está a milhas de distância de mim!

Grito cada vez mais alto

ao que a noite cai e as paredes desabam

inspiro e explodo

oh, bem vindo, diabo!

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!