Um Demônio Em Minha Vida! (Em Andamento)
Jhess S
Usuários Acompanhando
Tipo: Romance ou Novela
Postado: 11/01/16 08:57
Editado: 25/03/16 18:52
Qtd. de Capítulos: 6
Cap. Postado: 11/01/16 08:57
Cap. Editado: 11/01/16 12:13
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 4min a 6min
Apreciadores: 3
Comentários: 3
Total de Visualizações: 914
Usuários que Visualizaram: 26
Palavras: 780
[Texto Divulgado] "Nossa coleção de fracassos" Depois de um fatídico encontro com um esteriótipo de hippie, que ocorrera durante o passeio escolar que visava inaugurar o ano, Martim, um adolescente comum e sem tantas aspirações ambiciosas sobre seu futuro como as de seus colegas de classe, acaba por ganhar a estranha habilidade de enxergar manifestações literais dos conflitos internos desses mesmos colegas. Junto de sua audaciosa parceira, Evelin Carvalho, ele tentará solucionar esses casos. Claro, não deixando de documentar todos os seus fracassos em uma ordinária coleção de contos.
Não recomendado para menores de dezoito anos
Um Demônio Em Minha Vida!
Notas de Cabeçalho

Espero que curtam <3 Me recomendaram o site, e gostei uhuhuhu3

Capítulo 1: Como a conheci

Estava um belo dia ensolarado e calmo, eu andava pelas ruas com as mãos no bolso enquanto meu fones zuniam uma das antigas do Linkin Park, eu recitava o refrão baixinho.

-Given uuuppp... –Cantava olhando pro chão.

Quando tive que levantar os olhos para atravessar a rua, vi uma garota linda. Com um livro nas mãos e uma camisa preta sem estampa, e seu short rasgado. O all star estava sujo e seu cabelo tinha três cores: roxo, azul e verde. Muito lindo como os cachinhos se formavam nas pontas. Eu fiquei a admirando por uns segundos e logo que a mesma passou continuei andando. Não pude ver a cor dos seus olhos, nem o seu sorriso. Como gostaria. Pensei. Quando já estava perto do metro vi que por ser segunda, estava lotado como costume. Me sentei em um dos poucos lugares vazios, e fiquei torcendo para que nenhum tribufu senta-se ao meu lado. Quando as portas iam fechando fiquei aliviado vendo que o lugar ao meu lado permanecia vago. Foi quando a colorida passou se espremendo pelas portas e arfando. Muitos olhares se viraram para a garota que resmungava baixinho, e vinha arfando ao meu encontro, ou melhor ao encontro do banco.

-Licença. –Ela pediu e se sentou.

Eu visualmente corado, apenas balancei a cabeça, peguei meu celular velho e troquei a musica, mas dessa vez a coloquei bem baixinho. Depois virei discretamente para o lado e vi que a garota estava imersa no livro, tateei a capa e pude compreender o porque: Harry Potter. Otima escolha! Continuei observando e ate cheguei a ler umas palavras junto. Quando olhei para seu rosto, vi que me encarava.

-D-desculpe! –Falei colocando as mãos no rosto. Fiquei vermelho, que coisa.

-Tudo bem, você gosta? –Confirmei com a cabeça. –Lá na minha escola é raro alguém gostar. Prazer Lilith. Qual o seu?

Ela sorriu. Que belo sorriso.

-Mickael. Mas pode me chamar de Mike.

-Certo Mike, quantos anos tem? –Ela perguntou e eu fiquei em duvida em responder.

-Não gosta de garotos mais novos? –Ela negou. –E mais velhos? –Ela negou. –Qual seu interesse pela minha idade?

-Bem, é que venho acompanhando seu nascimento desde que nasceu e você se tornou bem azarado, antes era popular e bonitao e agora é so um garoto comum... –Como assim? Desde que eu nasci? Ela tinha quantos anos? Tem cara de 16. Será que é aquelas mulheres que vivem fazendo cirurgia? –Eu queria te ajudar... –Ela finalizou.

-Bem, não precisa me ajudar, estou ótimo como pode ver e esse lance de azarado é tudo normal, acontece com todo mundo de vez em quando...

