A noiva
Tipo: Conto ou Crônica
Postado: 19/10/18 22:19
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 2min a 3min
Apreciadores: 2
Comentários: 1
Total de Visualizações: 88
Usuários que Visualizaram: 4
Palavras: 390
[Texto Divulgado] "Bons sonhos " Deus sabe o quanto sinto sua falta... Pra você, dedico todo o meu amor.
Livre para todos os públicos
Capítulo Único A noiva

Em meio ao barulho das taças tinindo, conversas paralelas e toda aquela euforia que se pode encontrar em festas. No meio da multidão, uma garota de vestido azul caminhava distraída observando os convidados.

Com uma taça em mãos e olhar voraz, se flagrava confortável por não ter alguém ao seu lado prometendo o que não é capaz de cumprir. Observava a concentração do pianista, as velas agora já derretidas na bancada e o sorriso que iluminava o belo rosto da noiva.

Já distante da música, sentou-se em um dos bancos no jardim, o vento balançava seus cabelos e desfazia aos poucos seu penteado de festa. Tirou as sandálias que lhe incomodavam os pés e em segundos, desabou num choro silencioso.

Aparentemente não existia motivo para o choro, nem para a tristeza que estava sentindo, afinal, estava em um casamento, onde se celebra o amor. Qualquer estranho que a visse naquele momento, julgaria que a moça estava perdendo o seu grande amor naquela noite. Mas não era esse o clichê, seu coração estava se afogando em tristeza e desespero. Não havia nenhum bote salva vidas por perto e talvez essa fosse a pior das sensações.

A moça escutou passos e olhou para trás, uma linda mulher de branco apareceu, segurando o véu que voava com o vento. Sentou ao seu lado e ficou ali por alguns minutos em silêncio.

- Ei menina, porque está chorando tanto?

O silêncio permaneceu, mas a noiva se levantou e caminhou em direção a uma linda cerejeira florescida. Com delicadeza, tirou um pequeno galho com flores já desabrochadas e botões que ainda estavam esperando a sua hora de nascer. A noiva encostou as flores em seus lábios e sorriu voltando em direção da menina.

- Estou lhe entregando porque precisa. Toda essa dor vai passar, aceita o meu presente.

A moça pegou as flores com cuidado e as colocou próximo ao coração.

- Esse é o presente precioso, guarda com carinho e não se entristece mais.

A noiva estava indo embora, mas antes de ir, olhou para trás e sorriu, fechou as portas atrás de si e nunca mais apareceu.

...

Acordei num sobressalto, ainda conseguia ter a sensação do vento em meu rosto e do perfume do jardim. As flores que recebi já secaram, mas eu sabia que a noiva, meu anjo, estava cuidando de mim em algum lugar.

❖❖❖
Apreciadores (2)
Comentários (1)
Comentário Favorito
Postado 06/01/19 19:16

Ah, seus contos são sempre tão sensíveis! Gosto da forma que as palavras transbordam o coração.

Meus parabéns ♥

Postado 06/01/19 21:30

Fico feliz que tenha apreciado. Muito obrigada ❤️

Outras obras de Pelas janelas de um coração

Outras obras do gênero Drama

Outras obras do gênero Mistério

Outras obras do gênero Reflexivo

Outras obras do gênero Romântico