Repetição, só em meus sonhos
Shizu
Tipo: Lírico
Postado: 31/10/18 22:10
Avaliação: Não avaliado
Tempo de Leitura: 1min a 2min
Apreciadores: 1
Comentários: 1
Total de Visualizações: 88
Usuários que Visualizaram: 2
Palavras: 306
[Texto Divulgado] "Lá Vem a Cobra, Lá Foi o Pandeiro" O personagem encontra-se no meio do mato em situação desfavorável após cair em um rio e perder seus equipamentos eletrônicos e seu pandeiro.
Não recomendado para menores de dezoito anos
Notas de Cabeçalho

Não tomo responsabilidade por eventuais arrependimentos ao ler. Sem mais nada a dizer... Boa leitura.

Capítulo Único Repetição, só em meus sonhos

Ontem, eu tive um sonho

Estava em pé e olhava fixamente o chão

Observando minhas lágrimas caírem

Minhas mãos vieram ao encontro das mesmas

Cobertas de sangue, incrivelmente, belas

Ao olhar para minha frente

Todo o homem que você era, encontrava-se

Embebido no medo e horror

O terror em seus olhos cinzas era...

Era um estopim para a excitação do meu ser

O interruptor que acordava algo de maravilhoso em mim,

Como eu poderia não desejar ver mais de mim mesma?

Preso; totalmente, imóvel

Só esperando, alguém se aproveitar de todo seu corpo

Aproveitar-se é meu apelido, Baby

Não me dê esse tipo de oportunidade!

Te fiz de tapete e pano de chão

Chegou a implorar aos berros e prantos para que eu o deixasse gozar

Vê-lo aos trapos foi magnificamente prazeroso

Mas não era o suficiente

Só morder até conseguir sangue

Não era o suficiente

Só queimá-lo até sentir cheiro de churrasco

Não era o suficiente

Só deixá-lo vivo

Não era o suficiente

Sussurrei em seu ouvido, calma

Como cair de uma pluma:

– Eu preciso de só mais um pouco,

talvez eu precise só quebrar o seu pescoço

Com as duas mãos, desligá-lo do troco...

A esperança que brilhou em seu olhar quando parei

– Quase matei sem dor ou demora...

O morrer de seu prevê alívio

Não poderia ter um preço maior

Ao refletir a lâmina no olhar cinza

Minhas pernas bambearam

E minha vagina pingou por estar molhada

O sangue que manchava de tudo

Meus espasmos sem controle

Teus grunhidos abafados por um pano na boca

Meus gemidos roucos que pingavam suor

O orgasmo sem repetição (?)

– Foi a minha melhor trança!

Chego a coçar-me de tanto desejo...

Em meus sonhos vou repeti-lo muitas vezes

Contudo, acredito que não podemos fazer o mesmo fora deles

Então, vamos aproveitar profundamente essa única vez na vida real?

❖❖❖
Apreciadores (1)
Comentários (1)
Postado 05/11/18 19:52

GENTE

Por essa eu não esperava :o

Bom trabalho neste texto sensual e perturbador

Postado 06/11/18 09:25

Agradeço o elogio e fico feliz que tenha lido e até mesmo comentado.

<3

Outras obras de Shizu

Outras obras do gênero Erótico ou Adulto

Outras obras do gênero Fantasia

Outras obras do gênero Romântico

Outras obras do gênero Terror ou Horror