Não tão ruim assim
Hlodyn
Tipo: Lírico
Postado: 15/11/17 23:09
Editado: 17/11/17 15:29
Gênero(s): Crítica Poema Reflexivo
Avaliação: 9.9
Tempo de Leitura: 54seg a 1min
Apreciadores: 9
Comentários: 8
Total de Visualizações: 464
Usuários que Visualizaram: 12
Palavras: 145
[Texto Divulgado] "Bons sonhos " Deus sabe o quanto sinto sua falta... Pra você, dedico todo o meu amor.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Faz um tempo, hem?

Capítulo Único Não tão ruim assim

Realidade fria, vazia, repleta de dor

Ódio que desce nas gargantas secas de miséria

Que mata a sede de maldade e movimenta os cruéis

Que hidrata os sem coração e fortalece a mente dos fracos para a ruindade

Um sentimento amargo que se mistura no sangue podre de injúria

Sangue ruim que lubrifica as engrenagens da ruindade

Que modifica o bom e deturpa o bem conhecido

Que tinge de preto o coração puro e o transforma para sempre

Os desejos reprimidos, a mentira encoberta e a escolha fria

Não há coração bom, não mais.

Apenas cascas vazias de pessoas-monstros vivendo um mundo seco

Tão seco quanto o deserto das almas imundas do inferno

Viver pelo seu próprio egoísmo

A busca pela recompensa imaginária que atropela vidas

Por meios indignos, falidos, "mal-vindos" e pelos bons desconhecidos

Apenas porque eles não se sentem alguém tão ruim assim...

❖❖❖
Apreciadores (9)
Comentários (8)
Comentário Favorito
Postado 18/11/17 01:12

Ah, como eu senti saudades das suas obras, da sua crítica em belas palavras, do tapa na cara daqueles que precisam e que, infelizmente, nem vão sentir. Pois é como o eu-lírico mesmo reforça: apenas porque eles não se sentem alguém tão ruim assim...

Na realidade atual, onde ser melhor está acima de qualquer outra coisa, é difícil discernir a linha tênue entre a razão e o egoísmo. Não há preocupação alheia, se as ações irão prejudicar ou não terceiros, se algo consequente a isso irá afetar outros. Não. Se trata apenas do próprio umbigo, do próprio ganho, do próprio mérito.

As pessoas esquecem que não se vive sozinho, que até os mais independentes dependem de alguém. Atropela-se as razões, os corações, os sentimentos... Tudo para ganhar algo de uma forma que perde-se o resto. E o pior é saber que essa ruindade que afeta a humanidade é mascarada de diversas formas.

Diversas formas que se tornar um monstro-vivo é normal, não pesando na consciência.

Ótimo poema, Joylícia!

#ad01-066

Postado 20/11/17 22:56

Nossa, pq tenho a sensação que vc leu cada entrelinha aqui??? Chocada! O.o

Enfim, obrigada pela leitura, Pãozinho <3 <3 <3

Postado 16/11/17 04:20 Editado 16/11/17 05:07

SATANÁS ME GUIE! FAZ TEMPO DEMAIS, JOVEM PODER!

Como senti falta de suas obras, Srta Hellphaistos! E quando elas enveredam pelo lado da crítica social, nem Lúcifer leria impune. E esta obra é de uma veracidade visceralmente perturbadora (ou eu deveria dizer perturbada?) desde que a Humanidade decidiu se agregar em "civilizações". Quiçá, antes disso.

Este poema me fez sentir como se eu estivesse ouvindo uma versão sombria e igualmente amarga de Admirável Mundo Novo, de Zé Ramalho. E se a parte sobre a recompensa imaginária for uma referência ao que eu penso ssr, a senhorita deu um leve murro em muita gente só com essa estrofe em particular.

A obra toda é um nefasto, sincero e inegável retrato do que somos... E do que fazemos. Simples assim.

É triste. É verdadeiro. É perfeito. É da Jovem Poder!

Belíssimo trabalho! Novamente me deixou hell fired up e encantado com sua desenvoltura literária (de novo/desde sempre até o Fim dos Tempos)! Bravo! Bravíssimo!

Atenciosamente,

Um ser ruim e hipócrita pra Diabo, Diablair.

#ad01-068/188

Postado 16/11/17 20:02

Sente saudades dos meus textos, mas não sente de mim... tsc tsc, satanás tá vendo!

Hahaha, sobre o texto, bem, escrevi num dia full putaça. Aí o poema, na real, tem crítica a um monte de coisa e de pessoas também. Atitudes que me dão raiva...

Enfim, obg por ter comentado <3

Postado 16/11/17 21:27

Quanta blasfêmia em um único início de frase, Srta Joy... Satanás te cuida.

Postado 16/11/17 10:57

Arrepiante e horripilante... Ver que tudo isso é tão próximo do nosso mundo, nem sei o que dizer... Só te parabenizar por outra obra de arrepiar a epiderme todinha e fazer a testa suar, só de imaginar que talvez, eu possa estar envolta neste sangue e vísceras...

Parabéns, quisera eu, saber fazer as pessoas suarem ao apenas ler... Como você!

Postado 16/11/17 20:03

Não só próximo do nosso mundo como baseado nele haha. Cê faz suar também! Não disse por onde :v

*corre*

Postado 16/11/17 13:57

Que textão maravilhoso!!!!

A senhorita tem as palavras muito bem afiadas!! E quando quer, sabe alfinetar divinamente!!

Adorei tudo nesse poema!! O modo como cada linha foi escrita!! As palavras intensas que foram utilizadas!!

Menina, você é incível demais! <3 <3

Um abraço, (quero ser como você quando eu crescer), Meiling! *-*

Postado 16/11/17 20:03

Vc já é mais do que qualquer um! <3

Obrigada sua fofinha! <3

Postado 16/11/17 21:05

Um tempo? Um tempo???? Faz, no mínimo, vários tempos. Faz quase uma eternidade Stra Joy!

Que grande tapa, hein? Com uma crítica dessas até quem ainda não leu já sentiu o impacto. Pode apostar.

A realidade nua e crua. Desse jeito para bem pior.

Amei essa obra. Voltou com estilo! Parabéns.

#ad01- 119/154

Postado 20/11/17 22:53

Obrigada, moça <3 Sempre um prazer ler teus comentários! <3

Postado 23/11/17 16:35

Queria fazer um comentário mais que digno de uma obra cheia de reflexão, com um eu-lírico transbordando um grande senso crítico para com as questões do ser e palavras tão duras que pesaram nos meus ombros. Mas eu, simplesmente, não consigo imaginar algo além de: QUE POEMA FODA, PUTA QUE PARIU! JOY É A MINHA NOVA RELIGIÃO.

Parabéns por essa obra fora de série! É simplesmente extraordinário o que você consegue fazer, sinceramente.

Abraços da Ternura.

Postado 03/12/17 22:04

Minina, quando li esse comentário gritei de empolgação kkkk

Fiquei tão feliz com o teu feedback <3

Obrigada <3 <3

De vdd <3

Postado 18/12/17 08:37

Uns amigos e eu dissemos sempre que a solução é o meteoro.

Pessoas são ruins, estão estragadas e ponto.

Como o meteoro não vem, o negócio é se conformar (etapa a ser cumprida) e se adaptar (já cumprida, pois todos sabem que não são tão ruins assim).

Parabéns pelo texto!

Postado 20/12/17 08:52

Vou continuar torcendo pelo meteroro! lkkkkk

Valeu pelo comentário! <3

Postado 03/03/18 12:02

Um texto maravilhoso e interessantíssimo, como sempre tu faz <3