olhos cor de avelã
Stoned
Tipo: Lírico
Postado: 30/03/18 00:16
Editado: 30/03/18 00:28
Gênero(s): Poema
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 67
Usuários que Visualizaram: 5
Palavras: 194
[Texto Divulgado] "Pisoteadores" Estou cansada, a vida é um eterno, grande e último suspirar.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único olhos cor de avelã

teus olhos cor de avelã vão dedilhar uma nova melodia

e entre todos esses universos murchos eu vou dançar

aproximas-te de minha face e respiras:

{as palavras reitaradas se desmancham

nós temos um fresco arsenal completamente desconhecido

a semente de novas asas brota e sacode o mundo

eu voarei novamente? vertiginosamente questiono

nossas almas dançam em outra dimensão

mas esse corpo frouxo transbordará?

porque eu não sei mais chorar

meus lábios encasulam uma folha seca

e cada vez que tento me mover

ela ameaça se despedaçar

engoli o outono e suas cores

contudo nós somos caçadores

nossa pele é batizada por copiosas cicatrizes

caçamos o que poucos conseguem ver

florestas se estendem sob nossos pés

copas frondosas que nos banham num mergulho silencioso de abismos

colindindo com o infinito

quando gritávamos ninguém nos entendia

pesadelos no teto, nas bordas dos olhos

pesadelos enclausurados em

batidas cardíacas descompassadas

tu ainda se repudias quando o reflexo mancha a pele?

tu ainda tremes quando as palavras são insuficentes?

então, deixe eu te contar: não precisamos de palavras

apenas toque-me, trague-me nestas cores mutáveis

eu dançarei matizes e quando o tecido dos multiversos

me espancar

dançarei em negativo

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 31/03/18 13:52 Editado 31/03/18 13:53

Eu não sei como expressar o tamanho da minha admiraçãopor esta obra!

Tua obra tem sabor, tua obra tem cor. Agradeço por postá-la.

Queria eu que minha inspiração e dons não estivessem adormecidos a tempos... Queria eu voltar a parir obras tão genuinas quanto a sua!

Meus mais sinceros parabéns! És uma perfeita obra de arte.