Bateu uma onda forte
Maria Vitoria
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 27/04/17 12:43
Gênero(s): Crônica
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 5
Comentários: 5
Total de Visualizações: 470
Usuários que Visualizaram: 8
Palavras: 241
[Texto Divulgado] "lugar quente" é o que cantam os pássaros todos os dias espero que eu continue falando a língua deles. 
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Bateu uma onda forte

Eu não pude escolher o cardápio. Você não confiou em mim ou no meu bom gosto para comida japonesa.

Eu observei o seu recuo quando eu perguntava como foi seu final de semana.

Eu não vi você me olhar uma única vez nos olhos a noite toda.

Eu fui obrigada a ver você sorrir para a tela do seu celular aparentando uma felicidade com quem você dialogava longe, enquanto eu estava bem diante de você.

Eu ouvi o seu silêncio quando você se entediava por um de nossos assuntos.

Eu reparei nas suas micro expressões faciais quando você me notou sem aliança ou quando eu perguntei como que andava seu coração.

Você não seguiu o meu conselho e escolheu o menu errado.

Ao invés de Heineken eu pedi uma água para te acompanhar.

Você quis rachar a conta e eu acabei pagando quatro reais a mais do que eu consumi.

Deixe a tampa da privada respingada de mijo e você usou o mesmo banheiro assim que eu sai dali.

Esperei o farol abrir e atravessei a faixa de pedestres junto com você.

Você não me abraçou.

Você não sorriu.

Você não agradeceu o convite.

Você disse tchau e se foi.

Você não me mandou mais nenhuma mensagem.

Eu me entristeci pela falha do nosso encontro, mas me felicitei por matar a minha própria fome.

Dei dois tragos. Segurei. Soltei... deu onda...

Parti sem esperanças de te rever, rumo ao bairro Liberdade.

❖❖❖
Apreciadores (5)
Comentários (5)
Postado 27/04/17 13:55

Pelo menos nao foi de todo ruim <3

Amei.

Postado 05/05/17 11:41

Pelo menos eu matei minha fome hahaha. Obrigada por disponibilizar um minuto do seu tempo lendo sobre um encontro frustrado.

Postado 27/04/17 19:23

Bah, já era o relacionamento. Pelo menos com a outra pessoa, não com quem dá onda, hehehe. Triste e feliz fim...

Postado 05/05/17 11:42

hahaha trsite mas no fim tudo saiu bem, a gente ainda se fala as vezes :)

Postado 05/05/17 11:56

É o que vale, no fim das contas.

Postado 29/04/17 21:37

Ah, humanos... Sempre tão complexos e contraditórios...

Deu ruim no início, mas bateu uma onda forte no final para compensar um pouquinho do desaatre do que antes foi tão dealizado. Aliás, esse é o mal das pessoas, não é mesmo? O jeito é lamber as feridas e partir para outra. Com sorte e jeito, pode dar certo...

Eu realmente gostei desta leitura, especialmente pelis detalhes digamos... Sórdidos da coisa toda. Cem por cento vida real.

Parabéns, Srta Vitória!

Atenciosamente,

Umser desastroso em relacionamentos, Diablair.

Postado 05/05/17 11:44

Ah, humanos... literalmente...

Pelo menos eu metei minha fome e ela saiu de barriga vazia, eu falei pra deixar eu escolher o cardápio mas ninguém me ouve kkkk

Obrigada por disponibilizar um minuto do seu tempo para fazer essa leitura, adoro seus comentários.

Postado 18/05/18 00:50

Esse atenuou tão bem a morte dos relacionamentos românticos.

Temo estar vivendo uma agora. E lamento.

Isso foi incrivelmente triste e real, parece até que me vejo aí.

Sua obra é magnifica. Parabéns.

Postado 18/06/18 09:09

Deu pra notar toda a sua frustração nesse pequeno conto. Pelo menos deu pra perceber que ele não era o tão esperado príncipe e que tu pode pelo menos realmente se libertar.

Seu conto foi bem real, parecia que eu estava me vendo nessa situação toda e devo dizer que fiquei com um tanto de raiva do acontecido.

Parabéns pela obra, continue postando mais e mais. sz