Passageiros chegamos ao destino.

Me levantei e Lilith permaneceu sentada com um sorriso no rosto e seus olhos negros como a noite me encaravam cinicamente.

Nessa hora um homem encapuzado se aproximou e colocou algo frio em meu peito :-Passa a grama.. –Passei. Ele me apalpou. –E o celular... –Eu passei e ele saiu correndo pela porta.

Me sentei incrédulo do que havia acontecido, meu único celular, velho e de segunda mao. O único...

-Isso acontece de vez em quando? –A colorida ria as minhas custas.

-Não... –Sai do metro e quando já estava na rua, ouvi passos correndo era a garota atrás de mim, andei de costas. –Ahh o que você quer? Não to afim de conversar, meu dia ta um saco.

-Eu ia dizer... –Ela levantou o dedo.

-Não diga. –Me virei e escorreguei no chão. –Que diabo! –Berrei.

-Não fale esses nomes antigos assim... –Ela me ajudou a levantar.

-Foda-se. –Falei e sai andando.

-Hey... –Ela gritou.

-Que? –Parei.

-Não quer um celular novo?

Me virei.

-Roubado? Obrigado mais não. To bem assim. Vou ter que trabalhar se quiser um novo. –Nessa hora uma loja apareceu bem na minha frente. E adivinha o que ela vendia? Isso mesmo! Celular! Inferno!

-Eu pago. –Ela levantou o cartão de credito.

-Desculpe, não posso aceitar.

Sai do centro e fui em direção a minha casa, cumprimentei meus pais e jantei. Aquela noite não consegui dormir, só pensei naquela garota irritante. Ela me conhecia? Desde que eu nasci...

É verdade que minha vida mudou quando eu vim para essa cidade, há alguns anos eu era popular e a base da humilhação dos outros. Quando me mudei vi que era errado e hoje sou esse cara normal, que tira notas ruins, não se da bem com esportes e nem pega mulher nenhuma. Com certeza essa garota estudava na minha outra escola, e deve ter me conhecido. Mesmo que eu não lembre dela. Mas mesmo assim... tem algo que ta me deixando curioso. -----Amanha. -Bocejei. -Amanha vou descobrir o que é isso... –Acabei dormindo ali mesmo.

❖❖❖
Apreciadores (3)
Comentários (3)
Postado 11/01/16 16:39

Oie, tudo bem? Seja bem vinda ao site e espero que continue participando e atualizando sua história por aqui :)

A premissa do enredo é bem interessante, e você conseguiu criar uma narrativa envolvente. Sua escrita é boa também, e de erros eu só consegui reparar na falta de alguns acentos aqui e ali, mas que podem ser facilmente corrigidos nos próximos capítulos prestando um pouco mais de atenção na revisão ("Amanhã", "Ótima", etc)

Vou acompanhar e estou bem curioso sobre qual a relação que Lilith (curioso esse nome né?) teve no passado com Mike e porque ela vem o acompanhando há tanto tempo.

Obrigado e até mais!

Postado 12/01/16 00:48

Primeiramente: Bem vinda! <3

Então, a história já começa com o rapaz ouvindo Given Up. Eu que sou soldier doente já empolguei <3333

Eu curti o primeiro capítulo. Geralmente os autores entregam a história inteira logo no primeiro e fica chato continuar lendo quando você já sabe o que vai acontecer. O bom é que esse primeiro seguiu bem devagar e foi até engraçado. Ri quando ele caiu hahaha

Gosto quando tem um pouquinho de mistério xD É bom ver o rapaz meio perdido :) Resumindo: Por favor, termina a história *-*

Eu só gostaria de sugerir que você revisasse o capítulo, pois ele contém, como o Daniel disse, alguns errinhos bobos. Mas a história tá divertida :)

Deixa eu ir ler o próximo \\o/

Postado 12/03/16 11:39

estou curiosa, rs. parabéns, vc me deixou pensando , que diabo de mulher é essa? rsss

parabéns...esperando o próximo

Outras obras de Jhess S

Outras obras do gênero Ação

Outras obras do gênero Aventura

Outras obras do gênero Comédia

Outras obras do gênero Drama