Carta para o Tempo
Hiratsuka Mi
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 22/03/18 04:23
Gênero(s): Drama Reflexivo
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 259
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 252
[Texto Divulgado] "Tulipa do ex amor" A descoberta da falta de amor próprio após tropeços na vida amorosa
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Olá pessoal, como estão? Bom, esse é um pequeno projeto que criei, a fim de escrever cartas para coisas inanimadas, como os nossos sentimentos. Essa foi a primeira carta que escrevi, então, espero que gostem! Tenham uma boa leitura! o/

Capítulo Único Carta para o Tempo

Senhor Tempo,

Desculpe por chamá-lo assim. Na verdade você deve ser tratado assim. Minha família ensinou-me a respeitar os mais velhos e, como você existe bem antes de minha pequena existência ser planejada, devo esse respeito à você.

Deixando as explicações de lado, como consegue? Como consegue ser tão rápido, mas ao mesmo tempo tão lento? Admiro muito esse seu comportamento. É que nem observar as folhas caindo de uma árvore: Umas caem lentamente, outras, pela força dos ventos, acabam caindo mais rápido.

Queria entender como você consegue levar uma vida assim. Eu não consigo. Tem horas que penso que está correndo muito. Outras, penso que está demorando uma eternidade. Como consegue brincar com a mente das pessoas desse jeito?

Não estou brava. Só admirada mesmo. Não sei se é só coisa da minha cabeça ou é você pregando várias peças durante o dia.

Agora que paro pra pensar, mesmo com os dias que, aos meus olhos, foram lentos e monótonos, estamos quase terminando mais um ano. Mais um ano foi embora e, na minha correria, nem notei que passou rápido. Posso fazer a mesma pergunta novamente? Como consegue fazer isso, senhor Tempo?

Enfim, não quero prendê-lo a essas palavras simples e questionamentos que provavelmente não terão respostas. Por hora, irei deixá-lo fazer seu trabalho. Ou continuar brincando de ser rápido e lento, como vem fazendo há muitos anos.

Foi bom escrever para você! Espero continuarmos convivendo assim por muitos anos, até meu último fôlego de vida. Até qualquer dia, senhor Tempo.

❖❖❖
Notas de Rodapé

E então, o que acharam? Não deixem de comentar! Isso me ajuda a crescer como escritora! o/

Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 20/06/18 23:18

Olá, dona escritora.

É... que carta mais interessante essa. Obteve respostas? Importaria-se em as compartilhar? Sério mesmo, são perguntas bem interessantes.

E interessante também é esse seu projeto. Futuramente, lerei mais alguns textos, certamente. Mas sobre esse, tenho que falar que realmente me tocou. Eu gostei. Embora seja simples, ele tem alguns pontos bem reflexivos mesmo. Na verdade, é algo que todo mundo se pergunta, até se tem algumas respostas científicas, mas mesmo assim não deixa claro o que realmente acontece. Como pode ser fim do ano se eu nem levantei da cama ainda? Pois é, pois é.

Pois bem, deixarei isso de lado para comentar mais tecnicamente seu texto. Português tá bem bacana. Deve ter uma ou outra coisa que me chamaram a atenção que certamente você detectará se reler o texto. É aquela coisa que escapa. Sobre a narrativa, ela se tornou um pouco repititiva. De repente, o texto poderia ser mais curto, ou você poderia ter descrito mais detalhadamentes momentos em que você, ou o personagem, vivenciou esse paradoxo de "velocidade" do tempo. Com essa repetição de: "porquê você é assim?", o texto ficou um pouco vazio, parecendo que lhe faltava conteúdo para expor sua inquietação com os fênomenos do tempo.

Enfim. O texto me agradou e gostei do projeto. Parabéns e obrigado por compartilhar.