Cor de Lua Cheia
Lucas Cabral
Tipo: Lírico
Postado: 07/05/17 10:26
Editado: 07/05/17 21:31
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 35seg a 47seg
Apreciadores: 2
Comentários: 2
Total de Visualizações: 250
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 95
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Capítulo Único Cor de Lua Cheia

Aos 17 anos tudo mudou

Meus olhos se libertaram

Eu comecei a dizer que a vida é cinza

Que a poesia é pura

Que minha bíblia sou eu

E então minha vida se tornou uma história em quadrinhos

As flores do jardim cessaram

O jazz passou a arrebentar a vidraça alheia

E a minha geração continua falando sobre dolar,cabelos loiros e calçada da fama

Mas a minha banda continua a tocar

Minha poesia continua sendo minha moeda de troca

E meu cabelo continua com a mesma cor

Aquela cor instigante

A cor de Lua cheia.

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (2)
Postado 09/05/17 23:10

Aiza! Hehehe, boa, meu garoto! É assim que se faz!

Se descobre e vive do teu jeito. Muito bom!

Postado 10/05/17 09:30

Obrigado LEcrivain pelo seu comentário! Devemos nós mesmos guiar nosso destino

Postado 20/11/17 14:36

A obra transpira uma liberdade sem limites, cheia de poesia, jazz e estilo. O eu-lírico é divertido, despojado e totalmente despreocupado. O que ele quer é viver a vida em sua plenitude e pureza, mesmo com as constantes mudanças que as épocas podem trazer. O mundo muda, transforma-se e ele constinua sendo o dono de seu próprio destino.

O poema, mesmo simples, deveria se tornar o mantra para muitos poetas. Meus parabéns, Lucas.

#ad01 - 73/98

Postado 18/05/18 11:48

Um poeta, de fato. Muito obrigado pelo comentário.