Fardo da Cruz
De mala vazia
Tipo: Lírico
Postado: 07/08/18 23:11
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 49seg a 1min
Apreciadores: 1
Comentários: 0
Total de Visualizações: 98
Usuários que Visualizaram: 6
Palavras: 132
[Texto Divulgado] "A noiva" Com uma taça em mãos e olhar voraz, se flagrava confortável por não ter alguém ao seu lado prometendo o que não é capaz de cumprir. Observava a concentração do pianista, as velas agora já derretidas na bancada e o sorriso que iluminava o belo rosto da noiva.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Por calar minha voz, me senti na obrigação de escrever por todas essas vezes.

São tempos difíceis, não existe mais empatia, simpatia, alegria. Não existe mais pessoas que consentem, ouvem, entendem. Existem aquelas que simplesmente te dizem: nem tente... mudar esse mundo, esse país. Mas enquanto houver pessoas que escrevem, ainda temos uma chance para melhorar.

Eu só peço que nesse ano tão importante, antes de tudo, pensem. É apenas o que peço.

Capítulo Único Fardo da Cruz

Creio no fardo

Do homem de cor clara

Que foi até a África

Com a famosa palavra

Em nome de uma divindade

Cujo verdadeiro amor estava na prata

Creio no fardo

Que arrastou homens de suas casas

Estuprou mulheres

Fez das crianças suas criadas

Em nome de um bem maior

Em prol da civilização ou pior

Creio no fardo

Do homem pobre que mora no alto

E do rico que mora embaixo

Nos morros e na margem dos Lagos

Descalço ou calçado

Creio no fardo

Que faz pessoas sangrarem

Cabeças rolarem

Culturas incendiarem

Creio no fardo

Que mente

Que descrente

Que corrói

Creio no fardo

Da economia

Da política

Da religião

Creio no fardo

Da verdade

Da esperança

Da empatia

Creio no fardo

Do homem

Da mulher

Da criança

Do Deus maior

❖❖❖
Notas de Rodapé

Muito obrigada por chegar até aqui!

Apreciadores (1)
Comentários (0) Ninguém comentou este texto ainda. Seja o primeiro a deixar um comentário!

Outras obras de De mala vazia

Outras obras do gênero Cotidiano

Outras obras do gênero Crítica

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Poema