A Riqueza da Pobreza
Malva
Tipo: Lírico
Postado: 10/03/16 21:05
Avaliação: 10
Tempo de Leitura: 24seg a 32seg
Apreciadores: 16
Comentários: 5
Total de Visualizações: 1071
Usuários que Visualizaram: 20
Palavras: 65
[Texto Divulgado] ""
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Obrigada a todos que leram. Sou aberta a críticas, creio que fazem parte do crescimento educativo. É capaz de eu postar em outros sites depois, então caso achem essa "obra" em qualquer outro lugar, calma que não será plágio.

Capítulo Único A Riqueza da Pobreza

Conheço uma pessoa

Pobre de espírito,

Mas rica de corpo

Sustentada por preços

Acorrentada por marcas

Qualidade era o que achava que tinha,

Mas na verdade não tinha nada

Tão pouco faleceu

De certa forma, amargurada...

Conheço outra pessoa

Pobre de corpo,

Mas rica de espírito

Feliz era ela

Que tinha belos amigos

Eram poucos, porém suficientes

Paz, Amor e um belo par de Dentes.

❖❖❖
Notas de Rodapé

Obrigada novamente e desculpem qualquer coisa.

Apreciadores (16)
Comentários (5)
Postado 10/03/16 22:37

Hhahahahaahha, esse final me fez rir. XD

Muito bom o poema!

Postado 11/03/16 06:51 Editado 30/03/16 16:57

kkkkkkkkkkk essa era a intenção. Obrigado por comentar e por apreciar também. :D

Postado 11/03/16 01:01

Bela mensagem! Seja bem vinda ao site, espero ler mais textos seus por aqui ;)

Postado 11/03/16 06:58

Obrigada, muito obrigada mesmo. Pode deixar que lerá mais textos meus por aqui. :D

Postado 11/03/16 20:13

adorei o final , belo par de dentes...a simplicidade em que vc colocou nisso, fez todo o texto ser perfeito. muito bom. faça mais. parabéns.

Postado 11/03/16 21:22

Oh, Fico muito feliz que tenha gostado. De verdade, muito obrigada mesmo. Pode deixar que escreverei mais. :D

Postado 26/10/21 18:53

Que texto adorável! Tão simples e diz TANTO! Muito obrigada por postar aqui! Amei!

Postado 28/10/21 10:08

Muitas vezes é assim mesmo que funciona. Mas em outras não.

É triste pensar em como certas parcelas da população classificam as outras desse modo, e se auto classificam também.

Como se desse a impressão que todos os pobres são pessoas bondosas e maravilhosas, e que todos os ricos são pessoas podres e horrorosas.

Não acho que é o dinheiro que vai definir isso, mas muitas coisas juntas, em um conjunto formador das pessoas.

Eu realmente não quis problematizar nada hahaha, e sei que era um texto para fazer rir e divertir os leitores, só tentei expressar o quanto acho que somos criaturas mais complexas que só a nossa condição financeira (mesmo que isso se torne chato sendo dito aqui nesse texto).

De qualquer forma, gostei bastante do poema, Srta. Malva, porque ele traz consigo uma grande e enorme verdade: não importa quanto dinheiro alguém tenha, não é isso que traz a felicidade!

Um grande abraço <3

Outras obras de Malva

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Crônica

Outras obras do gênero Poema