Deuses
Scheffer
Tipo: Lírico
Postado: 28/01/18 15:10
Editado: 25/06/18 19:11
Avaliação: 9.9
Tempo de Leitura: 2min
Apreciadores: 8
Comentários: 7
Total de Visualizações: 794
Usuários que Visualizaram: 19
Palavras: 325
[Texto Divulgado] "A noiva" Com uma taça em mãos e olhar voraz, se flagrava confortável por não ter alguém ao seu lado prometendo o que não é capaz de cumprir. Observava a concentração do pianista, as velas agora já derretidas na bancada e o sorriso que iluminava o belo rosto da noiva.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Esse poema acabou virando vídeo... https://www.youtube.com/watch?v=DRRvCtJHSgA se alguém tiver o interesse de ouvir, além de ler, segue o link. Grata pela atenção!

Capítulo Único Deuses

Com o advento do cristianismo,

Foi-se o encanto dos Deuses

E com eles toda a magia,

Do amor antigo, do saber e a alquimia.

Ressuscito o politeísmo

Através dos versos transversos

Invocarei todos os meus Deuses

Que se fizeram no mundo, dispersos

E é por Zeus que eu, começo!

Rei do Olimpo e dos demais,

Entendedor das pessoas e seres irracionais,

Do mais casto ao mais profano,

Persuada o universo, humano

De que a própria felicidade,

É resultado da boa vontade,

Imponha que sem um sorriso,

Não haverá esperança para a humanidade.

Clamo a Poseidon,

Deus dos mares e da navegação,

Que recolha a minha apreensão,

Conceda-me o perdão,

De pensar tanto em solução.

E que acalme o pranto

Como serena as ondas com seu encanto.

Hades! Deus do inferno,

Peço-lhe calor, no inverno!

E a ira quando necessitar

Revelar ou abdicar

Das mentiras acolhidas

Pela sociedade, pela vida!

Afrodite, minha beleza,

Exiba toda a grandeza,

Do mais puro à nobreza,

Da sagrada e esbelta natureza!

E o Cronos? Deus do tempo,

Traga todo o seu alento,

Para corrigir o tormento,

De quem vive ao vento,

E ainda suplico: Encontre uma solução

Para que eu, com sabedoria,

Consiga aproveitar com energia,

Toda esta passageira dimensão.

Coração, coração!

Ares – guerra!

Coloque ordem nesta terra,

Mostre sua força, solte sua ferra!

Mas suplico-lhe que apenas,

Amenize o que não se encerra.

Atenas, Deusa do saber,

Ensine-os a amadurecer

Diga-os em cada primavera

Que não é errando que se aprende,

Mas sim, compreendendo o porquê se erra.

Apolo, o Deus da lua e do sol,

Sobreponha seus raios como lençol,

Escolha o tom, dite em bemol

Sobre o canto que liberta um rouxinol

Hebe, juventude!

Imponha-os atitude, plenitude.

Agite-os com a inquietude,

Para aflorar suas virtudes.

Cada qual protege um fenômeno real,

Nossos sentimentos, nossa natureza,

Nossa vida, nossas tristezas...

E dentre juventude, guerra, sabedoria e mar...

O importante é saber agir, não desaminar e lembrar de sonhar!

❖❖❖
Notas de Rodapé

Deuses, Deuses protejam a todos nós!

Apreciadores (8)
Comentários (7)
Postado 06/02/18 21:55

Posso dizer o quanto estou apaixonada por esse poema? Sou totalmente fascinada pela mitologia, e você conseguiu transferir para os versos cada essência dos Deuses de uma maneira tão mágica e única, que simplesmente fiquei entristecida quando me deparei as Notas de Rodapé; não queria que tivesse fim.

As referências, o modo como você cita cada Deus dando um breve resumo e o que o mesmo poderia estar realizando no mundo atual foi fantástico; tão criativo. É uma originalidade que há muito eu não lia.

E de fato, o encanto pelos Deuses foi diminuído drasticamente, assim como hoje suas referências estão tão escassas e difícil de achar alguém que entenda - ou pelo menos, quase nunca tive essa sorte. É um pouco melancolico.

Parabéns pela brilhante obra!

Postado 07/02/18 12:08

Olá, Ana! Tudo bem?

Fazia tempo que não aparecia aqui nas tuas obras. Que feio. E que azar o meu.

Felizmente, apareci e me deparei com esse belo poema. Mas além de belo, ele tem algo muito peculiar, que é ser totalmente diferente do que se normalmente se lê na Academia de Contos. Nem digo pela aula de história sobre a mitologia grega, que por si só torna esse texto único, de bom gosto e como fonte de cultura, mas pela temática em si..

É como se eu tivesse em outro lugar e me deparei com algo que foge ao clichê, com aquele negócio de viver no fundo de um poço de lamentações. Aqui não! Aqui se vê um texto que joga as pessoas para cima e que usa de conhecimento, de cultura, para fazer isso. É muito bacana! Ainda mais sendo um texto escrito em versos e rimas.

Olha, não tem o que por ou tirar. Tá demais!

Parabéns por essa excelente obra!

Postado 09/02/18 17:29

É como eu sempre é digo: que os deuses nos protejam!

Amei a forma que tu descreveu cada deus e ligou duas respectivas características com sentimentos/ações reais. Isso tornou o poema intenso e fez cada palavra soar como uma prece.

Parabéns, ficou incrível ❤

Postado 13/03/18 12:04

Que poema mais incrível!

Fiquei simplesmente fascinada pela forma com que você capturou cada essência dos deuses e os ineriu em cada verso. Sou deveras apaixonada por mitologia grega e esta obra com certeza entrará para as minhas mais apreciadas.

Muito obrigada por esta maravilha <3

Postado 18/06/18 21:39 Editado 18/06/18 21:40

Satã, que obra fantástica! Não só há descrições muito belas e concisas sobre os Deuses e suas esferas de influência como tudo foi feito através de versos, tornando a obra ainda mais idílica! Simplesmente fabuloso! Espetacular!

De fato seu poema, dada a temática e a abordagem da mesma, bem como a qualidade ímpar com a qual tudo foi concebido, o tornam algo deveras excelso e diferenciado aqui neste antro maldito! Muito obrigado por compartilhar de seu talento, criatividade e conhecimento conosco e meus sinceros parabéns por ter criado uma obra real e literalmente divina em N aspectos, Srta Scheffer!

Atenciosamente,

Um ser pagão, Diablair.

Postado 20/06/18 12:14

Como eu não li isso antes? Magnífico! Grandioso! Tão empolgante e tão bem escrito! Me fez lembrar de uma Janeirinho com 7 anos de idade que mentia pra mãe sobre ter trabalhos sobre a mitologia grega na escola, pra desta forma, a mãe comprar enciclopédias da mitologia para ela... Hahaha, parabéns por esta obra de arte, obrigada, aliás!

Postado 15/09/18 15:55

Uma obra riquíssima e maravilhosa, profunda para os que a souberem compreender.

Esta sim é a arte de escrever!

Outras obras de Scheffer

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Fantasia

Outras obras do gênero Poema