Tulipa do ex amor
Schleticia
Tipo: Lírico
Postado: 20/10/18 01:19
Editado: 20/10/18 01:20
Gênero(s): Drama Romântico
Avaliação: 9.2
Tempo de Leitura: 1min
Apreciadores: 5
Comentários: 3
Total de Visualizações: 202
Usuários que Visualizaram: 9
Palavras: 211
[Texto Divulgado] "Escorpiana" Intensidade, esse é o seu nome. Aquela que sussurra, que grita e que demostra o quanto o amar é importante.
Livre para todos os públicos
Notas de Cabeçalho

Motivos para não amar .

Capítulo Único Tulipa do ex amor

Entre o amor e a solidão ? escolho a solidão,

Ao menos ela já se demonstra fria e obscura

Não mostra os dentes e faz cara de dor de barriga ,

O amor é medíocre, sujo e cruel

Se faz de amigo , confiável e positivista

Aquele que nunca vai te maltratar

Muito menos iludir.

Tento me acostumar e conviver com o caso de nunca poder declarar meus sentimentos a ti.

Saber que tu já conhece do meu amor e exala pena de mim.

Me calar diante da situação de uma poesia feita para um outro alguém

Que todas as suas lembranças são de ferimentos que eu poderia curar

Ao menos posso assistir esse seu jeito de viver por brincar, com

sua opinião que contra põem os eixos de nosso meio social

Ao menos posso me fazer de amiga para prosear de musicas , flores ,ex amores ou coisa e tal.

E enquanto falamos disso minha mente viaja em uma possível solução

De como te amar ou ao menos ter seu coração

Cá entre nós!

Queria me fazer flor para seu jardim compor

Quem me dera me tornar seu colibri

Para nunca mais partir

Da sua alma e de seu coração

Mas seu jardim já tem uma Tulipa da sua crônica mais linda e detalhista.

❖❖❖
Apreciadores (5)
Comentários (3)
Comentário Favorito
Postado 23/01/19 23:02

A visão do amor em sua real forma é devastadora, pois ele não como os poemas descrevem, muito menos acontece como nos romances mais profundos. Ele é o tipo de ligação de alma, que quando se parte, é capaz de quebrar a alma mais resiste. Ninguém é forte quando o amor vai embora. Ninguém segue em frente. Ninguém consegue amar depois de ser partido.

O eu-lírico desta obra possui o formato da verdade. A cada verso lido, nós acompanhamos a tristeza, a quebra de expectativa e a visão do que é contemplar um sentimento desta estigma por alguém que não consegue comportá-lo. É díficil querer florescer no coração de alguém que só dá atenção e carinho para um mero canteiro.

Seu poema ficou extremamente extraordinário!

Obrigada por compartilhar tal obra conosco.

Meus parabéns ♡

Postado 26/01/19 23:03

Fico muitooo feliz em saber que realmente gostou! Escrevi esse poema pensando em corações partidos.Muito obrigada pelo seu comentario amo suas obras s2.

Postado 20/10/18 13:38

Belo poema, parabéns! <3

Postado 20/10/18 22:50 Editado 20/10/18 22:57

Muito obrigada <3

Postado 31/10/18 16:09

Que obra linda e cheia de momentos! Começa com um nojo, um ódio e repúdio total ao amor e tudo que se assemelha, e vai caminhando por desejos de se estar ali junto, e então resigna-se a ser amiga, colega ou qualquer coisa, só para se fazer ser vista... Termina-se con uma suave decepção e aceitação...

O amor é tudo isso. Tiro no peito e beijo na testa.

É singelamente a mais dura pancada que a gente recebe na vida, sua obra é incrível!

Postado 02/11/18 01:32

Realmente um tiro no peito e um beijo na testa! Foi assim mesmo exatamente essa cena que tudo teve um fim. Mas para todas as feridas há curativos e para todas as lembranças uma borracha. Obrigada fico muuuito feliz que gostou!